Paz na terra do seu coração

em 2 de novembro de 2009

paz-na-terra
Imagine a cena:
O dono da empresa chama o gerente geral e passa-lhe um sermão dos mais grossos por conta de uma bobagem qualquer. Fala aos gritos e ofende o outro.

O gerente então sai da sala do patrão e encontra no subordinado a vítima perfeita para receber o descarregar da raiva causada pelas palavras do patrão. Agride o subordinado ainda mais duramente do que foi agredido pelo patrão.

O subordinado, puto da vida, encontra o faxineiro e chuta a vassoura com balde e tudo que o pobre estava usando para limpar o chão; xinga o faxineiro e sai pisando duro, feliz de ter desforrado em alguém.

O faxineiro, cansado, chega em casa e dá logo uns berros com a mulher, além de ameaçar uns tapas.

A mãe repassa a agressão recebida para o filho que vem entrando para jantar.

Como a criança não tem onde descontar os tabefes recebidos da mãe chuta o cachorro deitado no vão da porta.
Que se encolhe todo, sai para a rua arrasado e na banca de jornais morde a perna do homem bem vestido que parou para comprar algo que o distraísse da briga que tivera logo cedo com o gerente de sua empresa…

Percebe como a violência é um círculo?
Einstein disse uma vez:
“Se você joga uma bola azul na parede, receberá de volta uma bola azul. Se a lança com força, ela volta com força. A vida sempre retribui.”

Eu penso que os maiores crimes, e as maiores atrocidades começam pequenas, assim como uma pessoa de 2 metros de altura começa microscópica lá no ventre.
A violência que hoje assusta e apavora todo mundo começa com um grito, um xingamento, uma ofensa.
Mas e se ao contrário a gente não gritasse no trânsito, não magoasse deliberadamente os outros, não agredisse e nem maltrasse o outro?
Se não risse de uma criança maltratando um bichinho, ou de um adolescente agredindo um mendigo?

Em que mundo você quer viver? Onde quer que seus filhos vivam?

É utopia? Coisa de gente alienada?

Não mesmo.

É possível! Eu sozinha é mais difícil. Mas se você se juntar à mim, e trouxer mais um, que trará mais um…
Para que o mundo seja como eu sonho é preciso que eu mude.
Se você quer mudar o mundo, tem um ponto de partida:
Você.

Esta postagem faz parte da proposta da Beta. Clique aqui e conheça mais textos que apontam caminhos para o fim da violência…




Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

28 comentários , comente também!

  1. Oi Elaine, to junto com vc nessa. Agente tem que fazer a nossa parte, sermos tolerantes,ate pq tb temos defeitos.

    tem um semi/meme
    pra vc

    http://blogdamitti.blogspot.com/2009/11/raio-x-do-blogueiro.html

    ResponderExcluir
  2. Querida penso exatamente como você.
    Eu tento praticar assim:
    quando fico com raiva de algo procuro me anter calma (como tenho pressão alta emocional) procuro meu calmante natural e fecho bem os olhos contando. Conto até o número que for, assim me distraio e a raiva passa...rs

    Um enorme beijo no seu coração!

    ps: depois me passa o link do seu memê, não esqueci não. Mas vou postar depois do dia 5, ok?

    Bj
    Beta

    ResponderExcluir
  3. Elaine...
    não te disse k voltava nesse fds???
    é madrugada mas não poderia ir dormir sem te visitar....
    adoro..
    é amiga, a violencia é ciclica...começa com um ponto e vira uma montanha...
    vamos sim pregar o amor, a paz e a paciencia que é o que mais nos falta e é responsavél pela maioria dos "acidentes" violentos..
    como diria Jhonn Lenon...
    "paz e amor""" façamos mais amor e menos guerras, menos violencia, menos ignorancia...
    afinal, não somos nós os tais racionais???
    minhas cachorras dividem a comida, a dormida e o amor...srvem de travesseiro uma para a outra...
    são tão solidárias uma com a outra que as uso com exemplo quando vem alguem em casa que não está tão disposto a compartilhar e pensa somente em criticar...
    ser uma raça conhecida como violenta, é um carma a se carregar por toda uma existencia canina..felizes teresa e clarice que só conhecem o amor....
    e elas são os irracionais????
    faz-me rir.!!!
    bjkas no seu coração amiga.
    um ótimo fim de feriado.
    uivos ao luar.
    loba.
    ps: vamos dar um basta a violencia!!!!

    ResponderExcluir
  4. Olá, Elaine!

    Excelente texto! Assim como houve uma corrente p o mal, o mal gerando o mal, pode do mesmo modo haver a corrente do bem, o bem gerando o bem.

    Que realizemos nossa parte.

    Bênçãos e muita paz!

    ResponderExcluir
  5. Eu topo!

    Beijão e boa semana pra você e seus leitores.

    ResponderExcluir
  6. Oi Elaine! Vc descreveu tão bem a reprodução da violência! Ela vai se desenrolando numa cascata de agressões sem fim....
    Quando tive aquele problema no trabalho (lembra?), chegava em casa furiosa, mas via os olhos preocupados dos meus pais, a paciência sem fim do meu marido e o sorriso do meu filho. Não descontei em ninguém, graças à Deus! Desabafei de outra maneira, me recolhi nas minhas leituras, me distraí com o blog...enfim, tentei fazer algo mais produtivo que berrar, humilhar, ser grosseira....acho que consegui!
    Bj

    ResponderExcluir
  7. Com certeza cada um fazendo a sua parte, as coisas tendem a mudar.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Amei o texto... de verdade, uma coisa para se pensar...

    Que cada um de nós consiga fazer a sua parte, dia a dia.. ;)

    Bjs!

    ResponderExcluir
  9. Oi, Elaine. Concordo plenamente. Cada um fazendo a sua parte já é uma boa. Bj

    ResponderExcluir
  10. Oi Elaine! Realmente, a coisa tá ficando feia... Mas a mudança tem que começar dentro de cada um, e isso não é nem fácil, mas também não é impossível. Basta querer.
    Beijos amiga!

    ResponderExcluir
  11. Me junto a você. Tens toda razão, e expressaste de forma muito bacana. Bjs e Paz ao mundo {Deus nos abençoe}.

    ResponderExcluir
  12. Se somos capazes de gerar violência, somos capazes de acabar com ela... nós a criamos, nós a exterminamos...basta querer. Começamos por mudar a nós mesmos...difícil né? porém muito possível. Depois de conseguirmos transformar nosso interior, passemos a fazer a nossa parte, ou seja, ajudar o próximo a mudar também...trabalho arduo eu sei, mas com esperança e humildade tudo se consegue...nao devemos nos esquecer da perseverança...
    O mundo está complicado, mas fomos nós mesmos que o complicamos e a viôlência precisa acabas, os reais valores precisam voltar e pra que isso aconteça só depende de cada um de nós...
    Bjs e linda semana
    Marcia

    ResponderExcluir
  13. Realmente violência é um circulo, ela sempre começa em algum lugar, de algum modo, é preciso ter discernimento, paciência e uma grande dose de tolerância. Temos que fazer nossa parte.E os blogs são uma boa campanha, já que tantos passam pela blogosgera. Linda a iniciativa!

    Bjos no ♥

    ResponderExcluir
  14. Elaine,
    Você já falou calmamente com uma pessoa furiosa? É tão legal ... Um idiota me xingou às 7:00 h da manhã no trânsito. Eu não fiz nada e ele com seu mal humor de cão, colocou a mão pra fora e mandou ver. Eu o segui, parei ao lado dele e abri meu vidro com película escrurérrima e disse: O que foi ? Eu fiz alguma coisa errada ? Por que vc tá tão nervoso essa hora da manhã ?
    Ele quase morreu de vergonha. Ele não imaginou que era uma mulher com duas crianças no carro... Me pediu desculpa e tudo. E se eu tivesse gritado e xingado ? Claro que eu fiquei com vontade de gritar mas eu optei por ensinar um pouco de calma ao invés de entrar no clima dele. Depois eu até ri da situação !
    Digamos sempre não à violência ! Não à grosseria ! Não a estupidez !
    Digamos sim a gentileza !!!
    Beijos de fada !
    Luka.

    ResponderExcluir
  15. Elaine do céu!!! o que é aquela coisa linda??? será que é o que eu estou pensando? Amiga, me diga voce fez aquele template pra mim??? to sem palavras... coração disparado de alegria...to sem saber o que dizer...e tão lindo...obrigada amiga
    ai... nem sei mais o que dizer...
    bjs
    Marcia

    ResponderExcluir
  16. Adorei o texto essa é a realidade mesmo. Uma energia enviada, volta pra se alimentar na mesma intensidade. Ação e reação.O círculo é hermético. Tolerãncia, paciência e compreenção,esse é o coquetel que se bebe aos poucos, digerindo, saboreando com muito prazer. bjão amiga e excelente feriado

    ResponderExcluir
  17. No avião vindo de Nova York passam um filme de treinamento nas empresas. Eu não entendo patavina de ingles, mas pelas imagens mostra como evitar a violencia nas empresas. Enquanto consegui ver achei interessante.
    Com carinho Monica
    O que disse é mesmo um fato que devemos pensar.

    ResponderExcluir
  18. Elaine,
    Violência gera violência!

    Mas para tudo na vida há uma resposta!
    E a minha resposta para isso é uma palavra só: PERDÃO
    Falei sobre ele no Ideias hj... Passa lá para ler o texto!
    bjokas


    Mto instrutivo teu texto!

    ResponderExcluir
  19. Faça sua parte sempre...gostei do texto.


    abraços


    Hugo

    ResponderExcluir
  20. totalmente de acordo querida elaine!

    é incrivel a facilidade que as pessoas têm de tratar mal umas as outras!

    mas eu sou uma pessoa do bem, se algém me trata mal eu choro muito...
    e passa!

    acho que naum leva a nada guardar esse tipode sentimento!


    boa semana pra vc Elaine!
    beijos!

    ResponderExcluir
  21. ah.. e como eu sou petulante, peguei o selinho da brincadeira das 5 revelações e vou passar por aí!

    beijo!

    ;)

    ResponderExcluir
  22. Oieee!

    vim ver as novis e desejar uma ótima semaninha!

    bjoo

    «♥»\(^_^)/«♥»\(^_^)/«♥»\(^_^)/«♥»\(^_^)/«♥»\(^_^)/«♥»




    SILÊNCIO




    O silêncio é um momento vivificante de graça,

    em que a criatura se cala, mais o espírito fala.

    Calar sobre sua própria pessoa, é humildade

    Calar sobre os defeitos dos outros, é caridade

    Calar quando agente está sofrendo, é heroísmo

    Calar diante do sofrimento alheio, é covardia

    Calar diante da injustiça, é fraqueza

    Calar quando o outro está falando, é delicadeza

    Calar quando o outro espera uma palavra, é omissão

    Calar quando não há necessidade de falar, é prudência

    Calar quando Deus nos fala no coração, é silêncio

    Calar diante do mistério que não entendemos, ainda é sabedoria!




    ( desconheço o autor)




    «♥»\(^_^)/«♥»\(^_^)/«♥»\(^_^)/«♥»\(^_^)/«♥»\(^_^)/«♥»

    ResponderExcluir
  23. Drumond já dizia 'que bom seria se todos nós pudessemos dar as mãos só assim poderiamos abraçar o mundo'

    lembrei dessa frase ao ler o seu texto. Parabéns!

    Bom, vim aqui a pedido da Cintia do "Deus é fiel" quando me passou hoje o selinho de sua autoria. Um dos requisitos para se receber o selo era esse... então vim aqui meio que pra cumprir algo, mas que surpresa não tive ao encontrar um blog tão bom, com tanto diálogo e reflexão... voltarei outras vezes!

    Até então.

    ResponderExcluir
  24. Elaine...!
    Muito bacana esse texto...
    realmente tudo volta...
    eu toh lendo um livro do Affonso Romano (até coloquei lá no meu blog) que ele fala sobre essa dureza e voracidade que o ser humano vem adquirindo...
    As vezes é necessário ser voraz, mas delicadamente voraz...
    bjaoooo

    ResponderExcluir
  25. Nossa Elaine, a violência foi bem reproduzida nesse texto. Amei mesmo!
    Um círculo que não teria ido para frente se algum dos envolvidos tivesse parado e repensado sua atitude.

    Bjs
    Mah

    ResponderExcluir
  26. Nossa Elaine, a violência foi bem reproduzida nesse texto. Amei mesmo!
    Um círculo que não teria ido para frente se algum dos envolvidos tivesse parado e repensado sua atitude.

    Bjs
    Mah

    ResponderExcluir
  27. Vira uma bola de neve e ninguém merece! Bjinhos da Madrasta!

    ResponderExcluir
  28. Quero viver num mundo melhor, num mundo "utopico", num mundo onde pessoas se importam mais umas com as outras e menos com seus umbigos...
    Façamos a nossa parte né amiga? Se cada um fizesse a sua já seria um milagre.

    Ps: Só sobra pro cachorro, mas percebe que o circulo para aí?O cachorro sempre perdoa as agressões humanas...Temos tanto o que aprender com eles!

    Milhões de beijos

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…