Como nasce o amor?

em 5 de junho de 2010

Veio de manhã molhar os pés na primeira onda
Abriu os braços devagar e se entregou ao vento
O sol veio avisar que de noite ele seria a lua,
Pra poder iluminar Ana, o céu e o mar

Sol e vento, dia de casamento
Vento e sol, luz apagada no farol
Sol e chuva, casamento de viúva
Chuva e sol, casamento de espanhol

Ana aproveitava os carinhos do mundo
Os quatro elementos de tudo
Deitada diante do mar
Que apaixonado entregava as conchas mais belas
Tesouros de barcos e velas
Que o tempo não deixou voltar

Onde já se viu o mar apaixonado por uma menina?
Quem já conseguiu dominar o amor?
Por que é que o mar não se apaixona por uma lagoa?
Porque a gente nunca sabe de quem vai gostar?

Ana e o mar... mar e Ana
Histórias que nos contam na cama
Antes da gente dormir

Ana e o mar... mar e Ana
Todo sopro que apaga uma chama
Reacende o que for pra ficar

Quando Ana entra n'água
O sorriso do mar drugada se estende pro resto do mundo
Abençoando ondas cada vez mais altas
Barcos com suas rotas e as conchas que vem avisar
Desse novo amor... Ana e o mar


Quando conheci esta música fiquei pensando sobre os trechos que grafei em negrito.
 Quem já conseguiu dominar o amor?
Porque a gente nunca sabe de quem vai gostar?
 
Você já pensou nisso? Sobre os motivos que levam a gente a amar alguém?

Não estou falando do amor de pai e mãe, que são meio compulsivos por conta dos laços genéticos, mas sim daquele amor que une um casal, ou do amor que faz com que completos estranhos sejam amigos para a vida inteira…

E nem sempre a gente ama quem se afina conosco. Conheço casais que aparentemente nada têm a ver um com o outro e no entanto se amam pra valer…

E também amigos que são diferentes em tudo, mas o amor está ali…
Como nasce o amor?
De onde ele surge?

Por que o mar não se apaixona por uma lagoa?como surge o amor?

Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

18 comentários , comente também!

  1. eu que o diga, fui achar o meu lá no Egito ehheh

    ResponderExcluir
  2. Acho que se conhecessemos a resposta a essas questões, o amor não seria tão bom quanto é. Amor é mistério. E fim.


    Bjs
    Mah

    ResponderExcluir
  3. O meu amor é assim, nossas diferenças nos completam!

    Nada melhor que o amor! =)
    Beijos linda

    ResponderExcluir
  4. A minha amiga, desde que o mundo é mundo, esse Senhor chamado amor nasce, cresce e vive dentro de nós, sabemos descrever como é sentí-lo, mas descrevê-lo e decifrá-lo, só Deus. Mas é muito bom amar e ser completado por um amor, você não acha?
    Beijos e um ótimo fim de semana.

    ResponderExcluir
  5. Ah, o amor

    Ah, os mistérios desse sentimento que nos une a pessoas tão diferentes.

    Acredito muito em os "opostos se atraem", são os verdadeiros, os mais belos e indescritíveis amores.

    Eu amo o meu oposto e às vezes fico pensando em como ele pode me amar assim.

    Que delícia de post. Inspiradinha, vc estava, hein?

    Muito bom!

    Bjs no coração!

    Nilce

    ResponderExcluir
  6. Aqui somos muuuito diferentes, mas estamos juntos há séculos, então não sei a resposta, mas valeu a visita pela linda música. Amei!

    ResponderExcluir
  7. Olá Elaine, quanto tempo!
    Pois é, o amor tem dessas coisas doidas, inexplicáveis.
    Mas eu não posso falar sobre, pois nunca amei ninguém de verdade, e digo o amor que você fala no post. Não sei amor "meio-amado" isso não existe pra mim, ou é amor ou não é. "Se é amor que seja verdadeiro."

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Amiga quero agradecer muito as suas dicas...todas elas exlentes!!!
    Bjokas:))
    Resto de um bom fim de semana ai no seu lindo Brasil...

    ResponderExcluir
  9. Antes de tudo, que música linda hein...
    E como entender o amor.
    Simplesmente acho que não dá pra racionalizar o amor. Amor é sentimento, mexe com a gente. E os caminhos do amor são tão únicos e estranhos que sofremos por ele e não conseguimos sequer domar o sentimento.

    Acho q sou uma pessoa que tem uma vida afetiva legal. Mas nunca consegui entender pq amei ou amo alguém. Sinto e não sei decifrar pq sinto.

    Post muito legal! E o mar não ama a lagoa, que não ama o peixe, que ama a árvore, que ama o pica-pau rs...
    bjs

    ResponderExcluir
  10. Já passei muito tempo da minha vida procurando por essas respostas. Hoje amo tanto que nem me preocupo mais com isso. rs...

    Beijokas!

    :o)

    ResponderExcluir
  11. O amor não se explica, sente-se.
    Não sei o que aproxima as pessoas. Primeiro acho que tem que haver afinidades. Muitas vezes começa uma amizade que se transforma em amor.
    Ou tudo começa com rusgas e um belo dia "descobrem" que se amam. Não dá pra explicar mesmo.
    Acho que tem que ter admiração pela pessoa amada, ela tem que ter um "plus", alguma coisa que a torne diferente dos outros. E isso é absolutamente subjetivo. O que me atrai em um homem pode ser justamente o oposto do que atrai a outra pessoa.
    Difícil explicar, né? rsrsr
    Mas bom é amar, sem muitos porquês.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Oi Elaine,
    Está rolando uma maratona aqui na blogsfera e estou te indicando para participar. Entra lá no meu blog e fique por dentro de tudo.
    Beijo grande,
    Lilian.

    ResponderExcluir
  13. Querida, seu post bateu profundamente em mim...
    Nem dá para explicar...
    Alê

    ResponderExcluir
  14. Pra mim é um eterno delicioso mistério... bjo, bjo!

    ResponderExcluir
  15. ELAINE QUERIDA..
    AH, O AMOR!!!
    QUEM EXPLICA TAL SENTIMENTO??
    IMPOSSIVÉL..
    MAS SÓ PODEMOS REALMENTE AMAR QUANDO TEMOS A ALMA DISPOSTA A COMPARTILHAR COM O OUTRO O MELHOR DE NÓS...
    ASSIM NASCEM OS GRANDES AMORES E AS GRANDES AMIZADES...
    BJUIVOS NO CORAÇÃO.

    ResponderExcluir
  16. Bom dia, Elaine! Nada disso, programou certo, adoramos o post.

    Agora apr ao dia 12, escreva um sobre como alimentar a chama, sobre a construção do amor.

    Beijos e um bom dia!

    ResponderExcluir
  17. Eita pergunta difícil de responder, se é que há resposta...grande beijo

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…