Uma experiência marcante em minha vida

em 4 de setembro de 2009

Quando a Mylla me convidou a participar desta blogagem eu soube de imediato o que iria contar. Afinal, foi algo tão marcante e definitivo que vale a pena compartilhar. Ficou com  vontade de saber o que é? Então senta que lá vem mais Um pouco de mim...

No ano de 1999 minha irmã ficou grávida pela 1ª vez. Ela ainda era solteira e se você leu meu post anterior pode calcular o baque que foi. Minha mãe a colocou prá fora de casa e ela foi morar com o namorado. Em janeiro, mais específicamente dia 06,ela nasceu. Ela quem? A menininha mais linda e mais importante da minha vida, a minha sobrinha e afilhada Ana Laura. E o momento que eu quero relatar é a primeira vez que eu a segurei nos braços. Ela era um bebezinho minúsculo, magrinha e bem frágil. Ficou muito doente no 1º ano de vida...Mas naquele dia de janeiro ela havia acabado de chegar do hospital, vinda para casa após um parto custoso. Sabe amor à primeira vista? Eu olhei, ela olhou e o amor mais profundo tomou conta de mim para sempre. Fiquei com ela no colo por muito tempo. E chorei muito, pois jamais amara uma criança antes. Sempre digo isso a ela: Lala, você foi a 1ª criança que eu amei. Peraí que estou chorando...
Então, como eu ia dizendo: ela e eu nos apaixonamos de cara. Naquele momento eu entendi um pouquinho do que uma mãe deve sentir ao segurar um filho recém-nascido nos braços. É indescritível. Hoje, passados 9 anos, eu posso dizer com certeza absoluta que faço qualquer coisa por essa menina. Sou madrinha dela e uma das poucas pessoas que ela ouve e cujas opiniões ela acata. Aos 9 anos ela já está descobrindo a leitura e aprendendo comigo. Ela é cheia de defeitos deliciosos, é mimada e cheia de liderança, amorosa e espontânea, a melhor aluna da classe. É capaz de comprar uma briga para defender o irmão e tem resposta prá tudo. Ama cor de rosa, chora por causa dos animais e conversa comigo de igual prá igual, uma mini-barbie mulata, vaidosa e cheia de marra.
É uma das pessoas mais importantes da minha vida e o momento em que a segurei nos braços pela primeira vez é o momento mais marcante dos últimos tempos em minha vida.

Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

20 comentários , comente também!

  1. Ah, eu sei o que isso! Foi o que senti quando "conheci" meu sobrinho mais velho, o Murilo, que hoje tá fazendo 8 aninhos amanhã! O mais interessante foi que sonhei com ele quando minha cunhada tava grávida e, no sonho, ele era igualzinho como era quando nasceu!

    É bom ser tia, né?

    (e eu tô chorando daqui! rsrs)

    Beijocas.

    ResponderExcluir
  2. Menina que emocionante... Eu lia secando as lágrimas, sabe as que caem no canto dos olhos? rsrsrs

    Legal conhecer seu lado maternal... Vc deve ser uma tia e tanto, uma amiga e tanto...

    Beijos cheio de carinho

    ResponderExcluir
  3. elaine linda essa estoria de amor,entre tia e sobrinha tbm tenho e sou apaixonada por elas porque tbm só tenho meninos,um bom fim de semana pra vc!

    ResponderExcluir
  4. Meu sobrinho mais velho este mês faz 15 anos. Era gostoso quando ele era criança, melhor quando todos eles eram, são 6. Mas ainda dá pra curtir sim.
    Abraço e bom final de semana.

    ResponderExcluir
  5. Elaine, história boa de ler! Imagino o qto este momento foi mágico!
    Beijo!

    ResponderExcluir
  6. Elaine!

    Ando meio confusa !!

    Mais vou participar desta promoção!

    Gostaria de me desculpar e ao
    mesmo tempo explicar a você a minha falta de comentários no seu blog! Quando vou postar coloco os post no Blog e vou me deitar! Coloco Maximo de posts possíveis, pois pode ser que no dia seguinte minha saúde não me permita postar!
    Leio os post de todos mais se parar para comentar não Dara tempo para terminar minhas postagens porque não posso passar tanto tempo no computador!

    O resto do dia o ele fica para pesquisa e uso de meus dois filhos!
    Não pense que é negligência visito a todos e amo cada blog de minhas listas e os seus donos!!

    Um ótimo Fim de semana prolongado!

    Um beijo grande
    Elaine

    ResponderExcluir
  7. Olha,como em todo texto seu, me maravilhei... Li di início ao fim e apaixonei... Esse texto é mágico mesmo...
    O texto do Olavo, da Angel, da Márcia, são espetaculares... só prá lembrar alguns e do Jorge é hilário!!!
    Estou amando saber que vc aceitarão dividir seus momentos comigo...
    bjão

    ResponderExcluir
  8. Ai Elaine, parabéns por essa dávida Divina! Que Deus abençoe e conserve com muita saúde, e ilumine os caminhos dela com paz, amor, alegrias, conquistas e realizações!

    Eu também tenho uma sobrinha, é a única, a primeira da minha família, é nosso xodó! Ela foi muito esperada, pensamos que não viria, porque minha irmã tem um problema congênito nos ovários, e levou 4 anos para ela conseguir engravidar. Ficamos ansiosos, imaginando se ela viria perfeita (devido aos tratamentos hormonais), se o parto correria bem, e depois de 9 meses e meio (preguiçosa como a tia aqui) ela vio ao mundo! Em 16/08 deste ano, ela completou 2 anos, e eu não me canso de babar por ela, qdo ela disse a 1ª palavrinha, qdo ela aprendeu a andar, qdo ela disse alguma coisa que parecia "tiááá"! É uma delícia! Eu ainda quero ter filhos, mas até lá, vou estragar muito essa menina!!! =^^=

    Ah! Eu criei meu próprio "link me"! Estou tão feliz! =D

    Passa lá para dar uma olhadinha?

    Bjaum!

    ResponderExcluir
  9. BOM DIA!
    VENHA E PARTICIPE!
    ESTE MOMENTO É MUITO ESPECIAL PARA MIM.
    FOI COM MUITA DEDICAÇÃO QUE CHEGUEI ATÉ AQUI.
    COM ESTE LINDO BLOG.
    PORTANTO CONVIDO A VC. PARA A BLOGAGEM COLETIVA.
    VENHA PARTICIPAR.
    COM MUITO CARINHO
    SANDRA

    ResponderExcluir
  10. Lindo mesmo, pode crer q´é por aí amor de mãe pra filho, eu amo minha sobrinha sem diferença do amor q tenho pela minha sobrinha..

    ResponderExcluir
  11. Eu sei bem do que se trata. Tenho dois sobrinhos "postiços" são sobrinhos do meu ex, mas eu os vi nascer, participei e participo de tudo na vida deles.
    É um amor que não se explica, nossa afinidade é muito grande.
    Eu amo os dois, mas (que a mãe deles não leia isso rs) meu xodó é o mais velho.
    Eu os considero meus sobrinhos mais do que de sangue, de coração.
    Amo crianças. Parabéns QQ

    ResponderExcluir
  12. Elaine,

    Que momento mágico deve ter sido, segurar a sobrinha no colo pela primeira vez. Não tenho sobrinhos, ainda, mas tenho um primo de 2 anos que é assombrosamente esperto e me faz rir muito. Criança é tudo de bom.

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  13. Elaine, que amor!
    Tudo na vida tem o lado positivo, basta nós querermos enxergar... Apesar de todo o sofrimento da sua irmã, olha só o presente que Deus deu a ela e a você, de tabela!
    Tive uma experiência assim também, de amor à primeira vista, com a minha irmã caçula, quando nasceu. A 1ª também que eu amara de cara e que dou o sangue se precisar! É amor incondicional, querida!
    Não contei desta vez esta minha experiência marcante, pois já contara em blogagem anterior...
    Foi bom te conhecer um pouco mais e ver que temos algo em comum...
    Bjs, querida!
    *****
    Respondendo sua pergunta deixada em meu blog, sou formada em Geografia, exerci alguns anos logo depois que me formei, mas hohe trabalho em um banco...

    ResponderExcluir
  14. Fiquei emocionada...rsrs... lindo relato, a ligação entre vocês duas deve ser realmente muito profunda!
    Se soubesse dessa blogagem antes, também teria participado... pena que a data já passou!

    Obrigada por retribuir minha visita, Elaine, gostei mesmo da idéia "Uma carta para mim", acho até que isso tem efeito terapêutico! Dá pra pensar em tantas coisas...

    Beijão, e até a próxima!

    ResponderExcluir
  15. Elaine, eu até chorei quando li seu post, tão repleto de sentimento e amor.
    Vc sempre divide conosco coisas tão intensas e preciosas para vc, é realmente uma coisa especial para mim ler isto, sabia?
    Bj para vc e para a "mini-barbie mulata, vaidosa e cheia de marra".

    ResponderExcluir
  16. Uma criança é sempre uma esperança que se acende e quando nos aproximamos de uma, olhamos dentro de seus olhos vemos a imagem de Deus refletida neles. Aquela paz e doçura invade nossa alma e nos prende para sempre.
    Sei bem o que é isto. Adorei sua história.
    abraço... Participarei da blogagem coletiva. é só avisar quando será...
    Abração
    angel

    ResponderExcluir
  17. Elaine,

    Fiquei emocionada com seu comentário, percebo pelos seus posts e comentários uma pessoa sensível, de coração enorme, e acima de tudo, que tem muito a ensinar.
    Muito obrigada pelas palavras, e parabéns pela pessoa forte que se tornou,pelas durezas da vida não te fazer perder a doçura... E que venham mais contos, pois adoro todos eles, e depois do que me contou, adoro ainda mais!


    Beijo enorme de imenso carinho, e que você tenha um fim de semana e feriado maravilhoso!

    ResponderExcluir
  18. Que lindo este amor Elaine! As crianças tem este dom, o de nos conquistar assim que chegam ao mundo e é bom demais este sentimento tão puro. Também estou particapando. Beijos carinhosos amiga e parabéns por esta bela participação! Ah! Beijinhos mil em Ana Laura...

    ResponderExcluir
  19. Nossa, Elaine!

    Que lindo!
    Amo crianças e vejo o amor sincero delas com grande alegria. O amor de um adulto por elas significa muito e o seu, com certeza, é muito importante pra sua sobrinha. Que legal você descrevê-la tão bem...

    Um beijo,
    Talita.

    ResponderExcluir
  20. INCRÍVEL,COMO CERTOS PEQUENINOS,TEM O PODER DE DESPERTAR EM NÓS SENTIMENTOS ÚNICOS
    BEIJOS

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…