Mulher machista. Você é?

em 16 de maio de 2010

26a Semana passada eu postei este texto aqui: Como treinar seu dragão, ops, marido e ele me rendeu bons momentos pois a interação foi grande. Também através de emails…

O Lukas levantou a bola de um aspecto que realmente apareceu na maioria dos comentários e que eu quero falar hoje. Senta que é interessante.

Somos em três irmãos: duas meninas e um menino. Houve uma época em que trabalhávamos os três na mesma fábrica de calçados, lá pelos anos 90. Saíamos de casa juntos e ele chegava antes porque ia de bicicleta e as meninas iam a pé. Estudávamos os três, sendo que eu estudava do outro lado da cidade e ele a apenas 2 quarteirões de casa.

Pois bem…

Chegava o fim de semana e a minha mãe acordava a mim e à minha irmã às7 da manhã para fazer a limpeza da semana(sendo que ela não trabalhava). E dizia todo santo sábado: “Fecha a janela que o menino tá cansado; deixa ele dormir.” Eu e a Lisa ficávamos pasmas! Como assim Bial? E a gente???

Isso foi a vida toda; a gente cuidava da casa mas ele não. O banho era dele primeiro. A melhor comida. O copo maior de suco. Naquele tempo a gente não entendia, achava que ela amasse mais a ele. Mas não era. Ela é machista.

Minha querida mãe não é a única. Se você tiver a curiosidade de ler os comentários do post que deu origem a este verá: mães que jamais permitiram que seus filhinhos varressem o chão; mães que fazem o prato dos filhos adultos; mães que tiram os espinhos para que o filhinho de 30 anos não engasgue e morra, mães que servem o café e levam na mão do filhinho. Mães… que quando viram sogras são o terror de uma jovem esposa que trabalha fora…

Eu não tenho filhos mas tenho sobrinhos e vejo a minha irmã lutar para criar o menino e a menina da mesma forma: dividem as tarefas e não é por ter um pintinho que o menino é especial.

Aliás esse negócio de se achar especial e intocável por ter um pintinho é absolutamente ridículo! Penso que a mulher precisa aprender a ganhar o próprio sustento e a não depender do marido para comer; mas penso também que homem bom é aquele que fica casado porque  ama e gosta da  companhia da mulher, não porque não sabe fazer arroz e passar uma camiseta de malha.

Sei que as mães possuem a tendência de proteger suas crias e isso pode ser ainda mais intenso quando é uma cria macho. Mas vai por mim: seu filho será muito mais respeitado se for auto suficiente (junto? separado? oh dúvida!) e seguro de si o bastante para ser um bom dono de casa.

Afinal mãe não dura para sempre e nunca se sabe o que o garoto vai enfrentar na vida.

Melhor estar preparado, né?

E se você quiser ler um texto excelente do Fabrício Carpinejar basta clicar no botão e expandir o texto:

E então:

Você é?

Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

36 comentários , comente também!

  1. Demais adorei a postagem amiga.

    abraços


    Hugo

    ResponderExcluir
  2. Há tempos que falo isso e muitas de minhas amigas pensam que estou brincando. Se nos acusam de machistas é porque fomos, digamos, estimulados a este comportamento. Eu disse "estimulados", pois o homem é por definição e evolução um tanto diferente na forma de pensar e a isso devemos o processo da Evolução.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. É, infelizmente muitas mães deram asas à proliferação do machismo, mas acredito que isso hoje esteja mudando. Ao menos é o que espero. Não tenho filhos ainda, mas eu e o Marido já nos revesamos em tudo, e não tem essa de que só eu que tenho que fazer as coisas em casa.
    Ótima postagem.
    Adoro o Carpinejar, vou ler o texto dele tb.

    Xerinhos e ótima semana!
    Paty

    ResponderExcluir
  4. Começou mais uma votação
    para a Copa Blog, é a semi- final, agora não será por
    voto e sim por comentário, cada comentário valerá um
    voto e podem comentar à vontade.
    Conto com vcs para chegar à final.
    Essa votação vai até o dia 22 agora.
    anamgs.blogspot.com

    Esse é o link da Copa Blog:

    http://dado.pag.zip.net/

    O link está acessível no post atual do meu blog, por lá entra direto, obrigada.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  5. Aff amiga, tenho 2 meninos, mete medo ni mim não! rsrsrs Eu já os ensino muito coisa, mas preciso ensinar moooito mais, sei disso.

    Beijos

    joana

    ResponderExcluir
  6. The Best
    Faltando 7 dias para o encerramento da enquete, venho lhe informar que esta pegando fogo a enquete, quero novamente agradecer pela sua participação, e pedir que quando puder de uma olhadinha na sua postagem, pois pode haver comentários para você
    A finalidade e a fraternização, e homenagem, divulgação entre os blogs
    Um grande beijo e boa sorte
    http://simplythebest01.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Ta cheio de mulher assim até hoje... e que se culpa por não conseguir ter uma carreira, cuidar da família, da casa, do marido... e ta cheio de gente que vê uma casa um pouquinho bagunçada e não pensa duas vezes em falar mal da mulher... ótimo texto!! Bjs! Boa semana!

    ResponderExcluir
  8. Boa noite Elaine.
    Seu texto está tão bem escrito e completo que nada a acrescentar ,só elogiar.
    Em minha casa foi assim também e vi muito isso em casa de amigos também.
    Creio que hoje já não é tanto assim mais.Meu marido e eu trabalhamos fora e no dia que a ajudante não vem,sábados e domingos,dividimos as tarefas direitinho.Meus genros ,os tres,fazem também assim .Por isso digo que mudaram um pouco as coisas .
    Boa semana linda.
    Abs
    Teca

    ResponderExcluir
  9. Concordo plenamente, apesar de achar que nem todos são criados assim.

    Mulher machista e negors racistas só servem para aumentar a incoerência do mundo, o único ponto positivo é que acabam com a unânimidade, permitindo a visão da realidade caótica de nossa sociedade.

    É por isso que uma menina de doze anos é mais madura que um homem de dezoito, e isso não é nada bom.

    ABS

    ResponderExcluir
  10. Mãe de dois meninos, tento a todo custo não ser uma mãe execessivamente cuidadosa, e assim não me tornar uma mãe machista. Tento educar meus filhos para que eles se tornem mais independentes possível, para que no futuro sejam adultos, maridos, bem melhores do que o pai, que teve uma educação machista e consequentemente se tornou um marido machista.


    Beijos
    Mah

    ResponderExcluir
  11. Acho que não sou masso vou saber disso com ctza qdo e se tiver um filho.

    BJos

    Como sempre um otimo post.

    ResponderExcluir
  12. Minha mãe é absolutamente machista. O que ela não esperava era se deparar com uma adolescente rebelde e totalmente contrária ao machismo. Não sou feminista, mas odeio o machismo com toda a intensidade do meu coração!!!
    Ela bem que tentou, mas bati pé, gritei, dei meus ataques e consegui que os meninos dividissem tarefas comigo e a Bê. Hoje, quem agradece, eh minha cunhada, que trabalha mais que ele, pq eh médica, e ele sabe fazer de tudo em casa e ajuda ela pra caramba.

    Beijass, querida.

    ResponderExcluir
  13. Amiga, adorei o texto!
    E me fez refletir na educação de meu filho aborrecente, digo, ADOLESCENTE,rs!
    Em casa era a mesma coisa,minha mãe dava um mole lascado pro meu irmão.E hoje minha cunhada sofre, já disse várias vezes a ela pra devover meu irmão por uns tempos pra minha mãe ver o que ela fez ele se tornar.
    O engraçado é que minha mãe se nega a levar a culpa e se nega a ter ele por uns tempos na casa dela,diz que ele é folgado!
    Folgado?Por que será né?(risos)

    Meu filho eu educo e ensino para a vida!
    Ele tem suas tarefas diárias como: Acordar,limpar o quarto dele,arrumar a cama, estender a toalha molhada depois do banho no varal,enxugar a louça quando o PAI dele lava após as refeições,levar a cachorra para passear,jogar o lixo,deixar o guarda roupa dele organizado,apagar as luzes e fechar torneiras qnd nw estiver usando,enfim, to treinando ele e espero que 1 dia ele se case com alguem que ele ajude nos afazeres e nw coloque tudo a perder o que eu ensino.
    O Pintinho dele aqui pia e trabalha,ou melhor: COLABORA!
    Otimo post o seu, serve para refletir que ninguem nasceu só para servir ou se prevalecer!

    ResponderExcluir
  14. Oi, Elaine

    Demais o post! Vc é sensacional mesmo.

    Estou direto no Top Blog, viu?

    Bjs no coração!

    Nilce

    ResponderExcluir
  15. É algo absurdo. Mas é tão comum.
    Mães educam filhos como reis, filhas como escravas, serviçais. E geram uma leva de meninas reprimidas, rapazes sem respeito por mulhr alguma.

    A boa semente planta-se dentro de casa, não tem jeito. Excelente post, que vai alertar muita mãe descabeçada por ai.
    Boa semana

    ResponderExcluir
  16. Menina, vc me levou lá pra minha adolescencia. Vi minha mãe servindo o bife pro meu irmão, e eu tendo que me levantar até o fogão pra pegar o meu!
    Nunca reclamei isso pra ela, e nem pretendo fazer...
    Mas minha mãe é muito machista sim ( nunca tinha visto desta forma ). Sou a filha do meio e única mulher, falo isso com conhecimento de causa.
    Tenho uma única filha de 9 anos, que anda dando trabalho com os afazeres domésticos ( vc poderia nos dar umas dicas, já que começou com isso ne? rs ).
    Bjs

    ResponderExcluir
  17. Elaine,
    Eu fui criada numa família diversificada: 4 mulheres e 3 homens!
    Olha! Os homens aqui cozinham tb e criei meu filho para saber cozinhar tb...
    Ah! ele faz uma deliciosa macarronada!!!
    Mas já vi famílias assim...
    Meu marido tb sabe cozinhar... E mto bem, graças a Deus!!!
    Adorei o post!!!

    Bela semana para ti!!!
    bjão

    ResponderExcluir
  18. Isso é uma parada não é??
    Meu marido foi criado assim tb.
    Com muito custo fiz ele entender que tem uma esposa e não uma empregada! Mas ele aprendeu (quase o joguei pela janela para ele entender...rs)

    Meus filhos terão o mesmo tratamento.
    as mães estragam os meninos e as esposas que pagam o pato...

    bj

    ResponderExcluir
  19. Queridona, e aí nisso tudo entra uma coisa fundamental: quem cria os meninos que se tornam homens? Nós mulheres. Então vivemos reclamando de como sos homens são, mas devemos nos perguntar: o que estamos fazendo para mudá-los? Nãoé mesmo?
    Existe muita mulher machista, infelizmente.

    beijo beijo beijo

    ResponderExcluir
  20. Oi Linda, apesar de ter tido um pai bem machista, graças a minha Mãe meus irmãos são todos auto suficientes e melhores donos de casa do que eu, rs. Beijos, fique com Deus.

    ResponderExcluir
  21. Elaine, vão querer me matar agora!!!! rsrsrs Olha, eu me acho um pouco machista sim. Anti-feminista com certeza! Não tive um irmão, e mamãe tratava de 3 filhas igualmente. Não tenho uma filha, mas tenho a casa rodeada das amiguinhas dos dois filhotes. E te digo, somos seres humanos iguais, mas "diferentes" sim, e o que nos diferencia não é apenas o "pintinho" deles!!! rsrsrs M
    muito antes dessa "etapa" que vc citou, já fazemos a nossa "diferença" ao tratar os recém-nascidos. Chegue numa maternidade e verá TODA a família (mãe, pai, avós, tios, tias...) segurando um bebê "menina" dizendo: que lindINHA, que fofINHA, tudo no diminutivo... somos "bonequinhas" desde que nascemos. Já se segurarem um menino, você ouvirá: "lindÃO da mamãe, gostosÃO do papai, meninÃO da vovó" e por aí vai. Eles são os "BÃO". E desde aí estão as diferenças... tão sutis que a gente quase não nota...e que todo mundo faz sem "sentir", é quase involuntário, um instinto mesmo... mas quando maiores, uns sentem na pele (principalmente os irmãos de sexos opostos). Na verdade, meninas não começam a ajudar as mães nessa época... muito antes disso!!! "Gostam" de lavar loucinha, de ajudar a varrer... e meninos? de levar o lixo (ou deixar o saco rasgar para espalhar tudo no chão!!rsrs) Características então, noooooooossa! Se vc acompanhar uma turma de 20 crianças entre 2 e 5 anos (10 de cada sexo), verá que meninos passam a maior parte do tempo interagindo com "sons" diversos: ruídos de carros, avião, batidas, etc. Já meninas tagarelam por demais, conversam umas com as outras, falam sem parar... rsrsrsrs
    E as cenas do "ser mais forte", aquelas em que as crianças caem da bicicleta, rolan de patins, ralam os joelhos, enfim...Depois de cuidar dos arranhões e machucados da menina, elas ainda continuam com a carinha de "preciso de colo", se "achegam", "buscam" isso inconscientemente... Já os meninos, não querem esse "chamego", pronto, já passou...eles dizem... querem se mostrar "fortes", sempre...
    Homens e mulheres são diferentes em quase tudo! Eu acho que lutar por direitos iguais, requer "deveres iguais", mas quando chega nessa parte, a mulher não quer dividir. Os filhos tem que ficar com ela (é a mãe, tem todo o direito, mas quer deveres divididos...). No emprego de mesmo cargo, se houver que levar algo "pesado" de uma mesa para outra, sabemos usar o nosso "charme feminino" e pedir para um homem: Por favor! Afinal, eles são mais fortes mesmo...rsrs Queremos salários iguais, mas na volta pra casa, esperamos que esse homem que tb acordou cedo, não dormiu bem incomodado pelo choro de um bebê novo, e que trabalhou a mesma quantidade de horas que nós (as vezes em circunstâncias bem piores), seja "cavalheiro" suficiente para nos ceder o lugar no ônibus, no metrô... Eu sinceramente acho que a gente deve "ensinar" o respeito mútuo, independente do sexo. E depois disso, a "prioridade" para idosos, mulheres, crianças e por último os homens!!! kkkkkkkkkkk Não vejo porque a mulher se sente ofendida por alguma coisa, mas... Eu acho que tudo tem que ser dividido sim, mas algumas coisas são feitas por mulheres e outras por homens. Não que um não possa ajudar o outro. Pode e deve, assim deve ser um relacionamento, eu acho. Mas te digo, não sei mexer em encanamento, não limpo a caixa dágua, não instalo ar condicionado e ventiladores e etc... sempre deixo para ELE fazer isso! Assim como outras coisas eu acho que sejam a minha parte... rsrsrsrsrs Sei lá... Tudo é uma questão de se entender. Tem mulher que adora consertar as coisas, e homens que adoram cozinhar... é se entender, apenas!
    Ai amiga, vc como sempre trazendo assuntos delicados...rrsrs As vezes dá até "medo" de comentar!!! kkkkkkkkkk
    Bjão, ainda tô em êxtase por causa da indicação do meu cantinho!!! rsrsrs

    ResponderExcluir
  22. Nunca tive irmão porisso não posso reclamar, mas esse seu texto é muito verdadeiro e realista sim. As meninas tem sempre que ajudar em casa, enquanto os meninos vão jogar bola no campinho. Também acho errado, mas isso já vem de tempos atrás onde os maridos não admitiam que seu filho fizesse deveres domésticos. Puro preconceito.
    Adorei a postagem.
    Uma linda semana p/vc.
    Bjs

    ResponderExcluir
  23. Oi Elaine,

    Minha mãe é machista (não assumida), fico incorfomada com tamanho zelo...
    E o outro lado dessa história (pelo menos aqui) nem sempre tem em troca da mesma forma. Além de tudo, cresce um esgoísta. Querido, mas esgoísta.

    Beijos

    ResponderExcluir
  24. Desculpe, mas eu não apreciei a adjetivação agregada à palavra mulher. Considerei um pouco agressiva.

    Mas concordo plenamente com a existência de tais ocorrências, deveras comuns.

    Todos os relatos estão conformes, inclusive nos comentários. Convivi, convivo e presenciei tais fatos muitas vezes.

    Talvez seja algo que a Física poderia explicar, afinal, os iguais se repelem e os diferentes se atraem.

    Cargas elétricas negativas atraem as positivas, ao contrário das de mesma polaridade.

    Pólos opostos de um imã se atraem; os iguais se afastam.

    Recuperando o assunto, atrevo-me a sugerir outro:
    Por que as atuais gerações de filhos, em sua grande maioria, não se desvencilham de seus lares, preferindo morar com os pais, ao invés de procurarem o seu próprio teto, sem dependerem do sustento dos progenitores?

    ResponderExcluir
  25. muito bom, são as muheres que criam homens machistas...é por isso que coloco meu marido para lavar roupa, cuidar das crianças, fazer comida..Hihihi!

    ResponderExcluir
  26. Uma semana de muitas bençãos pra vc Elaine.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  27. Bela abordagem...
    TEM SELINHO PRA VC...

    ResponderExcluir
  28. Sensacional o post! Eu sempre digo que quem estraga o homem é a própria mulher e isso começa pela mãe... o que eu sei é que eu não lavo cueca de homem não. Se ele tem duas mãos pode muito bem lavar, eu não lavo as minhas calcinhas?! Então pronto! Isso é higiene pessoal, intimidade, individualidade... aff!
    Bjo, bjo!

    ResponderExcluir
  29. Elaine, eu criei meu filho sem regalias, mas tinham - ele e as 2 meninas - poucas atribuições dentro de casa, pois tinha uma ajudante. Daí, ficava mesmo alguma coisa para o fim de semana, onde TODOS tinham que arrumar sua cama, seus quartos. Toalha em cima da cama, cueca no chão, roupa fora do cesto, sempre foram cobrados.
    Adiantou pouco, viu? A nora anda aborrecida porque ele está muito "folgado", segundo ela. E eu lhe digo: "Cabe a você reeducá-lo. Porque a mim ele obedecia". Ela ri, porque não é o caso de ser "obedecida" mas ele mesmo ter prazer em ajudar. Ele adora cozinhar, os domingos quase sempre são dele na cozinha, mas detesta lavar qualquer coisa. Quer dizer, às vezes a mãe até se esforça, mas vai mesmo do homem saber que tem que ajudar.
    Meu marido foi criado como um reizinho, no meio de 2 mulheres, e é organizado pra tudo. E ainda gosta de cozinhar! rs
    Bj

    ResponderExcluir
  30. ELAINE QUERIDA..
    QUE SAUDADES DE VC...
    VOLTO AO BLOG E JÁ ME DEPARO COM UMA MATÉRIA INTERESSANTE E POLEMICA, ADOROOOOOOOOOOOOOOOOO...
    OLHA QUERIDA CONCORDO COM O QUE VC DISSE, EU NÃO TENHO FILHO HOMEM, MAS ACHO QUE DEVEMOS PREPARAR OS MENINOS TANTO QUANTO AS MENINAS PARA SOBREVIVEREM NESTE MUNDO, E SABENDO AO MENOS CUIDAR DE SÍ MESMO, DE SEU CANTO E DE SUAS ROUPAS, MEU MARIDO NÃO FAZ MUITA COISA, ALIÁS ELE É UM BAGUNÇEIRO DE PLANTÃO, MAS PASSA UMA ROUPA MELHOR DO QUE EU , SABE COSTURAR(MUITO BEM), COZINHA UM POUCO E LAVA SEUS PRÓPRIOS TÊNIS...JÁ É DE GRANDE AJUDA.
    ELE NÃO APRENDEU COM A MÃE, MAS FOI OBRIGADO A FAZER ESSAS COISAS QUANDO SEVIU O BGP(BATALHÃO DE GUARDA PRESIDENCIAL) EM BRASILIA, LONGE DE CASA" A PORCA TORCEU O RABO" E ELE FOI OBRIGADO A SE VIRAR SOZINHO E SOBREVIVER SEM A MAMÃE.
    ACHO QUE TODO HOMEM TEM QUE SABER O BÁSICO ,AFINAL ESTAMOS NUM MUNDO DE EVOLUÇÃO E GLOBALIZAÇÃO ONDE CADA VEZ MAIS AS TAREFAS SÃO DIVIDIDAS EM QUALQUER RELAÇÃO.
    AH! EU RECEBI SEU LIVRO, OBRIGADA!
    AINDA NÃO INICIE A LEITURA MAS EM BREVE O FAREI.
    DEIXO MILHÕES DE BJUIVOS NO SEU CORAÇÃO.
    TO NA ÁREA, DERRUBOU É PENALTI!!!!KKKK
    LOBA.

    ResponderExcluir
  31. Laine, vc disse tudo e Carpinejar é tudo de bom.

    Eu sempre digo que nós somos burras demais da conta. Nós criamos os filhos para ser macho, nao ensinamos a eles a respeitarem as mulheres. Aqui em casa tem disso nao, viu.

    Daniel arruma a cama dele, leva a roupa dele suja para o cesto e aos sábado me ajuda a arrumar o quarto dele. Leva o lixo prá fora e pega água no subterrâneo. Essas sao as tarefas dele.
    Quando ele comeca a gritar com a irma, peco que pare e que se desculpe, pois gritar nao leva a nada. Qdo ele age incorretamente com a irma, digo a ele o qto ele vai ter problemas se ele se apaixonar por uma mulher de cabeca. Digo a ele que mulheres que sabem o que querem sao difíceis no dia a dia como eu e a irma dele.
    É dificil educar para o mundo, mas nao tenho um filho para passar a mao nao.

    A Bel do Deixo ler, acabou de conhecer minhas criancas. Ela viu como é.

    Um beijao

    ResponderExcluir
  32. canso de ver mulheres reclamando de seus maridos mas criando seus filhos iguais. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  33. Oi Elaine!!
    Ai que bom poder estar aqui no seu blog novamente... estava com muuiiita saudade!!
    Amei esse post... e aquele que falava sobre como "domar seu marido"... achei tuuuuudo de muito bom... Sou recém casada... acabei de completar 6 meses... temos nossos enroscos... como todos... acredito... em especial por ambos estarem de adaptando a uma vida nova... mas na questão de serviços da casa... a coisa aqui está bem tranquila... Desde de antes de casarmos já conversávamos muito sobre isso... até porque, quando na casa de mamãe nenhum dos dois fazia nadinha... nem mesmo arrumar a cama!!! Mas como dizem... quando a coisa aperta... pra td se dá um jeito.... hoje faço de tudo e o meu esposo também... limpeza de sábado... ambos só param quando tudo está limpo... e se um cozinha, o outro lava... afinal nós dois trabalhamos e queremos descansar... dividindo tudo fica mais fácil!!! Beeeeeemmmmm mais fácil!!!
    Tenha uma linda semana!!!!
    Bjins

    ResponderExcluir
  34. Isso realmentee acontece e o que é pior, parte de nós mulheres! Eu tenho 2 guris (o que facilita), mas sempre digo em alto e bom tom que eles não tem empregada para guardar os brinquedos, por a roupa para lavar e cuidar das coisas deles. Ok, eles tem apenas 6 e 5 anos, mas sempre peço ajuda deles, dentro do que eles podem fazer. Vira e mexe peço para dobrarem os lençois da cama deles, é um sarro, pois como ainda não sabem direito, acabam fazendo um bolo e eu arrumando depois, mas não tem problema, o que eu quero é que eles se virem sozinhos e não reclamo de ter que refazer. E também cobro e muito, carinho e respeito com as meninas (amigas deles). Mês passado meu filho de 6 anos chegou da escola dizendo que tinha brigado (parado de falar) com um amigo dele, quando perguntei porque, ele me respondeu que era porque ele tinha chamado uma amiga deles de feia. A mesma menina que sempre quer abraçá-lo e ele não quer, mas que mesmo assim ele nunca a ofendeu, pois sabe que isso a magoaria. Acho que estou conseguindo o meu objetivo, pelo menos trilhando o caminho certo, mas sei que tenho um grande trabalho pela frente. Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  35. Ahhhh, li o resumo da minha vida... ou melhor do meu marido, a mãe dele é dessas (que tragédia), já faz mais de 5 anos que não nos falamos, depois de uma briga por ciúmes dela por ele. ela não aceitou que quando casamos ele se mudou, aprendeu a cozinhar, ficávamos em casa no fim de semana e não na casa dela. UMA TRAGÉDIA GREGA. E ela fazia tudo assim com tu escreveu no post. Caramba, agora sei que não sou sózinha em furadas como essa!!!
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  36. Minha mulher é machista, trata o filho como se fosse um rei, e a filha com certo relaxo. Isso vai refletir lá na frente, quando: A menina que teve sempre que se vira; saberá lidar com a vida,já o menino mimado...só por deus. E n adianta falar, que só arranjo pra cabeça.

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…