Minha experiência com o tráfico de drogas

em 25 de janeiro de 2010

1s Por esses dias eu vivi uma aventura e vou contar prá você.

Quase em frente à minha casa existe um Centro comunitário que foi erguido pouco tempo depois que eu me mudei. É uma casa grande, que foi usada para aulas de dança, ginástica, pintura e mais um monte de coisas antes que a Prefeitura abandonasse os projetos e o centro ficasse abandonado. Foi depredado, o mato cresceu em volta e virou ponto de consumo de drogas e de sacanagem em geral. Em frente minha casa, acredita?

Pois eu estava outro dia lavando a calçada, eram umas 7:30hs. e a rua deserta que só vendo, apenas eu e a Menininha na rua. Nisso me sai um rapaz de dentro do centro comunitário abandonado e vem calmamente em nossa direção:

“Dona, tem pobrema se eu dormir aqui?”

Respondi:

“Não sei dizer, não. Eu não decido isso. Por mim não tem problema não, mas não sou eu que decido.”

“Deve dar nada não, nem tem nada prá roubar”.

E foi-se. Passou a dormir no local. De repente a minha rua, calma e tranquila, começou a ter um movimento anormal, carros e motos indo e vindo, uma agitação daquelas. O orelhão em frente ao centro jamais esteve tão requisitado. E as mães nunca prenderam tanto as crianças em casa…

Claro, você já adivinhou: o rapaz era traficante. Pobre, maltrapilho, sujo e magro de dar dó. E me deu dó. Conversava com ele todo dia de manhã. Fez amizade com a minha Menininha. E a rua cada vez mais agitada…

Até que um dia uma comissão de vizinhas foi à rádio reclamar da presença dele no centro comunitário. A polícia veio, foi um horror. Tinha “cliente” no centro, era supre cedo, só eu e a Menininha na rua, camburão e homens armados para todo lado! Quando o levaram e desocuparam o centro ele tinha duas panelas velhas, um pedaço de espuma que servia de colchão e uns tijolos como fogão. Parece que o tráfico não deu lucro algum, só tirou a vida dele… Se você visse! Um menino, devia ter uns 20 anos, e parecia um velho sujo e maltrapilho. Sem casa, sem roupa, sem comida. A droga comeu tudo. Sinto um aperto no coração pois acima do fato de ser um traficante e portanto potencialmente perigoso, ele é um filho de Deus. E Deus sabe os horrores que ele passa por aí. Gostaria de ter ajudado de algum modo… Seria bom se uma pessoa que pensa em experimentar drogas conhecesse esse menino e visse o modo de vida ao qual as drogas o levaram…

Eu sou mesmo muito ingênua, como diz o marido. E as vizinhas estavam certas, claro.

Mas ele me lembrou um pitbull: a fama impede que alguém se aproxime. amorbar

Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

28 comentários , comente também!

  1. É de dar dó mesmo, e nós "quase" não podemos fazer nada, a não ser pedir misericórdia a Deus por ele.

    Beijos
    Mah

    ResponderExcluir
  2. Relato triste, realmente a droga acaba com qualquer pessoa. Foi o caso desse rapaz.
    Mas acredito eu que, diferentemente de suas vizinhas, vc conseguiu enxergar a essência do rapaz, enxergar além da aparência e do vício.
    Por isso vc conseguia conversar com o rapaz e ele nenhum mal te fez. Foi comunicação de alma, ultrapassou o limite do vício e matéria.

    Uma pena esse centro comunitário ter sido desativado... poderia estar sendo tão útil, melhorando a vida de muita gente.
    Bjos e fique com Deus

    ResponderExcluir
  3. Seu coração que é bom!
    Muito triste, eu tenho uma filha e tenho muito medo!

    ResponderExcluir
  4. Drogas é uma DROGA.

    Qtas famílias destruidas por isso.

    Muito triste.

    Bom dia Elaine.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  5. Elaine, querida...já percebeu que quando nos deparamos com alguém que tanto necessita de amparo, apoio e ajuda, nem sempre sabemos por onde começar?
    Pobre alma, mas Deus jamais desampara um filho seu, aposte nisso.
    Tenha uma ótima semana.
    Bjos...
    Adriana (Ata/SP)

    ResponderExcluir
  6. Ótimo post. Realmente, é difícil se aproximar de pessoas assim... mas me lembro do livro 'Em Seus Passos, que faria Jesus?' (conhece?). É um caso a se pensar... porque Deus ama aquela pessoa tanto quanto a mim, e todos merecem uma chance..

    Bjs!

    ResponderExcluir
  7. OH! É mesmo de ter pena mas a escolha é dele. Mas não deve ser fácil, mesmo que queira sair dessa vida.
    bjinhos da L*

    ResponderExcluir
  8. Triste né. Me fez lembrar de um amigo que tive na pré-adolescência, filho de médico com advogada, não sei porque estudando em escola publica. Mãe preconceituosa não gostava que ele se misturasse conosco porque não éramos do mesmo "nivel". Ele menino simples, nunca ouviu o que a mãe pedia. O tempo passou todos foram estudar em outros colégios, mas a gente sempre o encontrava pelas ruas do bairro, até que um dia conversando com outro amigo (estudante de medicina)fiquei sabendo que ele tinha morrido de over dose, pois se sentia sozinho no mundo dos pais dele. Quem foi o traficante, não sei, mas isso nos fez pensar que talvez a gente podia ter prestado mais atenção a ele. O trafico de drogas sempre prejudica os dois lados... apenas os grandes lucram. Beijos, desculpe o longo comentário.

    ResponderExcluir
  9. Elaine,

    Eu tinha um amigo aqui em Minas... Ele é irmão de uma amigo meu. Esse amigo de verdade. Pois bem, voltando um dia da rua a tardinha, eis que chega esse ex-amigo perto de mim, na porta da minha casa e me pede 20,00 dizendo que era para internar a sobrinha dele q estava doente!
    Estranhei mto aquele pedido e ainda mais a pessoa q veio me pedir... Nem o reconheci na hora!
    Ainda bem que não tinha o dinheiro... Qdo ele viu q eu não tinha, sumiu... E nunca mais voltou...
    Eu fiquei estarrecida depois quando me contaram:
    Ele tava fumando crack! Ele era gordão e virou um palito, uma tripa humana... por causa das DROGAS!!!
    Tenho pena de sua família que são pessoas de bem...
    E a gente pouco pode fazer...

    bjão

    ResponderExcluir
  10. Realmente Elaine, as atitudes das pessoas acabam criando uma carapuça para elas, que dificilmente um dia elas se livrarão dela.

    Eu vivi um caso parecido... Mas a diferença é que o indivíduo é meu tio, e a polícia nunca foi atrás dele, nem mesmo quando eu fui pedir ajuda. O que a delegada disse foi: a lei está do lado dele, infelizmente. Como ele está sempre embriagado e sob efeito de drogas, você nunca vai conseguir nada contra ele porque ele será considerado vítima.

    Ele não é traficante, mas entregou sua vida para o álcool e para as drogas, e o caminho que ele seguiu afeta a família e quem estiver ao redor.

    É muito triste ver um ser humano fazer isso consigo mesmo, é difícil entender, e por algumas vezes quando estava sóbrio ele era uma pessoa normal conversando sobre vários assuntos, e muito inteligente.

    Pena que não há ninguém que possa ajuda-los além deles próprios.

    ResponderExcluir
  11. Elaine, querida...já percebeu que todas as vezes que nos deparamos com alguém tão necessitado de amparo, muitas vezes não sabemos por onde começar? Pobre alma, perdida, mas Deus jamais desampara um filho seu.
    Bjos...
    Adriana (Ata/SP)

    ResponderExcluir
  12. Vc foi muito feliz na sua comparação final com o Pitbul, pois posso garantir que nem tds são agressivos, somente qdo são agredidos. Quanto ao menino é muito triste msm, eu faço um tabalho numa carceragem para infratores menores e eles têm necessidade de serem ouvidos, são mts histórias ate chegar onde eles chegaram. A principal culpa é a falta de amor da família.mas infelizmente pouco podemos ajudar, somente eles, qdo decidirem parar é que podem buscar ajuda.

    Seu coração é piedoso.

    beijos e fica com Deus.

    ResponderExcluir
  13. Sabe Elaine a minha irmã trabalha na antiga Febem e sempre me conta estórias dos adolescentes e diz que muitos deles caem nessa vida porque nunca tiveram apoio, amor e ninguém que cuidasse deles na infância.
    Ela diz que existem aqueles que são realmente ruins, mas na sua grande maioria são garotos infelizes e descrentes de amor.
    Também morro de dó,se pudesse ajudaria, pois penso que poderia ser o meu filho...mas me pergunto também se eles querem ajuda realmente??
    Uma ótima semana p/vc.

    ResponderExcluir
  14. É de dar dó mesmo, e nós "quase" não podemos fazer nada, a não ser pedir misericórdia a Deus por ele.

    Beijos
    Mah

    ResponderExcluir
  15. Caracas!!! Que história! Mas, na boa, é só tentar procurar trabalho, né? Dá pena, mas logo passa! Huahuahuahauhauha

    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  16. ola mais uma e essa e viciosa e dificel é triste realmente quando se fala de droga .. ELAINE TE DEIXO UM BEIJO E CONTINUAÇAO DE UMA OTIMA SEMANA

    ResponderExcluir
  17. Uma situação horrível.A pena, a vontade de ajudAR E DO OUTRO LADO, A IMPOTÊNCIA. sE NÃO FOR TRATADA, NÃO SE CURARÁ E PRA ISSO DEVE querer!!!BEIJOS,CHICA

    ResponderExcluir
  18. Flor me emocionei com seus dizeres. Tb sou taxada de ingenua, coraçao mole e boba as vezes...mas nao ligo pq sei que sao pessoas assim que mudam o mundo...bjinhuuus
    amei seu blog

    O MEU= pontomake.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Poxa Elaine, é um triste relato. Tenho muito medo das drogas, acredito que todos que tem filhos, sobrinhos, primos tem esse medo. É um mal que destrói a vida e uma família inteira.
    Triste muito triste, beijos

    ResponderExcluir
  20. Oi Elaine,
    Que história hein, mas é tão difícil se aproximar dessas pessoas, não é mesmo?
    Bj.

    ResponderExcluir
  21. ELAINE QUERIDA>..
    conheço bem o problema das drogas, o marido(o meu) rsrs, fez durante muito tempo um trabalho social de resgate em comunidades carentes de sampa...
    conheço bem o que vc diz, tem mãe que vende o filho, é vende, pra consumir crack..
    é terrivél..
    e os traficantes na maioria das vezes são usuarios compulsivos que vendem o bagulho pra poder consumir..
    é a degradação total do ser humano...
    o drogado é um doente em estágio muito avançado que precisa de ajuda, apoio, amor e Deus na sua vida, pois só a fé em cristo pode salvar vidas..
    o processo é interiorizado, o cara tem que querer parar, ai entram as outras providencias..mas se o cara não quer não adianta, ele morrerá por causa das drogas, matará, roubará ,se prostituirá ,e tudo o que há de mais degradante...
    vc fez sua parte, conversou com ele, não o discriminou e tenho certesa que ele percebeu isso...
    somos todos impotentes quando o assunto é o trafico e o consumo de drogas, infelizmente.
    bjuivos no coração.
    tenha uma linda semana.
    loba.

    ResponderExcluir
  22. Elaine,

    É incrível tudo o que o descaso pode fazer, e não digo só o descaso dos governos, mas de toda a sociedade. É como você disse, o pobre também é filho de Deus, e, um dia, foi criança, o que me leva a perguntar intimamente o que aconteceu, o que o levou até ali? será que, em nenhum momento, não havia ninguém por ele?

    Grande abraço, e obrigado por divulgar a promoção ;)

    ResponderExcluir
  23. Obrigada pela ajuda!
    Vou ver o que consigo fazer!

    Sobre o post... Achei triste!
    Mas, está cada vez mais "comum"... =/
    Difícil lidar com umas situações assim, né?

    ResponderExcluir
  24. É uma história triste, mas infelizmente, é apenas mais uma :(
    Acho importante você compartilhar sua história, não sei se vai ajudar a resolver o problema das drogas e da criminalidade, mas se contribuir para que apenas uma pessoa deixe de usar droga uma única vez, já será alguma coisa. Fico imaginando como foi que isso tudo começou... por que esse rapaz entrou nesse mundo. Acho que devemos focar no longo prazo, ensinar as crianças no caminho certo. Dar-lhes amor, o verdadeiro amor de Deus. Dar-lhes um rumo.


    Claro que 1) nem todos os traficantes/usuários de drogas vêm de uma família desestruturada que não lhe deu amor e orientar corretamente não garante nada; 2) não podemos deixar de lado as ações a curto e médio prazo enquanto milhares de vidas são levadas por esse mal. Mas boa parte dos problemas poderiam ser evitados se as pessoas tivessem um alicerce mais sólido, mais valores, mais de Deus em suas vidas.


    Bjos

    ResponderExcluir
  25. Luiz Carlos é um homem que anda cambaleando pela minha rua. Jovem mais destruído pela bebida e drogas. Vive entre as ruas e o Pinel qdo a familia o internam. Luiz Carlos saiu até nos jornais daki do Rio, pois foi considerado, na época um jovem de QI altíssimo. Estudava para padre, fala muitas linguas, muito culto. Qdo sóbrio não existe pessoa melhor p. conversar. Cheio de virtudes e qualidades. Mais a droga o possui por anos e anos. Sorte de Luiz Carlos q. tem uma MÃE generosa e presente q. não o deixa dormir na rua, cuida das suas ruas, seus machucados, vive todo quebrado de apanhar nas ruas e cair de bebado... Enfim... Morro de pena de Luiz Carlos mais tb. não posso deixá-lo se aproximar, pois não tem limites e ultrapassa a boa vontade de todos. Meu marido o trata como se ainda fossem amigos de infância... Estando Luiz Carlos bebado ou nao. O coração do meu marido é maior do q. qq. preconceito, regras, normas e conduta... É isto... Ufaaaaa desabafei diante da sua triste estória... todos nós temos uma pra contar né??? Bjitos e fica em paz.

    ResponderExcluir
  26. São cenas muito triste na vida das pessoas.
    Elas estão espalhadas por todos os cantos desse mundo.. E como vc. mesmo diz, bem próximo as nossas casas.
    É muita tristeza. Esses jovens estão sendo alvos de muitos traficantes. Se perdendo nelas(as drogas). Nós temos sim que ajudar sempre que for possívell.

    Orientando, e aconselhando..
    Isso nos preocupa muito. Principalmente, por que temos ainda adolescentes em casa. Eu fico de cabelo em pé só de pensar..

    Com muito carinho
    Sandra

    ResponderExcluir
  27. Nossa Eliane, que triste mesmo. Há poucos dias morreu o filho de uma blogueira por causa das drogas. Um atristeza só como caminha a nossa mocidade.

    Um bjao

    ResponderExcluir
  28. Esse post tem quase ano e só agora vejo ele rsrsrs... Bem, como moro em uma favela convivo com isso, moro em cima de uma boca de fumo... E respiro fundo pensando em muitas coisas, sabe aqueles marginais que foram presos na epoca da "pacificação do morro no Rio", sabe esses que vão ser presos nos próximos dias, esse que vc conheceu brevemente??? Todos eles tem família, pai, mãe, amigos de infancia, filhos, primos, irmãos, fotos de inf^ncia, dez mil sonhos roubados... Eu me pergunto quando nossas famílias vão deixar de ser roubadas pelo sistema, se um dia vai haver esperança para cada um de nós eu lamento tanto casos assim... eu lamento tanto por essa vida!!!

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…