Amor, esse amplo e misterioso sentimento…

em 29 de janeiro de 2010

1227898377qrzwhja Quando me propus criar a coluna Um pouco de amor eu pensei primeiramente em relatar casos de amor românticos. Logo depois vieram os casos de amor inspiradores. E evoluiu para estórias de amor num sentido mais amplo, como este por exemplo. E hoje eu vou dar uma pausa nas estórias de amor tradicionais e falar um pouco de um amor diferente, que requer doação e generosidade, mas  em troca traz um mundo de satisfação e afeto sem limites. Quero falar do amor aos animais.
Se você é do tipo que não gosta, ou até mesmo tem nojinho e critica quem gosta, desculpe mas este blog, e especialmente este post não são para você. Não precisa ser apaixonado como eu, mas precisa respeitar a vida. Se você se encaixa nesse quesito único e básico, benvindo!
Eu amo animais. Por uma questão de empatia os cachorros entraram em minha vida, mas sou do tipo que evita pisar uma formiga, por exemplo, pois considero importantes e merecedores de viver todo animal. Já falei inclusive dos meus dilemas pessoais de consciência por conta disso.
Mas hoje eu quero falar do amor que faz com que pessoas se doem, se desgastem e se envolvam em ações por causa dos animais.
Quero falar para você da Nice, que doa seu pouco tempo livre para participar e ajudar em feiras de adoção. E que está sofrendo algumas contrariedades por conta de ter salvo da morte certa 4 gatinhos ainda bebês, que se não fosse por ela estariam mortos. E quem iria se importar? Apenas o amor faz com que a gente se importe quando não há possibilidade aparente de retribuição.
Quero falar para você da Flávia, que trabalha incessantemente pela causa dos animais maltratados. Seu blog está permanentemente precisando da sua ajuda!
Quero falar do trabalho da AUG, uma ong extremamente séria que recolhe, trata e encaminha para adoção gatinhos carentes.
E quero aproveitar para falar do novo blog da Raquel: Central latidos e miados. Se você acha que nada pode fazer para ajudar a acabar com os maus tratos e abandono porque não tem dinheiro, conheça a Raquel. Ela está desempregada, o irmão está doente e mesmo assim ela se dedica a ajudar como pode.
Faltaria espaço para falar da Ana e seus Anjogatos, do Amigão e sua Ana Carolina (a cachorra, não a cantora). Da Gisa, da Nana, da Nade e seu Scott, da Karin e sua Jade, da Claudinha e os moradores do beco, da Tânia e suas peças lindas que ajudam a custear tratamentos e castrações, enfim, de todas as amigateiras e cachorreiras que passam por aqui e enchem a blogosfera de ensino sobre como o amor pode ser abrangente, gratuito e profundo.
Mas agora, depois deste post grandinho, que tal você deixar aí nos comentários o nome do seu amor de 4 patas? Sei que cerca de 70% dos meus leitores têm ao menos 1 peludinho ou bigodinho e casa…
Diz aí, todo mundo quer conhecer seu bichinho!43
59

Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

30 comentários , comente também!

  1. Olá...

    Bom amo caxorrinhus...

    Tenhu um aki em casa... um vira-latinha xamado Pitbull...

    Mais ele ta grandinho...Eu tô qrendo adotar outro mais pekeno pra mimar sabe um filhotinho... Sabe m dizer como faço?Se alguns dos Blog's tem um pra mim q moro no RS.

    Se vc souber m manda por coment's please...

    Bjus bom fim d semana..

    Parabéns p/ os criadores dos Blog's por pensar nos peludinhus..

    ResponderExcluir
  2. Oi Elaine!
    Fico emocionada sempre que cv fala sobre o seu amor por animais. Eu me identifico muito com vc.
    Eu e minha familia amamos tanto os animais, que nos unimos p/pagar a faculdade de Med.Veteriária p/ minha irmã. Vai facilitar a nossa vida e poderemos ajudar mais ativamente.
    Agora falar de todos os meus bebês?
    OK! Lá vai:

    Meg(yorkshire) a única comprada.

    Nina(srd)encontrada em um ponto de
    ônibus.

    Bobby(srd)atropelado.

    Mel(srd) atropelada

    Faro-fino(srd).encontrado abandonado.

    Kika(srd)abandonada no sítio.

    Wisky(srd)abandonado no sitio.

    Pitty(poodle)maus tratos, ficou paraplégico e anda de cadeirinnha.

    Rebeca(gatinha srd) adotada por amor.

    Por "enquanto" é só!
    Ps:são todos muito amados,não dou e não empresto.kkkk

    ResponderExcluir
  3. Amo a natureza em geral. Sou Devota de S Fco de Assis.. Bjos..

    ResponderExcluir
  4. Temos a CUCA que estamos morrendo de saudades, porém como estamos na praia, ela está numa clínica de umq veterinária que lhbe dá tudo de bom, muito amor. Sei notícias dela todos os dias. Lindo post,beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  5. Eu amo cachorros, e odeio quem maltrata animais, até briguei com uma vizinha da minha mãe por isso, até hoje não falo com aquela trouxa.
    Meu marido também adora cachorros, e a Sofhia acho que vai ser a veterinária da família, é apaixonada por animais, todos, ela até pode ter medo de chegar perto, mas adora.
    Temos três yorkies lindos que são nossa vida, O Srsgorn, a Gisel e a Jollie filhinha deles.
    beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi, Elaine! Qualquer hora vou roubar estes links e montar um post assim como o teu, sobre essas pessoas que ajudam animais.

    Aqui, ajudo o SOS Vida Animal, que não é ong, é um grupo de amigas que vai vacinando, alimentando, cuidando, arrumando lares para os focinhos abandonados.

    Se cada pessoa doasse R$10 ao mês, muita coisa poderia ser feita. É o preço de um lanche. Um dia no mês, leve o lanche de casa em vez de comprar e doe esse valor para um pacote de ração. Simples, né?

    Aqui tem minhas filhas caninas e detalhes das campanhas para ajudar focinhos carentes:

    http://fernandareali.blogspot.com/search/label/cachorros

    Bjse obrigada pela visita!

    ResponderExcluir
  7. Laine eu tenho que confessar que acho lindo animais de forma geral. Aqui em casa tem 4 uau uau passarinhos, rolinhas, codorna, é um viveiro praticamente kkkkkk.
    Quando eu tiver a minha casa quero ter um aquario lindo e peixinhos nada mais kkkk, nao porque eu nao goste mas é porque eu entendo que as pessoas precisam ter tempo pra ficar cuidando do seu animalzinho. Eu fico imensamente revoltada e xingo mesmo minha irma que tem uma cachorrinho lindo aqui, mas que nao tem tempo de cuidar ai quem fica limpando tudo dando comida cuidando dele sou eu, mas isso tambem enquanto eu estou aqui porque depois ele fica sozinho o dia todo e fica todo xororo tem que ve. Eu acho isso uma flata de consideração. Entao por favor galera quero deixar um recado aqui pra todo mundo se voce esta afim de ter um animalzinho seja consciente cuide dele e lembre-se que ele precisa comer, tomar banho, de atenção e etc porque pra quem nao sabe cachorro e animaiszinhos de estimação ficam doentes, sentem fome, ficam tristes, extressados, éééé parece que nao mas é bem assim. Entao galera olha a responsabilidade. Eu apoio adoção de animais e toda a proteção dada a eles e é pensando nisso que dei esse toque ta como a Laine diz nao mimatem kkkkk





    bjuu
    fica com DEUS =]

    ResponderExcluir
  8. Vc não existe mesmo, muito legal sua iniciativa, e tudo a ver com uma pouco de amor!

    Quando eu crescer quero ser igual a vc,rsrsr bjs

    ResponderExcluir
  9. Tenho uma poodle(lata, rs) de 13 anos, chamada Julie... eu a vi nascer, literalmente. Amo! :)

    Ótimo post...

    Bjs!

    ResponderExcluir
  10. Que coração gigante esse o seu, heim, amiga!
    Obrigada por citar eu e meu Scott, meu filhote sapeca, paixão daqui de casa.
    Sei que tem pessoas que não suportam animais dentro de casa ou perto, que existe muito maltrato e eis que existem muitos blogs que têm a proposta de lutar contra essa realidade, mas também, graças a Deus, têm muita gente que vê seus companheiros como anjinhos de quatro patas.
    Queridona, como sempre, dando show em seus posts! Adorei o seu destaque!
    Obrigada por ser essa pessoa incrível que é!
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. já tive 6 cachorrinhas. a ultima foi a Bianca. amei todas de paixão como todo amor e cuidado.. a Bi morreu em dezembro passado.. parece que uma parte de mim foi junto. amo tanto que não quero mais..foram 16 anos de amor.. e tenho medo de sofrer tudo outra vez.. egoismo ? pode ser ...mas é assim que me protejo.. parabens pelo seu post.. como sempre vc é impagavel no que escreve..beijão

    ResponderExcluir
  12. Lindo post!
    Em casa temos o Felipe,um cachorrinho Lhasa Apso e um casal de gatos, Zilá e Romeu...paixões por todos.
    Não sei viver sem meus fofinhos.
    Ótimo FDS!
    Bjos.
    Adriana (Ata/SP)

    ResponderExcluir
  13. Elaine, minha querida, soh hj li os comentarios la no blog, abandonadinho o bichinho, tadinho :(

    ando mt enjoada de net, nao sei se volto, nao to consguindo encarar computador... mas passei pra ler o post com a nossa historinha de amor, adorei! Obrigada de coracao, vc eh continua meiga, doce e gentil, como eu sempre te vi.

    E sempre ligadinha nos binhinhos, ne???

    Hj meu filho ta fazendo uma festinha dos seus 13 anos, foi no dia 24 mas soh hj ele esta com os amigos, uma boa e barulhenta turminha aqui em casa, mas havia pedido um cachorrinho de presente... mas aqui nao da, nao da mesmo pra ter um cachorro, eh mt compromisso, imagina, sair todo dia 4 vezes por dia, se neva ou ta chovendo, se ta calor, ou ta caindo granizo, tem que sair 4 vezes por dia, por enquanto nao da, ne???

    mas quem sabe um dia????
    Um bj com carinho, saudade de ti e dos teus belos posts

    Nina

    ResponderExcluir
  14. Oi Elaine, tudo bem?

    Pois é, amo gatos! Sou assim... converso com gatinhos que vejo na rua, sofro quando sei de algum que morreu, me derreto toda quando alguém conta que também ama gatos, enfim sou apaixonada mesmo.
    Tenho uma catfilha, chamada Flor de Lis, é uma siamesa arisca e muuuito mimada.
    Criar um animal requer muita responsabilidade, é preciso dar amor e atenção, não é só ter e pronto. É assim que eu penso.

    Beijos e ótimo fim de semana! :)

    ResponderExcluir
  15. Elaine,
    Você sabe que eu amo animais né? Desde que me conheço por gente eu tenho animais, minha mãe é assim como eu e sempre gostou de animais em casa. Quando eu sai do brasil eu tinha quatro cachorros. Um casal de pastor alemão, David e Diana e um casal de basset, Chico e Chica. Depois de 12 anos hoje só vive a Chica, os outros já se foram. Ela é a companheira inseparável da minha mãe...não sei o que vai acontecer quando ela morrer...acho que minha mãe vai adoecer. Eu aqui só posso ter um e o meu baby se chama Robert, é um mini poodle super amigável e lindo e eu não vejo a minha vida sem ele. Meu sonho é quando chegar no brasil de vez, eu pegar todos os cachorrinhos que eu puder e cuidar. Então é isso...
    Bjs carinhosos e bom final de semana
    Márcia

    ResponderExcluir
  16. Ah, Elaine... deixei um selinho pra vc no meu blog. Se quiser, depois confere lá.. bjs!

    :)

    ResponderExcluir
  17. Elaine, querida
    Tenho andado sumida porque desde que vc trocou a configuração dos comentários, não consio comentar, o PC do trabalho bloqueia, então só consigo passar por aqui e comentar no PC de casa, mas agora tenho que dividir com outras pessoas, aí já viu!!!!

    Bem, não sei se viu a entrevista dessa semana no Mundinho, a convidada é a queridíssima Nade e ela foi falar justamente do amor pelos bichinhos, em especial do Scott. Dá uma conferida lá quando puder.

    Um ótimo final de semana

    ResponderExcluir
  18. Que meigo essa postagem viu. Amei,


    abraços

    Hugo

    ResponderExcluir
  19. eu amo gatos e amo minha gata. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  20. Lindo o post, parabéns!
    Amo animais em especial cachorro, tenho um Pastor Alemão, o Spyke que é tudo pra mim, tinha um vira-lata mas fugiu de casa, nossa quase pirei.
    Minha mãe tem 20 gatos e 5 cachorros, e sempre que encontra na rua abandonados traz pra casa.
    Não sabia desses maravilhosos blogs, vou passar para conhecer melhor.
    Beijo no coração

    ResponderExcluir
  21. Ai Elaine, só você mesmo né? Eu sabia que podia contar contigo, e outras amigas estão também tentando dar uma força na divulgação do novo blog.

    Tomara que muitos leitores seus passem por lá e levem um pouquinho do blog com eles, nem que seja um link ou o banner para ajudar a divulgar e assim aumentar as chances daqueles animais encontrarem um bom lar!

    Me identifiquei com o que você disse sobre formigas, porque eu tenho a mesma mania: se eu vejo formiga no chão não só eu não piso, como não deixo quem está andando comigo pisar também. Podem pensar que sou louca, mas fazer o que, cada um com a sua mania né? rsrs

    Obrigada pela ajuda!

    ResponderExcluir
  22. Elaine,

    Assim com vc, sou apaixonada por animais, em especial os cachorrinhos, tenho apenas um poodle chamado Johnny, mas estou com muita vontade de adotar outro.

    Grande beijo! Fique com Deus!

    ResponderExcluir
  23. Oi Elaine, sempre passeio por seu blog.Muitas vezes o passeio é longo, pois seu blog tráz assuntos e dicas super interessantes. Esse seu post, por exemplo, é um afago para nós e nossos bichinhos.
    Próximo ao Natal perdemos nosso collin. Já esperávamos, pois nosso animalzinho, estava velhinho. Cumpriu sua missão aqui na terra ,e nos deixou lindas recordações.
    Agora ficou Odin, ums mistura de cocker com puldo.
    Ele é uma graça e muito carinhoso.
    Nosso colin foi uma espécie de pai para o danadinho.
    Acredito que os animais têm uma alma especial e intligência inquestionável.
    Cheiros, e meu carinho para todos os animaizinhos do Planeta Terra.

    ResponderExcluir
  24. Oi, Elaine. Todo ser vivo tem que ser, se não amado, pelo menos respeitado. Já lhe contei que tive 2 cadelas, em épocas diferentes, ambas morreram de velhice junto com as doenças da idade. Hoje optei por não ter mais. Marido tem periquitos, sempre adorou passarinhos, mas acho uma maldade manter os bichinhos em gaiolas. Não aprovo.
    Quando os temos, precisamos cuidar como se fossem crianças. Não "filhos", mas crianças, bebês, que precisam de nós pra tudo.
    Mas cada um que cuide (muito bem) do seu como lhe aprouver. Bj

    ResponderExcluir
  25. Oi Elaine, que lindo post sobre nossos amores de quatro patas! Obrigada por lembrar-se de mim!
    Aí vão os nomes dos meus filhinhos peludos:
    - Focinhos: Flocky e Tiffany
    - Bigodes: Snow, Tchutchuca, Leo, Fofinha, Jack, Mimosa, Palito, Mia, Blue,Penny, Ursinha, Lindinha, Docinho, Zulu, Negresco, Kaia, Mickey, Black, Chuvisco e Mischa.
    Beijos mil, meus e de toda a filharada!

    ResponderExcluir
  26. Eu não tenho nenhum peludinho, acho muito bonitinhos, me emociono quando vejo quanta gente é apaixonada por eles, não suporto ver alguem os maltratando. Porém é eles la e eu cá rsrs, para infelicidade dos meus filhos de 10 e 4 anos, que são loucos pra criarem um e eu nao permito, porque sei que vai sobrar pra mim, digo: filhos, mal dou conta de cuidar de voces...
    Minha mãe tem uma cachorrinha chamada Nick eu tenho ciume dela, pq as vezes tenho a impressão que ela gosta mais da cachorra do que de nós, os filhos rsrs

    Beijos
    Mah

    ResponderExcluir
  27. Tenho duas bigodudas, que tanto amo-as, se não fosse elas a minha vida não teria tanto sentido! Uma se chama Fleur e a outra se chama Mashiro e ambas foram adotadas, pq um animal não se compra. Bjs amei o post

    ResponderExcluir
  28. Realmente,esses "bichinhos" as vezes,aparecem na vida dgente ,dai não conseguimos,mais seguir sem eles,tenho um cãozinho por nome Minne,que é a anfitriã da casa rsrsrs
    Beijos

    ResponderExcluir
  29. Que lindo post Elaine!
    Eu AMO os animais. Exclusivamente os cachorros. Fiquei feliz por ler isso hoje. Acabei de assistir o filme "Sempre ao seu lado" e chorei muito. A amizade e lealdade dos cães são incríveis e únicas.

    EU tenho 4 cães! Mas apenas 1 mora comigo (e é da minha cunhada que foi pra Portugal) que é uma Poodle e considero minha. Ela se chama Tuquinha xD

    Os outros 3 moram com minha mãe:
    Tutti - Pinscher mais vira lata do que de raça. Ela tem 15 anos.

    Scooby - Pastor Alemão que apareceu no prédio onde eu morava e o pessoal o adotou, mas quem cuida é minha mãe. Ele tem 6 anos.

    Urso - Esse acho que é vira lata, pegamos do meu tio. Tem 6 meses e é o mais atrevido da casa!

    Amo muito meus companheiros de 4 patas xD

    Parabéns pelo post!

    ResponderExcluir
  30. Agora você pegou no meu ponto fraco! Também adoro bicho e até quis ser veterinária qdo criança. E conhece a AUG, por quem tenho profunda admiração
    Lá em casa imperam os bigodes. Temos 9, mas já passaram uns 20 por lá.
    Cachorro só um, mas é um labrador que vale por 30. Em todos os sentidos!
    Vitinho é um gato persa, sossegado e seção. Não gosta de colo nem de ficar dentro de casa (tem certeza de que é persa?)
    Sam (Samisco, Samy) – um sialata bonzinho mas sofrido pq vivia apanhando feio de um pretolino
    Pedro e Samanta (Bombs) – os pretolinos mais bravos do planeta. Todos os outros gatos têm medo deles. São irmãos e foram pra minha casa ainda bebes
    Dewey – Um gatinho laranja mirradinho que se enfiou num prédio onde uma amiga tem loja. Todo mundo chutava e expulsava e a minha amiga, lembrou de quem? A história do Dewey foi engraçada: chegou como macho, mas comparando com os filhotinhos da casa, que tinham bolinhas bem definidas virou Dolly e ficou sendo fêmea até que meu pai bateu o pé que era macho e que tinha “grãozinhos” virou Dewey/Dolly-Close pq eu não estava convencida. Mas examinava aqui, ali e cheguei a conclusão que era Dewey mesmo.
    Missy – A gata mais fofa deste mundo é uma tigradinha cinza que deve ter mistura com persa pq seu pelo é macio e semilongo. Se vc puser no colo, fica lá pra sempre! Ganhamos em uma campanha de castração. E mansa, adora chamego e não respeita nada nem ninguém se o assunto for comida. Comida de gente: carne crua ou cozida, derivados do leite e doces! E parceira inseparável do Dewey
    Maya e seus irmãos pretolinos – São filhos da Bombs a Maya é tigradinha em cinza e teve rinotraqueite com dias de nascida. Eu tratei dela com vitamina C e limpando os olhinhos com água boricada duas vezes ao dia, mas ficou com uma fungueira só, parece uma porquinha. Os pretinhos têm nomes tão estranhos que não sei e são tão pretos, que ninguém distingue um do outro. Nem meu filho que conhece todos pelo miado e consegue imitá-los também que os bichos respondem

    Ah! Faltou o labrador bagunceiro, cor de chocolate e de olhos amarelos (eram verdes qdo menor.) Por causa da cor, seu nome é chocolate

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…