A Cabana

em 15 de março de 2010

Estou inaugurando hoje mais uma seção (sessão? secção? ó dúvida cruel, ajudem!) aqui no blog: Livros que eu li.

Serão resenhas bem pessoais, impressões minhas sobre o que tenho lido. É uma forma de manter o ritmo, sabe?

Claro que não tenho o talento da Alexandra, da Hérida , da Luka e de tantas outras para resenhas mas como meu blog é um blog sobretudo pessoal, resolvi arriscar.

Vamos começar?

image

Acabei de ler A Cabana. Foi tão recomendado, tanto aqui quanto por amigos que leram (teve uma que até me ligou dizendo para eu ler!), que decidi me render ao mega sucesso e começar a série de resenhas por ele.

Sei que vou contrariar muita gente, mas francamente o livro não me conquistou não. Veja bem, não é que o livro seja ruim; é bem escrito, a premissa é interessante mas posso falar? É comercial demais. A mim me pareceu que é um roteiro pronto para Hollywwod…

Veja um pequeno resumo:

Durante uma viagem de fim de semana, a filha mais nova de Mack Allen Phillips é raptada e evidências de que ela foi brutalmente assassinada são encontradas numa cabana abandonada.

Após quatro anos vivendo numa tristeza profunda causada pela culpa e pela saudade da menina, Mack recebe um estranho bilhete, aparentemente escrito por Deus, convidando-o para voltar à cabana onde aconteceu a tragédia.

Apesar de desconfiado, ele vai ao local do crime numa tarde de inverno e adentra passo a passo no cenário de seu mais terrível pesadelo. Mas o que ele encontra lá muda o seu destino para sempre.

Pois bem.

Embora eu tenha me acabado de chorar em alguns trechos, saí da leitura sem o consolo que a propaganda em torno do livro promete. E sem as respostas sobre o motivo da dor e das perdas drásticas…

A estória é triste, e a parte em que o pai encontra finalmente o corpo da menininha é muito tocante. Também é interessante a maneira como Deus é apresentado, tanto a Pessoa do Pai quanto Jesus e o Espírito Santo. Um Deus próximo, acessível e bem humorado… O mergulho interior vivido pelo personagem central é interessante: quem nunca teve dificuldades para chamar Deus de pai se tiver tido um pai ruim? Sim, pois a gente sempre relaciona o pai terreno com o Pai do céu… daí a importância crucial que os homens têm em exercer a paternidade de modo amoroso e responsável!

Talvez por já ter vivido experiências prufundas com Deus, eu O sinta muito próximo. Acho que o anti-clímax que senti ao ler A Cabana deriva em parte daí…

Ainda sobre o livro:

Como leitura é bom, claro. Mas, ao contrário da propaganda, não é uma oração e nem trás verdades absolutas. É ficção, por mais que tentem vendê-lo como se fosse a continuação da Bíblia.

Que aliás continua sendo o melhor caminho para adentrar o coração de Deus…

ba11

E falando em livros:

Já conhece a mais nova promoção do blog? Conto com você!

ba11

Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

38 comentários , comente também!

  1. eu fui uma das que te recomendaram o livro.. pena que vc não gostou da mesma forma que eu.aliás eu tambem me acabei de chorar.. tenho problemas com igeja . não vou a nenhuma devido a um acontecimento, tenho crises terriveis de fé.. então de uma certa forma essse livro me emocionou demais..senti o amor de Deus e que eu não tenho que ficar tentando entende-lo. mas aceitar aquilo que vem para minha vida.. tenha uma segunda cheinha de paz..beijão

    ResponderExcluir
  2. Nossa!
    Ganhei este livro de presente de aniversário ontem.
    Estava apostando todas as fichas por tudo que ouvi sobre o livro.
    E agora?
    rs
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Então,eu até deixei a dica de que o livro era bom e tal,realmente é uma estória tocante,mas fiquei num mato sem cachorro depois que terminei a leitura.
    Fiquei me questionando e me achando uma pessoa terrível,porque nunca que eu conseguiria perdoar o assassino da minha filha.
    Bom,pelo menos me fez pensar,o que já é gratificante.
    Beijos.

    Ah,adorei a nova carinha do blog,amo lilás.
    Tenha uma ótima semana.

    ResponderExcluir
  4. Oi Elaine,
    Eu ganhei esse livro de uma amiga blogueira muito querida e já li uma vez e estou lendo novamente...acho que uma segunda leitura vai me ajudar a fazer uma avaliaçao melhor...a primeira leitura me deixou com a mesma opiniao sua...vamos ver....
    Bjs carinhosos e linda semana
    Márcia

    ResponderExcluir
  5. Excelente sua primeira resenha Elaine.
    Eu já tinha comentado aqui, que não tinha gostado muuuuito desse livro. É muito triste, também porque não gostei muito da maneira que Pai, Filho e Espírito Santo é retratado.

    P.S
    Ah, minha amiga Huga Kátia/ESCREVO PALAVRAS E CHORO POEMAS, conseguiu resolver o problema do blog dela tá, era esse tal de "feed" mesmo rsrs

    Uma boa semana e que tudo o que você tocar seja ABENÇOADO!

    Bjs
    Mah

    ResponderExcluir
  6. Amiga , acho que deixei comentario na postagem de ontem , então tem um selo pra vc
    http://selosmeme.blogspot.com/2010/03/obrigada-olivia-basto.html
    bjs desculpe a confusão rsrs

    ResponderExcluir
  7. Olha, eu li, achei que seria interessante pela história, mas me deparei com explicações um tanto quanto chatas pelo caminho, só achei interessante o começo e o final, o resto, foi um saco pra ler!
    Beijo

    ResponderExcluir
  8. ADOREI!!!!!
    Mesmooooooooo!
    Como é bom ler uma resenha assim pessoal, realmente sua impressão da leitura!
    Bem, eu fuji, corri e continuo correndo de A Cabana. Não é o meu estilo de livro, esta coisa meio auto ajuda não me ganha, tenho pavor de pretensas fórmulas que "mudam" a vida da gente.
    Obrigada pelas palavras no início do post:)
    Se vc soubesse como está difícil alimentar o blog com leituras... imagina o tempo que tenho para ler com dois empregos? Queria, às sextas feiras, escrever alguma coisa pessoal, assim como vc faz, coisas da Alexandra, mas não consigo, acredita? Dá uma travada, fico pensando no que os outros vão pensar do que escrevi... enfim, não nasci para postar como vc, assim destemida e sincera...
    Bjks
    Alê

    ResponderExcluir
  9. ADOREI!!!!!
    Mesmooooooooo!
    Como é bom ler uma resenha assim pessoal, realmente sua impressão da leitura!
    Bem, eu fuji, corri e continuo correndo de A Cabana. Não é o meu estilo de livro, esta coisa meio auto ajuda não me ganha, tenho pavor de pretensas fórmulas que "mudam" a vida da gente.
    Obrigada pelas palavras no início do post:)
    Se vc soubesse como está difícil alimentar o blog com leituras... imagina o tempo que tenho para ler com dois empregos? Queria, às sextas feiras, escrever alguma coisa pessoal, assim como vc faz, coisas da Alexandra, mas não consigo, acredita? Dá uma travada, fico pensando no que os outros vão pensar do que escrevi... enfim, não nasci para postar como vc, assim destemida e sincera...
    Bjks
    Alê

    ResponderExcluir
  10. É legal saber opiniões diferentes sobre os livros!beijos e tudo de bom em mais essa semana,chica

    ResponderExcluir
  11. Eu ainda não li, depois do pq resumo que vc colocou aqui me interessei em ler.

    Tenha um ótimo dia Elaine.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  12. Nunca li esse livro e confesso ter tido curiosidade, mas agora desisti de vez kkk..
    Bjos, querida!

    ResponderExcluir
  13. Elaine, querida

    Saudades de vc, saudades desse cantinho.

    Eu tb li o livro A Cabana e amei. Chorei muito, revi muitos conceitos que tinha sobre tantos pontos. Arrisco a dizer que esse é um dos livros da minha vida!

    Um abraço bem forte!!!

    ResponderExcluir
  14. Elaine, semana passada eu estava falando para a minha irmã que eu gostaria de ler esse livro, pois ja me foi indicado por várias pessoas. Ela me disse que leu e que não gostou muito, disse que tem trechos bem interessantes, mas que o livro não conseguiu prender a sua atenção.

    Vou ler e te conto o que achei...Ok?

    Bjs!

    ResponderExcluir
  15. Olha, eu li esse livro e concordo contigo. Achei muito fraco, tem horas que fica maçante demais e parece que a história mesmo se perde pelo caminho.

    ResponderExcluir
  16. Oláa

    Terminei Marley e Eu e entrei nele, vamos ver o que acho!

    beijos

    ResponderExcluir
  17. Gosto muito desse trabalho de falar sobre livros! Adorei sua idéia! Vou te indicar também o blog "MiX cultural", tem um link lá no meu blog em um posto de 14/03, seria legal você e a Beta terem contato, acredito que vão trocar muitas informações.
    Bjos!!!!

    ResponderExcluir
  18. Olá Elaine!! As vezes criamos tantas expectativas em certas leituras, principalmente aquelas já recomendadas e chegamos a nos decepcionar. Acho isso normal, pois leitura é questão de gosto e nem todos tem as mesmas preferências. Já ouvi falar muito desse livro, mas ainda não li.
    Beijos amiga e ótima semana!!

    ResponderExcluir
  19. Linda, concordo com o fim de seu texto. Realmente como ficção o livro é muito bom e me fez refletir em muitas coisas...
    Eu já havia falado sobre ele a agum tempo no meu blog...

    bj

    ResponderExcluir
  20. Elaine,
    Não sou adepta deste tipo de leitura, mas devido ao grande comercial que foi feito a respeito, tanta gente comentando, que acabei me rendendo. Comprei o livro e estou lendo, já estou quase no final e devo confessar que concordo com suas palavras, é exatamente assim que me sinto lendo este livro, a leitura não me prendeu, mas mesmo assim vou até o final para ver no que vai dar, achei também muito fantasioso e mostra um Deus muito diferente daquele que estou acostumada a imaginar.
    Beijo grande,

    Lilian.

    PS. vou correndo lá para participar da sua nova promoção.

    ResponderExcluir
  21. eu ouvi muito falar desse livro com varias opniões sobre ele e cada vez fico mais curiosa para ler bjus..:*

    coloquei o selo da promoção no meu blog

    ResponderExcluir
  22. Pessoal fala muito desse livro, é um dos que eu quero ler.
    Cada ser humano tem seu modo de ser, agir e pensar, e cada um interpreta as coisas de maneiras diferentes, o que agrada uns, não agrada outros.Isso é normal, faz parte!
    Eu quero ler, para saber como eu vou me sentir sobre a história.
    E viva a diferença né?
    Beijão

    ResponderExcluir
  23. Oi Elaine, esse eu não li... Agora confesso que fiquei em dúvida sobre comprar ou não... Beijos

    ResponderExcluir
  24. Essa sua ideia de colocar as resenhas é interessante, é mais uma opinião na hora de compra um livro.
    Aprovado!

    Vou saber da nova promoção.
    bjs

    ResponderExcluir
  25. Pelas resenhas que já li desse livro, a maioria das pessoas ou adora ou se decepciona. Eu fico no meio termo. Gostei, vi algumas coisas interessantes, me fez pensar em alguns conceitos, mas com certeza é apenas ficção.

    Espero que você goste mais das próximas leituras.

    Bjos

    ResponderExcluir
  26. Oi lindeza... adorei a ideia das resenhas pois adoro ler.. tem um gadget no meu blog que tem os livros que li e estou lendo este ano.. bjs e uma ótima segunda

    ResponderExcluir
  27. Ah amiga que pena que não gostou do livro, eu li e amei, pra mim foram um dos melhores livros que ja li......
    Beijos e uma ótima semana pra ti.

    ResponderExcluir
  28. Pois é, Elaine. Eu não sou muito adepta de dar muita atenção a filmes e livros que são muito divulgados na mídia. Este foi e ainda é a demasia. Aí, claro, bate a curiosidade.
    Confesso que não gostei. eu tinha uma outra visão sobre o mesmo e também tenho um grande resistência quando se trata de falar de Deus de uma maneira digamos, "física".
    A partir do momento que isso passa a acontecer no livro eu perdi o interesse e não segui em frente.
    Quem sabe outra hora o retomo.

    bjs

    ResponderExcluir
  29. Pois é, Elaine. Eu não sou muito adepta de dar muita atenção a filmes e livros que são muito divulgados na mídia. Este foi e ainda é a demasia. Aí, claro, bate a curiosidade.
    Confesso que não gostei. eu tinha uma outra visão sobre o mesmo e também tenho um grande resistência quando se trata de falar de Deus de uma maneira digamos, "física".
    A partir do momento que isso passa a acontecer no livro eu perdi o interesse e não segui em frente.
    Quem sabe outra hora o retomo.

    bjs

    ResponderExcluir
  30. Eliane,
    Esse é um dos livros que está na minha lista pra ler.
    Eu como bibliotecária acabo lendo muitos livros, comerciais ou não, além do meu gosto pessoal, até para indicar aos leitores da biblioteca onde trabalho.
    Mas claro que desde o início imaginei que fossem vender uma imagem fantasiosa de Deus.
    Mas enfim, é bom lermos e assim podermos tirar nossas conclusões assim como você fez.

    Beijos Tempestuosos!

    ResponderExcluir
  31. ELAINE QUERIDA..
    ESTOU LENDO O LIVRO...JÁ FAZ ALGUNS DIAS EU CONFESSO, ANDO TÃO CANSADA QUE COMEÇO A LER E O SONO ME ABATE..
    MAS TENHO GOSTADO BASTANTE, JÁ CHOREI EM ALGUMAS PARTES E COMPARTILHO COM VC QUE A VISÃO MOSTRADA DE DEUS, ESPIRITO SANTO E JESUS SÃO MUITO INTERESSANTES, MAS ATÉ AGORA NÃO ME COMOVEU ,NÃO.
    ESTOU LENDO-O COMO BOA OBRA DE FICÇÃO, MAS NADA ALÉM DISSO..
    MINHA VISÃO DE DEUS É ALGO PROFUNDO, MEU, E MUITO PARTICULAR...
    VC SABE QUE TEM UM FILME DESSA HISTÓRIA, TAB CHAMA-SE A CABANA, EU O TENHO, MAS AINDA NÃO TIVE A OPORTUNIDADE DE ASSISTI-LO ,DEPOIS EU CONTO O QUE ACHEI...
    MAS RESPEITO O ENCONTRO PESSOAL DE CADA UM COM O SOBRENATURAL DE DEUS.
    ME PARECE QUE ESSE LIVRO TEM AJUDADO MUITAS PESSOAS A ENCONTRAR A SUA VERDADE E ME PARECE ENTÃO QUE O LIVRO ATINGIU SEU OBJETIVO MAIOR E FEZ SUA FUNÇÃO, VC NÃO ACHA??
    BJUIVOS EM SEU CORAÇÃO.
    TENHA UMA SEMANA ABENÇOADA COMO VC.

    ResponderExcluir
  32. Ah, que tuuudo, amei essa nova seção do seu blog! :)

    Eu li 'A Cabana' ano passado, e também não gostei muito, não.. o livro dividiu minha opinião, tanto que a resenha que fiz dele é uma das mais curtas do meu blog, porque não me atrevi a falar muito.

    Mas uma coisa que vc escreveu me chamou a atenção; concordo totalmente, tanto que escrevi algo na minha resenha: esse é apenas mais um livro de FICÇÃO. Não é a Bíblia. E eu não vou guiar meu relacionamento com Deus por um livro assim.. ;)

    ~> Se por acaso vc se interessar em ver minha resenha, o link é esse aqui: http://coisas-da-fernanda.blogspot.com/2009/04/cabana-william-p-young.html - mas estou enviando só pro caso de vc se interessar, não se sinta de forma alguma cobrada a vistar, tá? Longe de mim querer ser inconveniente... ;)

    Bjs! Amei o post! :)

    ResponderExcluir
  33. Oi Elaine!!!
    Eu começei a ler e parei, este livro acabou ficando comigo, pois ia da-lo de presente de natal, mas a pessoa já tinha lido (um miquinho meu), enfim foi bom ler várias opiniões sobre ele. Ando um pouco sem tempo, mas vou me dedicar. Gosto muito de ler seus posts, vc escreve com muita naturalidade.
    Bjo floridos

    ResponderExcluir
  34. Elaine,
    Eu comprei o livro, mas ainda não li
    Porque estou terminando um outro...
    Mas adorei seu resumo e suas impressões...
    Deu ainda mais vontade de ler...
    Não acho que ele possa ser comparado com a Bíblia!
    Mesmo pq é um livro de ficção!
    E pq é uma viagem interior q o pai da menininha faz para encontrar Deus...
    E mesmo nem lendo o livro, já sei q ele pode ser emocionante pelo fato q cada um vai interpretar a sua maneira...
    Espero tirar lições valiosas dele!

    bjão

    ResponderExcluir
  35. acredita que tenho este livro e ate hoje no li?
    bjs!!

    ResponderExcluir
  36. Oi Elaine,
    eu o li a uns meses atrás e gostei muito.
    O que mais me tocou foi justamente a forma em que Deus, Jesus e o Espírito Santo são apresentados.
    Também chorei em algumas passagens e me sensibilizei muito com a história dele com o pai.
    Mas concordo com você, é muito bom para leitura e por sinal um ótimo texto, porém é apenas ficção.
    Conjecturar como seria Deus e como seria se pudéssemos vê-lo e falar com ele, é algo que todos nós já pensamos. Acho que é por isto que ele vendeu tanto e a chamada é justamente esta. Eles fazem as pessoas pensarem que isto é possível e que Deus nos dará as respostas para nossas perdas e nossas dores.
    E isto nós bem sabemos que por mais que um homem tente adivinhar Deus, ele jamais o consehuirá.
    terno beijo linda...

    ResponderExcluir
  37. Engraçado,em todo site de literatura,que costumo frequentar e participar,vejo alguma referência a este exemplar,porém nunca me interessei em lê-lo,mas depois dessa sua resenha,vou procura-lo
    Beijos

    ResponderExcluir
  38. É verdade isso que vc diz sobre ter dificuldade em chamar Deus de pai quando seu pai não é bem o exemplo nº 1 de afeto que vc tem!!! Isso acontece comigo, em minha orações sempre trato Deus por Senhor, mas como explicar que há mais intimidade na forma como eu digo: "Senhor, estou aqui..." do que na forma que digo: "Painho... "??? Não da, não consigo chamar Deus de Pai... é Senhor e pronto... Ainda não li "A cabana", mas quem sabe nessas férias que se aproximam?!?!?

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…