Aquecer-se no fogo do inimigo

em 22 de julho de 2010

BXK2434_brasas-que-consomem-por-vitor800
Há uma passagem bíblica muito conhecida: Pedro, na noite em que Jesus foi preso pelos romanos, acompanha os passos dos soldados que aprisionaram o Mestre até o átrio do palácio de Pilatos.

A noite é fria. Há uma fogueira acesa, onde os soldados se aquecem enquanto se revezam na tortura que se seguiu à prisão de Jesus.

E, como a noite é fria, Pedro se junta aos que se aquecem em volta da fogueira. Neste cenário acontece o episódio conhecido como Negação de Pedro, onde ele por 3 vezes nega sequer conhecer Aquele com quem estivera caminhando e convivendo por quase 3 anos.

Seu amigo, seu Senhor, Aquele que o salvara das águas está sendo torturado e Pedro nega até mesmo que o conheça. E traindo Jesus ele trai a si mesmo, pois nega inclusive sua origem como galileu.

Sempre me perguntei por que um amigo, que horas antes jurava lealdade e amor ao Senhor, de repente foi capaz de negar categoricamente a relação. E reiteradas vezes!

Dentre todos os motivos que a gente poderia pensar um me explica profundamente o episódio: Pedro afastou-se do que era real, do que era importante e foi aquecer-se na fogueira do Inimigo. Aproximou-se demais do mal e o mal o alcançou. Simples assim.

E quantas vezes a gente também não acaba ferindo profundamente alguém a quem amamos por nos aproximarmos demais do perigo? Pode ser um amigo, pode ser o nosso amor…

Nós, que somos casados, sabemos muito bem onde mora o perigo da traição. Ninguém é ingênuo a ponto de ser pego desprevenido.

É uma amizade que vai ficando íntima demais, uma vontade de falar com a pessoa, saudade de ouvir a voz…  e aquele amigo ou colega de trabalho começa a parecer mais compreensivo do que seu marido, mais atencioso…

Se você é homem sabe do que estou falando: é o balançar dos cabelos, o perfume, e de repente aquela amiga começa a parecer mais interessante que sua esposa.

E então passamos a ver defeito em tudo o que ele/ela faz ou diz. Ou naquilo que não faz nem diz…
Tenho um amigo músico que diz que quando isso começar é melhor correr. Não dê uma de forte pois a tentação pode ser mais forte que você. Ele está certo.

Ser fiel ao nosso casamento é decisão de todo dia. E a grama do vizinho tem horas que parece mesmo mais verde. Mas como diz uma citação que agora não lembro de quem é: “De perto somos todos iguais.E se você duvida, aproxime-se das cercas que separam os quintais.”

E lendo a passagem bíblica a gente descobre que o fim da estória da negação de Pedro foram lágrimas amargas. No caso dele houve perdão pois Deus é perdão.

Mas seu marido ou sua esposa podem não perdoar e daí….
2720294_3qr2P

Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

22 comentários , comente também!

  1. Oi Elaine. Que saudade.

    Sabe, você teve uma visão perfeita da situação em que Pedro se colocou, e foi muito bem precisa na analogia com nossas vidas.
    As tentações são REALMENTE mais fortes que nós. Sempre aconetece de pensarmos que somos fortes o bastante, que é só uma besteirinha... "facinho" de negar, e não é!Jesus foi bem explícito quando fez a citação: "Foge da aparência do mal". O "mal" é sedutor, envolvente, aparentemente belo... Mas no fim de tudo, ele mostra sua verdadeira face, e a dor do arrependimento é realmente amarga.

    ResponderExcluir
  2. Olha...achei incrível a forma como vc abordou um tema nada fácil de se falar.

    Parabéns!!!

    Adorei!!!!

    bjo!

    Zil

    ResponderExcluir
  3. Às vezes enjoa ficar olhando a cara da mesma pessoa por anos e anos.
    Ainda mais se a pessoa se descuida e vira uma bola, perde a feminilidade, não é amorosa, cúmplice, não satisfaz o marido, é complicado.
    Não adianta fugir da tentação.Se perdeu a química do casamento, já era.
    Ninguém é de ninguém e nada dura para sempre.
    Se não perdoa tchau, beijos me liga!

    ResponderExcluir
  4. @Vagner Lopez
    Moço sumido!
    Que feliz eu fico de te ver por aqui!
    Beijossssss

    ResponderExcluir
  5. Elaine, nossa prof. e psico, hehe

    Muito 'maneiro", como diriam os mais jovens, como vc abordou o assunto.
    Aplausos e mais aplausos para você.
    Acho que todos nós precisamos ler esse post com certa frequência.
    A D O R E I !

    Bjs no coração!

    Nilce

    ResponderExcluir
  6. @Diego
    Interessante seu ponto de vista. Desculpe mas a mim me parece que você é do tipo que sempre estará na periferia do amor. Amor é mais que aparência, sabia? Não, claro que não sabia...
    A propósito: não esconda seu perfil. É quase como ser anônimo. Você quer mesmo ser anônimo naquilo que diz? Se bem que eu desconfio que nem você é quem diz ser, nem é homem. Acho que descobri você! Pela hora da postagem do comentário, sabe? Quer discordar? Fique à vontade, mas por que se esconder?
    Fica com medo não...

    ResponderExcluir
  7. Olha eu aqui outra vez!! rsrs

    Vi que o bicho pegou comentários acima, mas, enfim... Desobriu, né? Olha, vou te falar, se não fosse a distância, certamente a amizade com ela iria evoluir. =DDD

    Estou muito feliz de voltar tamém e de poder te visitar novamente. Te respeito muito como escritora/blogueira e ficar sem passar aqui, é uma ofensa literária. kkk!
    Fiquei muitíssimo feliz em ver você por lá. Obrigado! =D

    Um beijaaaaço pra você, e parabenizo novamente sua postagem.

    ResponderExcluir
  8. Gostei mto da comparacaum Elaine e tem algo q gostaria de destacar entre Pedro e Judas. Vc disse q Deus perdoou a Pedro pq Deus eh perdaum, sim, de fato, Deus eh perdaum e, Ele soh perdoou a Pedro pq sabia q Pedro foi tentado pelo medo de ser torturado como Jesus estava sendo e akbou negando-O, mas se arrependeu em lagrimas amargas.
    E Judas? Judas akbou se deixando cair em depressaum e, carregado pela culpa, se suicidou. Talvez nem tivesse passado pela kbeca dele q talvez, ele fosse parte da missaum de Jesus, pq Jesus ia ser entregue para nos salvar de qlquer maneira.
    Isso sempre me faz refletir sobre atos impensados, q devemos sempre, apos um erro, ver se akele erro naum foi necessario pra algum tipo de coisa pra abrir meus olhos ou de outra pessoa (jah aconteceu comigo) e, sempre opto pela atitude de Pedro, por mais q a depressaum tente me vencer e me levar ao kminho de Judas.
    Mas qnto a traicaum, o melhor eh msm tentar evitar, pq as tentacoes estaum em todos os lugares, antes de fikrmos vendo defeitos na namorada da gnt, temos q aprender a dar valor a quem tah sempre ao nosso lado. Eu procuro sempre fzer isso, msm qndo to chateado com ela por alguma razaum.
    Bjos anjo, otima sexta pra ti.

    ResponderExcluir
  9. É verdade Elaine, um passo em falso, nem sempre temos chance de voltar atrás antes de cair no abismo.
    Não vou mentir, por muitas vezes fui contra mim mesmo, por acreditar de repente, ser um revide. Arrependimento? Sim.
    Porque atitudes assim sempre têm testemunhas, para apontar o dedo, quando buscamos conserto. Arrependimento nem sempre basta, e perdão nem sempre é possível.

    Quanto ao comentário, acertou em cheio.

    Beijão e bom fim de semana. Fique com Deus.

    ResponderExcluir
  10. @Bleeding_Angel
    Não é pelo widget não, é outro sistema. Daí não dá para retirar. E não é a primeira vez.
    Querido, sempre me espanta sua maturidade, sabe?
    Beijos e bom dia!

    ResponderExcluir
  11. @Silvia
    Então seja benvinda rsrsr
    Viu o comentário acima? Sem querer por fogo, ele gosta de você, ah ele gosta sim...

    ResponderExcluir
  12. Muito aconselhador e muito bom ler textos assim faz a gente pensar o que e certo, se vale a pena.

    tenha um otimo fim de semana.

    ResponderExcluir
  13. Muito valioso este post... gostei muito... perfeito.
    bjs
    http://larfamiliaecia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Elaine!
    q post lindo!
    e interessante q se aplica além de marido/esposa!
    tem toda razão... qto mais perto da tentação, do mal... mais risco corremos... isso é real!

    e sobre o 'Diego' rsrsr.. adorei sua resposta pra ele...

    bjão
    da Li

    ResponderExcluir
  15. Amigaaaaaaaaaaaa,
    que eu AMO sua maneira de falar sobre as coisas não preciso nem comentar... rsrsrsrs
    Mas adorei além de ler os posts, ler os comentários desse post...rsrs É... a vida é uma luta diária, mesmo, em todos os aspectos! E o amor (que não julga e nem requer "aparências" é o que perdoa e sobrevive, sempre...)
    Grande beijo!!!

    ResponderExcluir
  16. Elaine, o tempo me ensinou que as pessoas não deixam de ser bonitas e interessantes só porque casamos. Tem gente andando por aí que tem a ver com a gente sim, e topar com uma pessoa dessas em um período de fragilidade do casamento pode ser fatal na relação. Fidelidade é uma escolha diária, vc disse bem. Correr também é a solução, principalmente quando percebemos que ficamos um instante a mais, esperamos um email, que o dia fica mais colorido na presença de alguém... alguém q não devia ser.
    É duro ser adulta e cheia de responsabilidade.

    ResponderExcluir
  17. Ai Laine que coisa mais linda o que você escreveu!
    Olha, acho que não só no casamento, mas de um modo geral, chegar muito perdo do fogo pode nos queimar não é? E na vida, temos que saber o nosso lugar. Se é ao lado de Deus, então o que fazer do outro lado? E não adianta,como você disse, se contamina mesmo!
    Superbeijo!

    ResponderExcluir
  18. ELAINE QUERIDA...
    vc tem toda a razão, eu já te contei que trai,não meu edsinho, mas meu ex marido, foi uma loucura em todos os sentidos, pois um dia cheguei em casa coloquei a aliança sobre o som e disse, acabou! não te amo mais....simples assim. cruel.
    o resto vc pode imaginar, vivi quase tres anos de uma loucura emocional e fisica que quase me levou a degradação....me perdi por completo .
    conheci o Edson quando essa relação já estava no seu desgaste final.
    hoje te digo sem sombras de dúvidas, foi a melhor coisa que me aconteceu, aprendi o que é amor, respeito, fidelidade, parceria, companheirismo, cumplicidade e digo ,que nada no mundo me faria ter uma atitude dessas de novo.
    claro, sou humana ,tem das" veis que o quintar do visinho parece bem mais bonito", mas isso não passa de um pensamento tão rápido que na sequência lembro de tudo que tenho e a familia que construi que a felicidade me invade e nada mais se torna melhor ou maior do que isso.
    minha caixinha da felicidade é minha familia que me faz feliz todos os dias e onde tenho a certeza que sou verdadeiramente amada.
    bjuivos no seu coração.
    maravilhoso post.

    ResponderExcluir
  19. As vezes acho que não nos conhecemos e não sabemos do que realmente somos capazes. Já bebi de água que outrora disse que JAMAIS beberia. Tentação? Desvio de caráter? Não sei. Nada justifica uma traição e ninguém merece ser traido, mesmo quem faz por merecer.

    Deus perdoa, mas não livra das consequências. E uma delas nesse caso, é a culpa.

    Bjs
    Mah

    ResponderExcluir
  20. Eu e o Miguel falmos sobre isso ontem mesmo. Amor realmente é um sentimento muito mais maduro e do que julgávamos antes de nos conhecer. Agora chegamos a conclusão que juntos, descobrimos o que realmente é o amor. Delícia chegar a essa conclusão junto com o marido depois de 5 anos juntos rsrs

    Grande beijo

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…