Um pouco de amor - Aninha e aquele que a tomou pela mão

em 7 de novembro de 2009

   Esta estória linda de amor foi uma das primeiras que recebi. Me fez rir. Me fez chorar. Vai emocionar você.
Vamos mergulhar?
21


ana
Toma conta de mim...
Ana Coaracy
“Toma conta de mim!”. Esta foi a frase que marcou sua vida, apesar de nunca imaginar que seria assim. Hoje sabe, hoje entende exatamente a magnitude daquela frase. Mas, pôxa, ele também tinha de atender seu pedido tão ao pé da letra? Vou explicar tudo.
Ela já estava tonta. Tinha tomado pelo menos uns sete copos de vinho, copos mesmo e não taças. Na verdade, estava irritada. Tinha marcado um encontrou com um possível paquera para aquela noite de Natal e o rapaz simplesmente não apareceu. Somente alguns dias depois ela saberia que o pobre caiu de uma moto e quebrou a perna, passando a noite de Natal no hospital.
Sim, mas ela continuava tonta e tão chateada que não queria parar de beber. Ela queria mesmo era esquecer que existia o Natal. Todo mundo “se dando bem” e ela ali, esperando um fulano que não chegava. Ô raiva!
Já era quase meia-noite e a festa estava animada, pelo menos para os outros. Ela olhava ao redor e no meio de sua tonteira via rostos alegres e ouvia risos, muitos risos e a música, que era animada. Era Natal de 1986, salvo engano. Mas ela estava irritada e queria mesmo era ir para sua casa, dormir e não acordar nunca mais.
Mas lembrou do amigo-invisível. Nossa! Ia acontecer meia-noite e do jeito que estava “entornando” todas, ia passar mal antes da troca de presentes. E agora?
Foi quando ela viu um colega que chegava à festa. Ela nunca tinha olhado direito para aquele cara. Era mais velho que ela e, sinceramente, não fazia seu tipo. Mas como a coisa estava ficando perigosa e a hora da troca de presentes se aproximava, ela foi até o rapaz e pediu: “Toma conta de mim!”. Ela só queria que alguém se responsabilizasse por ela para que não fizesse besteiras na hora do amigo-invisível. Ele sorriu e perguntou o que estava acontecendo.
Ela disse que já havia bebido demais, mas, claro, não explicou sua desilusão e pediu que ele não a deixasse só, porque certamente poderia passar mal.
Tão bonzinho, ele atendeu a seu pedido...
O cavaleiro de armadura e cavalo branco a tomou pela mão e nunca mais deixou de tomar conta dela. No mar verde daqueles olhos, ela mergulhou e não conseguiu sair. No céu azul daquele olhar, ela se embriagou para sempre. Sob aquelas mãos fortes, ela sucumbiu fragilizada. Quando viram, já estavam aos beijos no sofá da sala e até hoje ninguém sabe quem começou.
Depois daquela noite foram muitas idas e vindas. Eles se amaram, se separaram, cada um viveu o que quis. Ele queria filhos, ela queria fazer faculdade. Ele queria morar no interior do estado e ela queria trabalhar na capital. Cada um seguiu seu caminho.
Mas como destino não se escolhe, eles sempre se encontravam no meio da estrada da vida e não sabiam por que não conseguiam se afastar um do outro. E quando ela estava triste, era ele quem tomava conta dela e a alegrava e vice-versa. Quando tudo parecia dar errado, os dois estavam lá, cuidando um do outro até tudo se acertar.
Hoje o destino finalmente os uniu, como se nunca tivessem se afastado e seguido vidas diferentes. Na casa dos dois, deitada ao lado dele, de manhã cedo, antes de começar a rotina de trabalho do dia, ela de repente se lembrou daquela noite de Natal (ô cabecinha que tudo lembra!). Sorriu e perguntou: “Por que tu segues as coisas tão ao pé da letra?”.
Ele não entendeu nada e quis saber do que se tratava. Ela relembrou daquela fatídica noite de Natal da década de 80, e ele sorriu: “Tenho culpa de ser responsável? Estou aqui para tomar conta de ti!”.
 Ele a abraçou, os dois se beijaram e foram felizes para sempre...
Ana Coaracy
Jornalista e Blogueira


Quer ver sua estória de amor aqui? Envie para mim: elainegaspareto@hotmail.com
21
posicionamiento web
Tarot
videncia

Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

29 comentários , comente também!

  1. Elaine,
    historia linda mesmo...ai eu ando num momento tao bom que toda e qualquer historia de amor me encanta...
    Engraçado eu nao li que voce tinha esse quadro aqui...será que perdi alguma coisa? Porque senão teria mandado o meu "recomeço" aqui pra você.. mas eu tenho uma outra historia e vou te mandar.
    'Bjs
    Marcia

    ResponderExcluir
  2. Ah! Que história maravilhosa e bem contada! Não chorei, mas meu coração bateu mais forte;lindo mesmo!

    Elaine,

    Olha, tem selinho p vc aqui:

    http://spasoporagora.blogspot.com/2009/11/mais-selinhos.html

    Muita paz!!!

    ResponderExcluir
  3. Que história mais bonita!!!!
    E que ideia excelente a desta coluna, Elaine!!
    Histórias reais, histórias verídicas, histórias que emocionam, pelo simples fato de serem POSSÍVEIS!!!!!!
    Bj e bom fds!!

    ResponderExcluir
  4. Linda essa historia me emocionei.

    bjos

    ResponderExcluir
  5. Linda Linda Linda, simplesmente linda, quando uma pessoa é destinada a outra não tem jeito.
    Que bom né.
    Beijocas

    ResponderExcluir
  6. Gostei desse menino responsável, viu? A vida é assim mesmo e amor que é amor pode se afastar quantas vezes for que o final não é outro senão estarem juntos. Adorei!!! E como adoro histórias de amor, mais um motivo para eu atualizar minh a leitura por aqui e ler todas.

    beijo e ótimo final de semana!

    ResponderExcluir
  7. Coloquei um pouco da leitura em dia por aqui e agora vou acabar de arrumar a mala (ai como detesto isso e fico adiando) porque já já tenho que sair.

    beijão de novo!

    ResponderExcluir
  8. A vida é assim...pode nos dar trombadas, pauladas...parecer que não nos ouve...apresentar-nos tantas encruzilhadas que nem sabemos por onde seguir, mas lá vem o dia em que ela nos atende e lá aparece a pessoa certa para tomar conta de nós; é assim..imprevisível a vida! Linda a historia. Um beijinho
    Emília

    ResponderExcluir
  9. Elaine,
    Essa história tem um pouco a ver comigo. Eu conheci meu namorado há 10 anos atrás...
    Daí nós ficamos juntos... Mas acabamos seguindo caminhos diferentes. Esse ano em janeiro, nos reencontramos... E estamos juntos há 7 meses...
    Estou tão feliz com isso!!!


    Passa no Ideias... tem uma brincadeira legal para o fim de semana!!!

    Bom fds!!!

    bjão

    ResponderExcluir
  10. Elaine,
    Gostei muito da história de amor.Perfeita. Deu inveja ( santa), rsr
    Que dure ,pra sempre.
    Abraços

    ResponderExcluir
  11. Adorei o blog.. ja virei seguidora e vou linkar pra acompanhar mais de pertinho.. bjs e um ótimo sabado!

    ResponderExcluir
  12. linda históroa adorei! um abraço sissi

    ResponderExcluir
  13. Linda historia de amor !! coisa de destino.
    beijo Elaine

    ResponderExcluir
  14. O amor sempre é bonito de se ver, se ler, se sentir.
    Um relato assim fazem bem.

    Abraço!
    Bom restinho de final de semana.

    ResponderExcluir
  15. Elaine, muito obrigada por contar minha (nossa) história. Ivanildo, o mocinho responsável e que se orgulha tanto de nossa 'saga', vai ficar todo orgulhoso também. Vou continuar passando sempre por aqui e te esperando no meu blog. Quando tiver algo que ache que podes gostar, te mando. Beijossss

    ResponderExcluir
  16. Linda a história!!
    Esse quadro do teu blog é bem legal. gostei..
    Vou ver se lembro da minha história e te mando por email..rsrsrs

    bom findi...

    bjos no ♥

    ResponderExcluir
  17. Elaine..
    já estava com saudades deste cantinho...
    amei a história..
    linda..
    que bom que eles se reencontraram dessa maneira doce, e ele gentil cavalheiro que sempre cuidará dela..é o amor...
    ele sempre dá jeito de unir quem realmente se quer bem.
    uma hora dessas te mando a minha história de amor...
    um enorme beiju no coração.
    ótimo fds.
    uivos de amizade.
    loba.

    ResponderExcluir
  18. Nossa, me deliciei! o destino as vezes parece que tem cartas marcadas né?! Qdo tem que ser...Muito linda mesmo. bjão

    ResponderExcluir
  19. Adorei a história!!
    Eu nada mais poderia dizer que já não foi dito... Maravilha de destino! Acredito sim que quando algo tem que acontecer... nem que chova pau e pedra, acontece!!
    Dizem por aí que a esperança é a ultima que morre, né?!!! rssss Tô esperando esse milagre acontecer na minha vida!... Ai, ai...

    Xô ir!!.. senão choro messssmo.
    Xêro menina! Obrigada por nos proporcionar tantas coisas lindas!

    Raquel

    ResponderExcluir
  20. Uau!

    Lágrimas nos olhos aqui...Poxa Elaine isso é história pra uma garota como eu ler?rsrsrs
    Poxa!Que linda...Que bom que EXISTEM histórias assim, que fazem tudo valer a pena.

    PS: O " E foram felizes para sempre" merecia um prêmio, amo muito tudo isso!!!!

    Milhões de beijos

    ResponderExcluir
  21. Linda história... Nossa eu sou uma "ultra romântica" e viajo com histórias de amor... chorocom filmes, essas coisinhas ...

    Adorei demais esse quadro,e essa história, me fez pensar mesmo como as coisas boas acontecem de forma inesperada!

    Beijos

    ResponderExcluir
  22. To com os olhos cheios de lagrimas..lindo demais

    ResponderExcluir
  23. Mais uma coluna, com certeza, cheia de sucesso... e, claro, muito Amor. Parabéns pela iniciativa e dedicação. Talvez eu me arrisque a enviar várias histórias de amor, porque nas nossas vidas (graças a Deus!) não existe apenas uma história. Ou então, eu sou uma sortuda!

    ResponderExcluir
  24. Linda história de amor!
    O amor quando é verdadeiro, não adianta, pode vir tempestades e furacões, ele continua lá firme como uma rocha.
    Para béns a você e a Ana pela história emocinante.
    Beijossss....

    ResponderExcluir
  25. Uma romântica inveterada que tem aversão à histórias de amor... Leio mesmo só por ler. Para mim são como essas novelas, com começo meio e fim, so muda mesmo alguns personagens e o final, pq diferente das novelas, as reais quase nunca tem final feliz.

    P.S
    Desculpe Elaine, pensei de pular esse texto e não comentar, mas é o que penso, vivo e vejo na sua grande maioria.

    Bjs
    Mah

    ResponderExcluir
  26. Nossa estou conferindo os textos... o meu terá que ser minimizado... achei lindo e verdadeiro! Bjinhos da Madrasta!

    ResponderExcluir
  27. Ai que história linda Elaine!!! Eu quero ver minha história aqui sim... até quando vc vai publicar as histórias de amor??? Quero tirar uma foto bem biiittaaa com meu amore para te enviar... rsrs
    Bjks

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…