Quanto pior a pessoa com quem você vive, melhor para você!

em 28 de abril de 2010

image
Antes de achar que a Elaine pirou deixa eu dizer que este é o título de um livro que li há muitos anos e que fala de tolerância e perdão. É que andei pensando muito nisso ultimamente…

Todo mundo gosta de pessoas doces, meigas, de voz suave e sempre com um sincero sorriso nos lábios. Mas a gente sabe que na maioria das vezes as pessoas não são assim, ao menos não o tempo todo. Eu tenho, e você certamente também tem momentos de mau humor, de sanguenozóio e de vontade de matar um… ou dois.
Diz a Bíblia que assim como o ouro se purifica com o fogo assim o homem é purificado mediante o contato (ou atrito rsrsrs)com seu semelhante.

Imagine as pessoas com quem você convive no trabalho, na igreja, na família. Se fossem perfeitos seria fácil e daí como você exercitaria sua paciência e amadureceria?
Claro que não sou (muito) doida e claro que prefiro gente tratável perto de mim, mas não posso negar que lidar com pessoas complicadas e diferentes de mim me fazem crescer e melhorar como pessoa.

Ficaadica de quem já viveu isso: tem alguém te irritando? Aprenda com essa pessoa como ser melhor para si e para as pessoas à sua volta.
Esse mundo bem tá precisando de gente melhor, né? Vamos ser nós a começar?
Hoje?
blogg2

Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

30 comentários , comente também!

  1. Querida, dei muita risada com seu comentário da sogra, viu? :P

    É eu ando tentando exercitar a tolerância... Ótimo post!!!!

    beijão e uma noite abençoada

    ResponderExcluir
  2. Que post sensacional, acredito que tudo que existe nessa vida tem um pq que acaba em aprendizado sim, já pensou que chatice e que falta de conhecimento teríamos se fosse tudo sempre um mar de rosas?!
    Bjo, bjo!

    ResponderExcluir
  3. Elaine, seu post me fez pensar em muitas coisas, adorei!!!
    Beijosssssss e obrigada
    Vero

    ResponderExcluir
  4. Preciso trabalhar um pouco mais com minha tolerãncia, pois tem pessoas que não é nada fácil de lidar.

    Gostei da postagem Elaine.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  5. Verdade... eu concordo plenamente... só que tem hora que cansa conviver com pessoas chatas e arrogantes...affe...acho que eu preciso ir pra uma ilha e ficar sozinha por uns tempos...rsrsrs
    Bjs carinhosos
    Márcia

    ResponderExcluir
  6. Vc tá certa querida.
    Eu estou tentando e prometo que vou tentar cada vez mais.
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  7. Muito bom seu texto Elaine,adorei.
    Li o livro num momento de muita aflição que estava me causando uma pessoa dificil da familia.Aprendi que eu na verdade é quem tinha que mudar.Então me vesti do manto da humildade (dificil pra caramba de vestir )fui ate a pessoa e pedi perdão por tudo que estava acontecendo.
    NUnca mais ela teve poder de me afligir.
    Um carinhoso abraço.

    ResponderExcluir
  8. Muito verdadeiro!!
    Endosso todo!!
    Bom final de semana para você
    e toda sua família.

    ResponderExcluir
  9. concordo contigo!
    Acho que eh preciso pessoas diferentes da gente e 1 pouco complicadas para ajudar em nosso crescimento.
    Tenho muito receio qnd me deparo com pessoas boazinhas o tempo todo e me incomoda muito estar ou conversar com pessoas que moderam atitudes e escolhem palavras para dizer,fico esperta com pessoas assim!
    Por isso que gosto do seu blog,sinto a verdade escrita, admiro sua escrita,atraves dela percebo que vc tem carater,um carater humano...Otimo fim de semana!

    ResponderExcluir
  10. É, Elaine
    Hoje ainda recebi um comentário de um amigo: "é muito bom conviver com pessoas que precisam de ajuda, serve para o crescimento espiritual deles". Vá dizer isso para os meus que me arrastam há oito anos atrás de tratamento para algo que não é tão aprente no dia a dia,(dor física).
    Mas, falando de tolerância, é muito importante exercitar a paciência. Acho que estou aprendendo isso comigo mesma há um bom tempo.
    Beijos no coração!

    ResponderExcluir
  11. É verdade,este post me fez refletir um bom bocado,pois tenho uma vizinha aqui...que me exige muita paciência viu?Toca minha porta as vezes pra não dizer nada e, sempre chega na hora errada,não pode ver,ninguém entrar aqui,que logo vem saber quem é,isso me tira do sério,mas tenho que relevar,pois ela é uma pessoa muito sozinha

    ResponderExcluir
  12. Elaine, eu concordo totalmente com a ideia!!
    É que às vezes é complicado e dá raiva de ter que aprender assim. A gente gosta de gente ronronando ao redor, que concorda com tudo e facilita as coisas, MAS do embate é que vem o crescimento, a possibilidade de pensar outras alternativas e vislumbrar outros caminhos. Mas tem dia que não estamos preparados para o embate, só queremos alguém dizendo: sim, meu bem... como vc é inteligente!!
    Bjks ;)

    ResponderExcluir
  13. Bom dia Elaine! Conheço algumas pessoas que são belos exemplos de como não devemos ser ou agir. Confesso que, apesar do "aprendizado" que proporcionam, prefiro que fiquem à distancia... kkkk Brincadeiras à parte, pessoas sempre com maldade na língua (e no coração) ou excesso de negativismo, me fazem mal. Claro que ninguém é santo, mas não precisa exagerar no sentido inverso, não é??? Beijos mil

    ResponderExcluir
  14. Eu sempre digo que tudo na vida é aprendizado...principalmente as "coisas ruins"....rsrs....
    E as "pessoas ruins" são exemplos que não devem ser seguidos!...
    rs...
    Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Concordo em tudo!
    Com certeza as pessoas deviam se tornar melhores. O tema é quase parecido com o que eu fiz ontem no meu blog, falando das pessoas que não sabem mais o que é respeitar, amar...

    E temos muito que aprender com essas pessoas. Aprender a ser diferente!

    Beijos Elaine!

    ResponderExcluir
  16. Elaine,
    Pra mim é tão difícil ser tolerante com quem é ruim comigo !
    Não tenho paciência. Não consigo ficar calada ! Por essa razão eu gosto tanto de São Bento.

    Beijos
    Luka.

    ResponderExcluir
  17. OI NESSE MOMENTO é das coisas que mais me tem acontecido um beijinho obrigada

    ResponderExcluir
  18. Olá Elaine!

    Boa postagem!!!E que nos faz parar para pensar...Parabéns na escolha,
    Gostei!!!

    Beijinhos de carinho e amizade,
    Lourenço

    ResponderExcluir
  19. Elaine, obrigado também pelo comentário no meu blog. Eu também adorei (e ainda adoro) seu blog quando o conheci.
    Ah, antes que eu me esqueça, adorei esse post. E aquele post que você leu no meu blog (cristo vive!) é na verdade do blog "cuidado por Deus", o administrador do blog estava pedindo para que quem lesse o post o espalhasse, e foi o que eu fiz.

    Beijos!!!!

    ResponderExcluir
  20. Pensarei no assunto...

    Tem dias que pessoas doces, meigas, de voz suave e sempre com um sincero sorriso nos lábios me irritam profundamente, soa-me falso sempre...

    Bjos

    ResponderExcluir
  21. laini, me ajuda... meu cachorrinho tá doente... to chorando tudo o que posso...

    ResponderExcluir
  22. Laine, é isso mesmo. Com a dor de cabeca que tive na saia semana passada aprendi algumas coisas e nem quis mais discutir a questao via post.
    É por ai.

    Bjos

    ResponderExcluir
  23. VC já pensou em perdoar alguém que vc jamais disse que perdoaria? Pq se eu lesse um livro desses, eu pensaria sim!!!

    Isso é pesado não?

    bjo

    ResponderExcluir
  24. No trabalho, é onde mais temos a oportunidade de exercitar nossa tolerância, pois é onde mais somos obrigados a conviver com pessoas tão diferentes da gente.

    Bjo grande
    Mah

    ResponderExcluir
  25. Olá Elaine

    Chequei até aqui pelo blog café com bolo.
    Não pude resistir e aqui estou participando dos comentários.

    Como você ressaltou muito bem, lidar com pessoas que são dificieis nos favorece crescer, a aprender mais sobre nós mesmo, pois, normalmente, o que nos irrita do outro tem um pouco de nós. Há uma identificação inconsciente, mas que bate no emocional. Daí ser tolerante nos ajuda a nos reconhecer e provavelmente mudar.
    Parabéns pelo seu blog.
    Sucesso sempre.
    Se desejar conhecer o meu espaço, visite http://pensandoemfamilia.com.br/blog. Abços.
    Norma

    ResponderExcluir
  26. Elaine help . Ser uma blogueira apouco tempo , foi uma distração , me mudei a poucos meses para uma cidade e aos poucos tenho conhecido novos amigos mas no começo foi blogar que me salvou de uma depre. Queria criar um selo , tá certo que ainda tenho pouquissimos seguidores mas gostaria de presentear essas pessoas e alguns blogs como o seu que ajudam tanto! Consegui montar a foto colocar o texto e salvei no meu pc e agora ??? E como faço pra pegar por exemplo um selo como o que vc presnteou a todos no inicio do post??? Janne . Help . bjim e muita LUz pra vc. Janne

    ResponderExcluir
  27. Oi Elaine, ja li esse livro e realmente é um livro maravilhoso. Me fez ver muitas coisas de maneira nova, e me fez crescer bastante. Sempre to dando uma bisbilhotada nas suas dicas de livros, amo ler e sempre encontro títulos muito legais por aqui. Bjos menina.

    ResponderExcluir
  28. eu fui obrigado na minha juventude a conviver com as pessoas mais chatas do mundo, e isso durou ate a pouco, aos 38 anos quando sai da ultima firma e resolvi nao trabalhar mais, por nao aguentar tanta gente xarope, louca e sem educacao.
    Teve uma epoca que consenti em me internar num hospicio, nao por estar maluco - apenas para me livrar de parentes mala sem alça insuportaveis. Mas a pior de todas era a madrasta do meu pai. Ela deixou toda minha familia maluca, veia dos infernos. Dei gracas a deus quando morreu. Deve estar reinando no inferno, pois provavelmente tomou o lugar do capeta.

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…