Não se reprima!

em 6 de novembro de 2009

flamenco3 Vou te dizer uma grande verdade a meu respeito:
Eu não sou de fingir.
Nem sou de engolir se tem algo me chateando.



Pensa comigo: alguém te faz ou diz algo que te magoa, irrita, ofende ou prejudica de alguma forma e você engole quietinha acontecerão duas coisas, ambas ruins:
1ª- Essa mesma pessoa fará outra vez, ou com você ou com alguém.
2ª- Você se sentirá pequenina e fraca, coisa que não é de forma alguma!


Eu já engoli algumas ofensas na vida. Hoje não mais. Se eu não gosto eu falo. Sempre. Com educação pois não dá para revidar na mesma moeda mas sempre falo. E a sensação de poder e de controle sobre a minha própria vida que vêm depois de falar são enormes!

Então eu digo a mim mesma quando eu me sinto agredida de algum modo: Elaine, não se reprima! Se você não falar vai ficar com um nó no estômago e um espinho no coração.
Curioso é que, geralmente, a raiva passa só de ter falado…


E você? Engole quieta/o ou fala?

pravc_divs_25

Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

49 comentários , comente também!

  1. Excelente a sua atitude!
    Eu mando ver também! rsrsrs
    Tô nem aí!
    Seu blog tem um visual fofinho!
    Parabénsss...!!!

    ResponderExcluir
  2. Eu procuro não mandar ver na hora, deixo passar o tempo e depois comento bem calmamente.
    Mas isso não é virtude minha é que sou lerdo mesmo, a ficha demora pra cair.

    Beijão e bom dia!

    ResponderExcluir
  3. Sei não... às vezes eu fico quieta... não é questão de engolir calada, mas dependendo da pessoa (e eu infelizmente convivo com algumas), falar por último é muito importante, então fico calada para o assunto não render mais.
    beijo Elaine!

    ResponderExcluir
  4. Procuro falar quando a raiva passa,se a pessoa vale a pena e gosto, falo sim com palavras coerentes pra ser entendida, falo como me sinto com determinada atitude dela. Tem casos que saio de cena porque realmente não muda minha vida,nem levo em consideração. Me afasto e deleto. bjs

    ResponderExcluir
  5. Oi linda!
    Bom dia!
    Eu tbm acho que não se deve guardar as coisas para si, se tem que falar fale! Né verdade?

    Amore, postei o selinho no blog e cumpri as regrinhas, tá?

    Beijão!

    ResponderExcluir
  6. Já engoli muitos sapos na minha vida, o lago lotou agora cuspo-os uma a um.
    A vida nos ensina e se deixarmos viramos capachos de certas pessoas.

    Bom dia!

    beijooo.

    ResponderExcluir
  7. Para falar a verdade eu sou meio esquentadinha, principalmente se falar meu nome em vão. Aí amiga, sei não!
    O caldeirão ferve!
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  8. eu tento o equilíbrio entre dizer e calar. não quero parecer encreiqueira, mas não quero engolir tudo. tento sempre pensar se será exagero ou não calar ou falar. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  9. Oi Elaine!
    A sua postagem dá uma boa reflexão! A minha mãe sempre dizia que ser hu milde demais as pessoas abusam e cheguei a conclusão que ela estava certa! Devemos sim sempre impor nossas opiniões e nunca deixar de falar, pois guardar mágoas só transmite doenças pro nosso corpo e pro nosso espírito.
    Também estou mudando aos poucos pois como você também já fui muito prejudicada.
    Um beijão enorme

    ResponderExcluir
  10. Tenho aprendido a respirar fundo, e esperar o melhor momento pra conversar.
    Reações no calor das emoções nos deixam 'mal-criadas!' rs.

    Bjs. Parabéns pelo post!

    ResponderExcluir
  11. Eu guardo, guardo, guardo, e um belo dia, "vomito" tudo aquilo que está lá dentro, me incomodando. Precisaria usar uma tática mais saudável, de que, a partir do momento que me incomodou, colocar para fora, de uma maneira educada. Mas, eu ainda chego lá: já consegui mudar tantas coisas em mim, que, com certeza, vou conseguir, pelo menos, amenizar esses meus rompantes!

    Bjs. Adorei o post.

    ResponderExcluir
  12. Que saudades eu estava desses textos tão verdadeiros, que me emocionam e tocam o fundo da minha alma.

    Sempre que leio, imagino vc contando de tantas verdades que vejo em cada palavra, ponto ou vírgula!!

    Que vc tenha um lindo fim de semana!!

    beijos

    ResponderExcluir
  13. Hmmm.. sem dúvida deveria falar, mas muitas vezes guardo! E faz muito mal, mesmo... :/

    Bjs! :)

    ResponderExcluir
  14. Oi Elaine...sabe que eu fico magoada,as vzs perco a paciência e falo coisas que me arrependo depois...é brabo viu,mas tenho me controlado mais(aprendendo ainda) agora guardo a mágoa e espero o tempo certo de falar com a pessoa..ai já tô com a cabeça fria e não troco os pés pelas mãos...ando meio chateada com minha melhor amiga,espero o momento certo pra sentar e falar...assim evito de perder uma amizade de anos..
    procuro ser sempre sincera e não gosto de medir palavras com as pessoas que gosto..

    Abraços a Vc e cada post fico mais encantada com o blog.

    ResponderExcluir
  15. Eu costumo falar tudo o que penso... calar me faz muuuuito mal. parece que vou explodir. Depois que 'boto a boca no mundo' melhoro logo!...rsrsrs

    ResponderExcluir
  16. Ai menina... sou meio de engolir.
    Tanto que estou com váaaaarios problemas de saúde e o principal deles indica muito isso: dor de estômago. Engulo sapos e mais sapos, depois passo mal. Sou escoladissima na cara de paisagem!!!!!! Fazer o que? Preciso mudar, mas ainda não consegui.... :(
    Beijos
    lelê

    ResponderExcluir
  17. Eu não gosto muito de falar na raiva não...
    As palavras depois de ditas não voltam mais pra boca, e eu acho que as vezes a gente acaba falando demais e pode se arrepender.
    Gosto de falar mais de caso pensado.

    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Nunca, NUNCAAAA finjo nada. Se não vou com a cara de alguém, a pessoa já vê estampado no meu rosto. Se não gosto de alguma atitude, idem. Às vezes solto o verbo, às vezes só minhas feições são o suficiente. Mas, finjir, NUNCA. Isso é o mesmo que se anular, que se diminuir por causa de outra pessoa. E, na boa, me amo muito para fazer isso.

    beijos!

    ResponderExcluir
  19. Querida eu abro o verbo!
    Falo mesmo!
    Participo do seu time!rs
    Linda ainda dá para participar da sua blogagem??

    bjkas
    Beta

    ResponderExcluir
  20. Uma amiga minha que é MÉDICA deu um excelente conselho:
    "Só tem uma coisa que, ao engolir, provoca uma indigestão que pode até virar um câncer: SAPO. Engula tudo o mais, coma o que quiser sem se importar de ficar gorda, mas não engula sapo." E eu adorei.
    Pena que nem sempre consigo obedecer... mas tento, sempre tento!

    Bjooo

    ResponderExcluir
  21. Como eu sou mto explosiva e espontanea...
    As vezes até qdo naum qria dizer...
    Acabo dizendo...
    Mas eu penso q é preferível cumprir com a verdade das emoções do q reprimí-las...
    Sinceridade acima de tdo...
    Por mais q ela doa... eu prefiro assim...
    Bjuuu com carinho
    E um fds espetaculoso pra ti...
    =)

    ResponderExcluir
  22. O meu problema é que eu só tenho respostas depois que aconteceu.
    Mas a vida ensina tanto!
    Hoje é meu aniversário. Envie um recadinho para mim
    Com carinho Monica

    ResponderExcluir
  23. Oi flor de melão...

    Olha esta história de engolir tudo caladinha pra mim já passou, foi-se o tempo em que ouvia coisas desagradaveis caladinha, hoje depois de muito penar, consegui mudar meu jeito de ser acredito que cresci muito nestes anos, hoje não deixo ninguem me machucar com atitudes ou palavras e ficar por isso mesmo... A vida nos ensina muiiiiiiiiito...

    melhor assim
    bjs
    bom fim de semana
    monica

    ResponderExcluir
  24. Oi, td bem?!

    Blog bonito :)

    Olha vim aqui para informar que estou a participar no desafio um pouco de mim!!

    Beijinho e bom fim de semana*

    ResponderExcluir
  25. to em fase de aprendizado, aprendendo a falar, agora com seu conselho que não fico quieta mesmo rsrsrsr, só preciso ter cuidado ao falar..é complicado, né?
    Minha amiga diz que o médico dela disse que engolir sapo, faz mal a saúde, rsrsr

    ResponderExcluir
  26. Oi Elaine como vc está querida?
    eu é que estou meio que sumida, problemas...mas é isso estou voltando aos poucos...
    bom as vezes Elaine eu não falo o que me chateia e isso realmente faz mal, tenho fé que um dia aprendo a colocar tudo pra fora.
    beijo grande!

    ResponderExcluir
  27. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  28. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  29. Elaine, não sou de engolir sapo nem desaforo. Retruco no ato e perco a cabeça fácil, fácil. Isso é um tremendo problema, mas me deixa leve, sabia? Depois que falei, nem lembro mais o que aconteceu....o problema é a maneira que falei...
    Bj

    ResponderExcluir
  30. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  31. Falo e já falei muito, só q às vezes não consigo me exprimir muito delicadamente... aí... Aff... Contudo mesmo assim, não me arrependo.

    Querida, bom fim de semana e muita paz!

    ResponderExcluir
  32. Depende... as vezes eu falo mesmo... outras vezes eu engulo... mas fico com aquilo entalado.., é horrível!!!

    Olha só... publiquei nesta sexta um monte de selos, prêmios, convites para campanha e a sua brincadeira que me repassaram durante um mês... imagina!? Tem selo para dar, vender, emprestar...rsrsrs
    Quero te repassar... calma, não são todos que estão lá rsrs ... quero lhe deixar a vontade para escolher qual vc quiser, pois seu blog é merecedor de todos.., e também quero lhe deixar a vontade para não publicar se não quiser... Ok!? Só quero que saiba que seu blog está em meus favoritos e para mim seu blog é merecedor de muito e muitos prêmios e selos.
    Bjks e tenha um ótimo final de semana.

    ResponderExcluir
  33. Elaine
    Depende da pessoa. Se for do chefe (que é uma pessoa legal mas sujeita a mau humores) eu engulo e espero passar. Se for de uma pessoa que eu não conheça muito bem, eu reajo. Afinal, ela não tem o direito de me magoar. Por último, se for de alguém muito querido, eu prefiro não falar nada por medo de feri-la.
    Não sei se estou certa ou errada em nenhuma das situações =]
    Um beijo pra você
    P.S. Este cantinho me deu uma alegria, sabe? Tive um dia cansativo, meu filho está doente e eu cheguei aqui nesse jardim florido com sua mensagem "Espero que seu dia tenha sido bom". Não foi, mas ouvir isso me confortou. Obrigada e desculpa pelo longo comentário. Não venho mais aqui por pura falta de tempo mesmo.

    ResponderExcluir
  34. Se alguem tenta dar um presente a outra pessoa, e esta não o aceita, de quem é o presente?

    Assim é quando alguém tenta te dar veneno. Claro que você não engole.
    Nada te impede de dar uma biffa na mão que segura o copo de veneno.

    Depende de quanto é seu grau de paciência e santidade.

    Mas jamais aceite. Deixe claro: "Daqui para dentro, sou EU! Cai fora!"
    A raiva que te protege é boa. Não é pecado.

    ResponderExcluir
  35. Querida amiga.
    É preciso mais do que nunca saber que cada atitude gera outras atitudes.
    Penso que se nossa opinião for útil, para que o outro cresça então ela deve ser externada. Caso contrário perde o sentido.
    Linda semana para ti.

    ResponderExcluir
  36. Eu falo,falo mesmo,senão morro engasgada na mesma noite.
    Eu sou esquentadinha mesmo.hehe
    Beijos

    ResponderExcluir
  37. Eu falo sim!
    Não sei me conter
    Nem engolir sapos... rsrs

    Mas a atitude tbm depende do momento e do que causou em mim...

    Bjos mil...

    ResponderExcluir
  38. Elaine,
    Uma vez eu fui muito magoada por uma pessoa que eu amava muito e reagi muito fortemente num momento de raiva e disse coisas que nunca deveria ter dito. Quando a raiva passou eu percebi que eu tinha sido dura demais e perdi a amizade daquela pessoa que naquele dia estava com um problema sério e acabou me magoando sem querer. Aquilo me serviu de liçao pro resto da minha vida. Aprendi que se pessoas que eu nao conheço ou nem tenho tanta amizade me magoam, eu apenas olho pra ela e dou um sorriso sarcástico que desarma totalmente a pessoa porque não era aquela atitude que ela esperava de mim, Ela fica pior que eu pode ter certeza disso.
    Quando alguém que eu amo me magoa hoje, eu deixo passar na hora para que eu não cometa o mesmo erro do passado e quando estou mais calma, converso com a pessoa e tudo fica bem até porque pode acontecer de nós mesmos magoarmos alguém inconscientemente e esperamos que essa pessoa nos perdoe tambem não é assim?
    Porém, existe uma coisa que não me segura... ver injustiças com alguém...isso eu não levo pra casa mesmo...é resolvido na mesma hora...doa a quem doer... de resto levo tudo sem estress pq muitas pessoas que me magoam não fazem diferença em minha vida...e se elas soubessem disso nao perderiam o tempo delas comigo.
    Bjs
    Marcia

    ResponderExcluir
  39. Olá,
    Tens razão no que dizes, mas quando a ofensa é muito grande eu prefiro deslizar para fora, porque considero que aquela pessoa não merece tanta importância!...
    Bjs,
    Marisa

    ResponderExcluir
  40. Eu também sou de responder, pelo menos na grande maioria das vezes. Excessão é quando me magoam e eu primeiro penso até se vale a pena falar ou deixar a pessoa prá lá, embora assumo que aquilo fica um tempo me chateando. Mas com os amigos eu sempre procuro uma boa hora para falar e esclarecer tudo, pois só assim dá para a relação seguir adiante sem problemas pendentes.
    E eu também gosto muito quando faço algo e a pessoa vem conversar comigo, pois nem sempre nos damos conta do que fizemos.

    ResponderExcluir
  41. Eu acho que quem fala o que não deve ouve o que não quer
    e isso ai menina
    bjs um otimo final de semana

    ResponderExcluir
  42. ELAINE..
    nossa...quarta-feira sofri agressoes verbais da minha inquilina e vizinha de apartamento, ela me ofendeu, me disse absurdos, e ainda por cima envolveu minha religião...
    olha em outras época eu tinha dado uma bolachada nela, mas minha filha chamando,,aaaae..
    atraz da porta me deu controle pra não perder a cabeça.
    mas xinguei, a altura do que ela me falou...sabe aquele grito que vem do útero????
    chamei de caloteira, mentirosa e sem vergonha...não disse mentira alguma, e ainda dei um discurso sobre se esconder atraz da bíblia como satã que se esconde finjindo ser Deus...
    ela trancou a porta..
    finalizei com um vai de retro satanás!!!!kkk dou risada agora, mas chorei compulsivamente durante muito tempo, fiquei arrazada, parecia que havia entrado em um ringue de boxe.
    odeio brigar...detesto confusão, mas não tenho sangue de barata e não consigo calar quando estou sendo agredida por alguém sem moral e razão.
    explodi.
    hoje estou melhor, mas não gosto da ideía de ter que matar um leão por dia pra não ter a sensação de que sou mais troxa do que realmente sou.
    preciso aprender a ser dura, não ter dó dos outros, ser implacável..
    mas que merda, eu acredito no ser humano, na bondade, e na melhora do planeta..
    seria eu uma tola útopica????

    bjkas no coração.
    uivos de indignação.
    loba.

    ResponderExcluir
  43. Elaine

    Eu não consigo... Nunca consigo dizer umas verdades, mesmo quando essa tá me engasgando!

    Tô tentando mudar isso, juro que tô!Mas mesmo quando tô taão aborrecida que parece que vou sufocar, quando olho pra pessoa na minha frente, penso no depois...

    E aí é batata!Fico pensando, poxa não devia ferir ele(a), depois vou me arrepender.

    E aí meu coração fica pesado e meu travesseiro é que aguenta!
    Minha irmã sempre me diz:Ju se solta!Fala menina, grita!!!

    Por isso uma das minhas "20 coisas" lá na blogagem coletiva de fim de ano, é desabafar com alguém, dizer umas verdades...

    Tentar eu vou, preciso muito aprender a pensar primeiro em mim!

    Ps: Tenho sentido sua falta lá em casa.

    Milhões de beijos

    ResponderExcluir
  44. Nossa Elaine, então as coisas parecem muito mais fácil do que realmente é, não é verdade?

    Falar... nossa eu falo muito, não gosto de ficar com sapo preso na garganta... é muito indigesto... Mas... perdi pessoas que amava demais por não falar no momento ou da maneira certa... sou pavio curto, tentando mudar... Mas será que natureza muda?

    Acho sim que as coisas tem que ser esclarecidas, mas no meu caso, o aprender é separar o que "é" daquilo que "acho que é" pois quantas são as coisas que interpretamos de forma errada, e quantas outras eram e deixamos de perceber?

    Eu não sou a pessoa mais virtuosa do mundo, sou chata arrogante e antipática... Sincera (muitas vezes grossa demais)... Mas claro com quem tenta me fazer de tapete... Será isso sintoma de insegurança?

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  45. Após me ferrar 4.897.657 vezes por não me reprimir, eu fico quieta agora.
    Não sei falar direito, ai, sempre acabo falando mais do que gostaria, ou escolho as palavras erradas, ou acabo não sendo tão educada qto deveria.
    Para não errar, opto pelo silêncio e me afasto da pessoa. Penso e se valer a pena conversar, falo qdo estiver mais calma. Mas depende da pessoa, só se for bem amiga mesmo. Se não, deixo quieto.
    Claro que não é sempre que consigo me segurar, de vez em qdo vejo e já falei.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  46. Ja fui muito de falar, de nao engulir nada. Hoje estou mais ponderada. Costumo falar, mais depois, com calma...

    Bjs
    Mah

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…