O Segredo de Brokeback Mountain

em 10 de maio de 2010

image
Claro que você já conhece o filme. O mega sucesso estrelado por Heath Ledger na produção de 2006 mostrou a estória de amor entre dois vaqueiros americanos.
Pois o que algumas pessoas não sabem é  que o filme foi inspirado em um conto de Annie Proulx, ganhadora do importante Prêmio Pulitzer de Literatura. Então, li o livro esta semana.

Se bem que dizer livro seja um exagero pois trata-se na verdade de um conto. A edição que me chegou às mãos tem apenas 67 páginas. Dá pra ler em 1 hora. E é uma delícia de leitura.

O livro começa em um flashback de Ennis del Mar e já prende a atenção do leitor. Daí a estória caminha para o encontro entre Ennis e Jack, a torturante relação entre eles, e sobretudo o livro mostra o quanto de dor o amor entre eles pode comportar.

Curiosa a maneira de Ennis lidar com esse amor. “Não sou bicha” ele dirá para Jack, imediatamente após transarem pela primeira vez. Ele também recusará, por conta de um medo patológico de ser descoberto, a oferta de Jack para viverem ambos juntos. Sem happy end portanto.

Mas, talvez pela qualidade da direção de Ang Lee e pelo tamanho do conto, o filme consegue o que poucas adaptções conseguem: ele é melhor que o livro. O filme é mais denso, mostra mais nuances dos personagens e esclarece melhor alguns fatos. E o livro não é uma estória de amor como é o filme. O livro é uma estória de desejo carnal.

Porém, apesar disso, há uma cena no livro que me arrancou lágrimas: com Jack já morto, Ennis vai à casa dos pais dele na tentativa de realizar o que seria o último desejo do amante: levar as cinzas dele para a montanha Brokeback. A mãe de Jack deixa que Ennis conheça o quarto que fora do filho. Ele entra. A miséria é evidente. Num canto do quarto, escondida no que seria um guarda-roupas Ennis vê uma antiga camisa de Jack. Quando a segura percebe dentro dela, encaixada como se fora um abraço eterno uma sua camisa xadrez, desaparecida há tempos… Era um símbolo do que Jack mais desejou na vida: viver com Ennis.

Leia o livro, se puder. Se quiser baixar clique aqui.  Mas eu prefiro sempre o livro real, gosto de segurar, de sentir o cheiro do livro novo…z36

Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

22 comentários , comente também!

  1. texto que nos faz refletir e até questionar, mas o que mais aprendi é que querer nem sempre é ter...
    bejuxus!!!

    ResponderExcluir
  2. Adorei seu blog e estou te seguindo, me segue tb??! <33

    http://mylittleworldofbooks.blogspot.com/

    Beijos,

    Mandy ♥

    ResponderExcluir
  3. Quando vi o filme também me emocionei com essa última cena, as das camisas. Detalhe vi o filme ja bem tarde, com um medo terrível que um dos meninos acordassem e visse algo, sei lá, para não influenciar e não me pergunte mais nada.

    Beijos
    Mah

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Influenciar? a serem gays? é uma coisa ruim para você? parece que alguém não entendeu o filme.

      Excluir
  4. Não sabia que tinha o livro, o filme eu assisti, gostei.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  5. Eu acho que um conto realmente deve parecer mais superficial do que o filme, vc não acha? Dá para trabalhar mais a questão do amor entre os personagens do que em poucas páginas.
    Lembro da cena da camisa no filme, eu também fiquei emocionada, apesar de não ter crtido muito o filme. Acho q se eles se gostavam tanto assim, tinham mais q ficar juntos e ponto final. Fiquei meio frustrada com o filme.
    Bj

    ResponderExcluir
  6. Eu acho que um conto realmente deve parecer mais superficial do que o filme, vc não acha? Dá para trabalhar mais a questão do amor entre os personagens do que em poucas páginas.
    Lembro da cena da camisa no filme, eu também fiquei emocionada, apesar de não ter crtido muito o filme. Acho q se eles se gostavam tanto assim, tinham mais q ficar juntos e ponto final. Fiquei meio frustrada com o filme.
    Bj

    ResponderExcluir
  7. Cadê meu comentário daqui? Ah... já sei a nossa amiga Elaine ainda não o viu, voltei pra te desejar uma ótima terça-feira.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  8. Elaine,
    ainda me lembro quando há anos entramos numa locadora: eu e meu esposo! E quando peguei esse filme (recomendado por uma amiga), ele olhou a capa, pagamos e fomos para casa... Em casa, quando ele leu a sinopse, logo reclamou: "pô, filme de bicha amor?????rsrsrs" Mas o filme realmente tem uma história lindíssima, e emocionante! Vale a pena com certeza a leitura do livro! Aproveito a visita para dizer que tem um prêmio pra vc lá no meu cantinho. Grande beijo!

    ResponderExcluir
  9. Oi Eli bom dia.
    Recebi sim!
    Tenho uma novidade pra te contar.
    Até bati meu recorde de leitura com seu livro.
    Vou escrever pra você aguarde.
    Ah o tempo é suspresa e vou postar rsrs.
    Bjo bem grande

    ResponderExcluir
  10. Quando eu assisti o filme, eu pude ver a realidade não vivida... muito triste quando se quer algo e não o tem. Eu achei muito bonito e emocionante esse filme e um dos momentos bonitos tb foi quando a filha dele ia se casar e foi convidá-lo...enfim, é um filme que vale a pena ser visto.
    Bjs carinhosos
    Márcia

    ResponderExcluir
  11. Vou procurar o livro, sou como vc, gosto de pegar, sentir o cheiro... etc.
    Acabei de ler um livro bem interessante também, que também retrata a vida de homossexuais.

    Se tiver um tempinho, visite esta postagem, espero que goste.
    Eu amei a sua como sempre!

    Bjs.

    http://lydiacomy.blogspot.com/2010/05/o-preco-de-ser-diferente.html

    ResponderExcluir
  12. Oi Elaine!

    Assisti ao filme e gostei muito, é bem legal.
    Apesar do livro ser curtinho, acho que vale apena dar uma lida.
    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Assisti esse filme e me emocionei muito, adorei a mensagem é linda e muito atual, tem muitos jevens passando por este tipo de relacinamento que os atormenta por nao serem compreedidos pelos familiares e em alguns casos amigos mais proximos.

    ResponderExcluir
  14. Menina, por aqui eu tenho a certeza do qto ando desinformada dos filmes.... claro que já ouvi falar, mas ainda não vi...sempre vale vir aqui, deixo beijos e beijos!

    ResponderExcluir
  15. Amei o filme. É uma linda história de amor. Pena que não tem final feliz...
    Vou tentar ler o livro também.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Sou jornalista e apaixonado por cinema.Acho este filme belissimo apesar de triste no que se refere a felicidade de todos os envolvidos na trama.fala-se muito nos dois personagens principal, mas não podemos esquecer do sofrimento daqueles que conviveram com ambos. A cena das camisas realmente é a mais dolorosa porque vc não presenciou o enterro, mas elas deixam explícitas a intensidade de um AMOR e o quanto ele era importante para aquela pessoa. Estou querendo escrever um livro sobre esta história e por isso preciso ler o livro. Parabéns por abordar este filme em seu blog apesar de ainda existir muita gente que se recusa a ver o filme por tratar de uma realção amorosa entre dois homens.

    ResponderExcluir
  17. Sempre acho o livro mais intenso do que o filme. E geralmente quem é leitor voraz, como você parece ser, tem essa opinião. Mas confio no seu julgameto. Só vi o filme. Gostei bastante pois trata do tema com muita sensibilidade.
    Bj...Bj
    artemadeiraevida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Ei, eu assisti o filme há um tempinho e desde então venho pesquisando na internet pra ler o conto, mas não encontro em lugar nenhum. Esse link pra baixar que você postou aqui está inválido.

    Não sei se o blog ainda está ativo ou não, mas se ver minha mensagem e souber de algum site que dê pra baixar, ou se você tiver o ebook no seu computador e puder hospedar em algum lugar pra que eu baixe, eu ficaria super grato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Herick, eu atualizei o post com um link válido.
      Este aqui:
      http://coquimdownload.net/o-segredo-de-brokeback-mountain/
      Sim, o blog está ativo, muito ativo aliás!
      beijos, obrigada pela visita!

      Excluir
    2. Oi, Elaine, muito obrigado pela atenção hein.

      Mas uma coisa, esse link que você passou é pro download do filme, não do livro. O filme eu já assisti, quero muito mesmo é ler o conto agora. Se tiver mais alguma informação, ou se de alguma forma encontrar o ebook pra baixar, me avisa ok?

      Obrigadão mesmo,
      beijos.

      Excluir
    3. Ah, entendi.
      Se eu achar o ebook posto o link aqui, tá?
      bjsssss

      Excluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…