Da fé de cada um

em 9 de setembro de 2009

Antes de começar, um recadinho:
Ju, do blog Levemente doce e Paty Araújo: quero muito comentar nos blogs de vocês mas não estou conseguindo. Não sei se é  só comigo mas acho que formulário de comentários está com problemas.
Agora, o post:

Qual a sua religião? Religião é importante para definir o caráter? Religião se discute?
Eu sou católica. Sempre fui, desde pequena. E durante os últimos 5 anos fui coordenadora de um grupo de oração. Minha formação ética e moral é católica. Meus conceitos são predominantemente católicos. Mas não sou tapada. Sei perfeitamente que na Igreja católica existem equívocos e erros. Existem bons católicos. E maus católicos.
E sei também que existem bons e maus evangélicos. E bons e maus espíritas. Existem pessoas boas e más em qualquer lugar. E se você acha que o fanático, o explorador, o hipócrita e o dissimulado está no templo ao lado, engana-se: ele pode estar  sentado ao seu lado.
Portanto, falar mal da fé alheia é uma bobagem. Todos nós sabemos que em todas as igrejas existem aqueles que são fiéis. E sabemos que existem aqueles que prestam um desserviço à igreja ou religião que professam.
Eu particularmente fico muito triste quando falam mal da Igreja católica. E tem gente que fala mesmo para agredir. Assim como não compartilho quando ouço coisas negativas sobre a fé de quem quer que seja. Claro que tenho minhas opiniões mas só as dou a quem pede, e mesmo assim com gentileza. Nossa fé nos torna suscetíveis...
Tem uma coisa que eu tenho aprendido ao longo da vida: não adianta discutir religião. E tenho muito a aprender com todo mundo. E, sem falsa modéstia, também tenho a ensinar.
Blog é mesmo uma coisa fascinante: por aqui passam católicos, evangélicos, muçulmanos, espíritas, ateus...e cada um é único em sua essência. Eu acredito que esse interatividade dá certo por conta de um princípio básico que eu persigo: respeite para ser respeitado. Rotular este ou aquele por conta únicamente da fé que professa seria um erro. Falar daquilo que desconheço também seria um erro. E calar quando injuriam minha fé também.

Ideia "roubada" da Sheila.
E para você? Qual a importância da religião? Diz aí...

Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

41 comentários , comente também!

  1. Nasci evangélica, estou afastada, sinto a nescessidade de voltar. Preciso de um templo pra cultuar o meu Deus, mas qdo estou ciente q estou fazendo algo q não é do agrado Dele, me afasto, quase q assim, nao consigo olhar nos olhos. Não discuto religião. Nunca. Se isso acontecer sempre alguem acaba magoando ou magoado. Então melhor calar e se for pra falar que não seje sobre religião que seje sobre Ele Deus.

    Bjinhos em Ti
    Mah

    ResponderExcluir
  2. achei seu post perfeito, até pq sou muçulmana e o que não falta é gente sem conhecimento falando da minha religião baseado no que lêem erradamente na TV ou no que alguns poucos mal muçulmanos fazem.. mas é isso que dá ibope, infelizmente!!

    respeito mto a fé católica, já q toda minha familia é e até meu tio é padre, ou seja, vivo em seminário ehehe pena que nem todos seguem mtos preceitos mais, não acho que a igreja catolica esteja errada em mtas coisas, só q essa vontade de modernizar é que está fazendo mta coisa se perder.. pra mim, até em latim a missa tinha q ser rezada, para manter uma unidade nas coisas.. ehehe mas isso é um papo mto longo!!! beijos

    ResponderExcluir
  3. O que é importante não é a religão e sim...a fé...o senhor DEUS, o nosso pai supremo.

    Sou do Candomblé...culto dos orixás.

    Adorei o post...viu.


    abraços


    Hugo

    ResponderExcluir
  4. Sou catolica porem respeito todas as religiões ja fui ofendida por acreditar em Nossa Senhora Aparecida mas não revidei a ofença acho que o que realmente importa é o que se tem no coração que seu Deus seja bom e justo que te mostre o caminho do bem não importa em qual religião você o encontrou e sim o que aprendeu com ela.

    Pessoas más existem em qualquer lugar porque alguns são ruins não significa que todos serão.

    Bjos

    ResponderExcluir
  5. Já fui católica, espírita e hoje sou evangélica.
    É bom conhecer diferentes religiões para se optar por uma com a qual realmente nos identificamos.
    E, sinceramente, acredito que há uma base comum a quase todas elas: amor, respeito, caridade, fé, evolução/aprimoramento, constante aprendizagem. Pena que muitos não colocam esses itens em prática!!!
    Aprendo muito através do convívio com pessoas de religiões diversas.

    ResponderExcluir
  6. Eu sou uma incrédula. Mas, admiro quem acredita em Deus, quem segue uma religião, se isso lhe dá paz. Mas, não discuto religião, que costuma ser um pomo da discórdia. Cada um acredita ou não. Não vai ser você falando que vai mudar o que vai no coração do outro.
    Adorei seu post... bjs

    ResponderExcluir
  7. Oi Elaine!
    Primeiro deixa eu te dizer: muito obrigada pelo coment logo de manhã cedo, viu? Hoje meu dia foi melhor sim. Afinal o amanhã é sempre um novo dia e tudo pode ser diferente, já diz uma música que não lembro agora qual...

    Mas quanto ao seu post, acho que a religião em sí não importa não, assim como não importa a cor da pelo ou do cabelo, etc. Na minha opinião o importante é a fé. Mas não somente a fé, mas principalmente a ação. Porque penso que não adianta nada ter fé, se sua ação não corresponder aos principios da sua fé. Se vc tem fé no amor do seu Deus, então transmita esse amor aos outros. Se tem fé na bondade e misericórdia, seja assim com os outros, e por ai vai.
    Fé da boca pra fora não tem valor. Isso é o que eu penso...
    E pensando isso lembro da minha avózinha querida que foi tão maltratada pela vida e que hoje nem a fé dela (ela vai à missa todos os dias, reza vários terços o dia inteiro, faz novena, etc) é capaz de fazê-la por em prática os ensinamentos Dele... uma pena... Ela vive brigando com todo mundo... Então de quê adianta rezar tanto?!
    Eu também fui batizada na igreja católica, fiz primeira comunhão, fui muito à missa durante muito tempo (aos domingos), mas hoje não faço mais isso. Não porque deixei de ser católica ou mesmo de acreditar em Deus. Não! Eu (desculpem dizer) não vou muito com a cara dos padres... A grande maioria que tive contato, não vive o que prega... Não vou entrar muito no mérito da questão, porque religião, como diz o povo, é que nem nariz (eu modifiquei a palavra em respeito ao blog, à moral e aos bons costumes): cada um tem o seu!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. eu não poderia concordar mais com vc, seu texto é simplesmente perfeito! Odeio generalizações, existem pessoas mau-caráter de todos os tipos, sexo, religião, cor, nível social....

    amei o texto!

    bjos

    ResponderExcluir
  9. Da religião?
    Nenhuma, acredito que a importância está nas atitudes, independente de qual religião. E concordo com seu ponto de vista... Acho até que religião não salva ninguém vejo coisas erradas em todas, e certas também claro, nas que conheço,mas discutir seria iniciar um assunto sem fim...

    Lindona, já estou participando da sua blogagem, coletiva pelo "meu lado contido" fiquei muito feliz com o convite deixado em meu novo blog, e pelas boas vindas... Muito obrigada...

    Posso postar a mesma carta do outro blog (da postagem coletiva) lá também?

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Interessante seu post. Também sou católica, mas hoje reconheço que por influência da família.
    A tradição pede que a criança seja batizada ao nascer, fazendo dela católica involuntária. Comigo não foi diferente. Não me deram a chance de conhecer e depois decidir.
    Não concordo com esse método. Cresci e percebi que em nada me identificava com o catolicismo. Aliás se eu fosse escolher uma religião, simplesmente não escolheria nenhuma.
    Acredito que o importante é fazer o bem, respeitar o espaço de cada um, não desejar mal a ninguém e viver em paz com o mundo e consigo mesmo e pra isso não é preciso religião.
    Como dizem alguns, "Deus une as pessoas e a religião separa".
    Concordo com essa frase em gênero, número e grau.
    O fundamental é o amor e o respeito independente de que filosifia se segue.

    Tenha um bom dia!

    :)

    ResponderExcluir
  11. Nasci em uma familia catolica e assim fui criado..
    mas aos 30 anos conheci o espiritismo a doutrina espirita me fascinou com todas as respostas que eu procurava e nela me mantenho ate hj..
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Sou católica "não-praticante", como dizem. Ne verdade, o "nã´-praticante" se aplica somente ao fato de eu não ir à igreja. Cansei. Ficava muito triste quandi via que as pessoas faziam do momento de oração um momento
    "social". Vão à igreja para falar da vida alheia, da roupa alheia, daquela que está grávida... cansei e hoje me relaciono com Deus no meu interior. Falo com Ele quase todo instante. Esta é a minha religião.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  13. Olá Elaine!
    Eu não tenho religião, pois acredito que ela é uma bandeira que segregou e matou as pessoas mais importantes que já passaram nesta terra,(mas respeito quem tem a sua).
    Creio em Cristo e em seus principios, não que consiga seguilos,mas os tenho como uma busula.
    Concordo com você quando diz ser dificil falar sobre esse asunto, ainda mais em nossos tempos, onde tudo se faz em nome da fé.
    Sempre que a fé foi demosntrada sem Amor seus profesantes tornaram-se monstros e méros religiosos.
    Sobre o post, perfeito, parabéns!!!
    E independente de nosso credo, creiamos no Amor,pois la no final veremos que valeu a pena.
    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  14. Sou, como já te disse, meio aqui e meio ali. Mas não posso dizer que sou católica, seria hipocrisia, pq tem muita coisa da Igreja Católica que não sigo. Mas me sinto muito ligada ao catolicismo.
    Gosto muito do espiritismo kardecista tbém.
    Frequento bastante a igreja, para ir à missa ou outras celebrações. E tbém centros espíritas, onde gosto de ouvir palestras e receber passes, que dão uma enregia muito boa.Aliás, a igreja que frequento aqui, de freis capuchinhos, uma das mais tradicionais da cidade, tbém trabalha com psicologos, parapsicologos e energização pelas mãos. Muito legal.
    Acho que o preconceito contra a Igreja Católica vem de quem não conhece os preceitos e a história da mesma.
    Eita coisa linda que é...qto mais conheço, mais me encanto.
    Li os comentários acima, puxa, que legal, tem gente de várias religiões por aqui. Adorei ler.
    Sou devota de Nossa Senhora desde que me entendo por gente.
    E, independente de religião, fé é o que me faz seguir.
    beijos

    ResponderExcluir
  15. Concordo plenamente! Acho que cada um acredita no que mais lhe convier. Eu sou muit lógica e, por isso, fui em busca de algo que respondess,e de maneira lógica, as minhas perguntas. Mas, respeito a religião de cada um.

    E acho, também, que a religião não define se uma pessoa terá ética, moral ou caráter. Tem gente que é super religiosa e não vale um real. E tem gente que não tem religião definida, mas merecia ser canonisado. Ou seja, cada um com seu cada um, e deixa o cada um dos outros! :)

    beijos!

    ResponderExcluir
  16. Eu também queria participar. Mas sou meio burrinha. agora mesmo fui no consultorio de minha irmã e a secretaria me ajudou, ou melhor fez para mim. Mas não achei o seu endereço, para poder escrever uma carta para voCe.
    Será se eu escrever sem o selinho voce me aceita?

    Quanto a religião. Sou católica. Até o ano passado era catequista em minha paroquia no interior.
    Tenho fé na religião que professo independente dos padres , freiras e pessoas catolicas que as vezes dizem asneiras e faz com que muitos mudem de religião.
    Eu tenho muito respeito pelas outras religiões, sei que todas levam para um unico caminho: Deus e o céu.
    Depende de nossa atuação no mundo e vivencia de Fé.
    Com carinho
    Monica

    ResponderExcluir
  17. Mas bah, Elaine.
    Como dizia meu avô. política, futebol e religião, não se discute.
    Então sou Católico, Gremista e PT.
    Um abraço e parabéns pelo post.

    ResponderExcluir
  18. eu não tenho religião. eu me incomodo com o preconceito e as intolerâncias de muitas religiões. não gosto da premissa de que só aquela religião é que leva ao paraíso. acho que isso promove muito a intolerância religiosa. e acho que devemos respeitar a todos sem exceção, independente dos seus credos. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  19. Eu sou espírita, da Umbanda, mais precisamente. Conheci a religião católica e evangélica e me encontrei lá.

    Já cansei de enfrentar preconceitos a respeito, pois há muita gente desinformada que acha que todo espírita é macumbeiro, que Umbanda é coisa do demo. Cansei de explicar. Não levanto bandeiras, sou mais de sentir.

    Tenho minha fé e uma relação com Deus muito íntima, muito próxima e isso me basta.

    Um forte abraço

    ResponderExcluir
  20. Nasci em uma família católica, alguns mais outros menos, não acredito em religião no fundo acho que elas segregam as pessoas. Acredito em Deus e tenho uma fé inabalável Nele. Beijos.

    ResponderExcluir
  21. Oi Elaine
    Li seu post, fantástico! Sou católica desde que nasci, mas confesso que não leio muito a bíblia por duvidar de muita coisa que tem lá e não vou à missas. Se estou certa ou errada? Não sei, mas não tenho vontade. Ultimamente tenho me pego lendo literatura espírita, sempre me fascinou o tema, mas também filtro muito tudo que leio ou vejo, sei que existe muita "viagem" nesse tipo de assunto, mas procuro levar pra minha vida o que acho que dá pra aproveitar.
    Beijos
    Simone

    ResponderExcluir
  22. Oi Elaine,

    Sobre postar comentários no meu blog, acho que o problema estava nas letras de acesso, outros blogs postaram e aparentemente o problema foi resolvido. Torço pra que dê certo!

    Olha, sou católica(não praticante),
    devota de Nossa Senhora das Graças e de São Miguel Arcanjo. Penso que religião é muito pessoal...


    Beijos {\0/}

    ResponderExcluir
  23. ei elaine.. eu sou evangélica nascida e criada... mas acho q cada um sabe dakilo que acredita... e não tem nada a ver ficar cirticando e julgando a religião do outro. respeito acima de tudo!!! Bjks

    ResponderExcluir
  24. Nasci católica, fui batizada, crismada. mas sempre fui diferente de meus irmãos e irmãs... Ia a Igreja por imposição. Não me sentia bem ali, parecia um patinho fora d'água.
    Sempre achei que a religião católica não era o meu lugar... Pq não acreditava em certos conceitos impostos por ela. Sempre acreditei em Reencarnação...
    Então um dia me tornei Espírita. Encontrei as respostas que queria com a Religião... Me sinto bem e me sinto completa nela!
    A importância da religião prá mim está no fato da gente se sentir bem dentro dela, se ela completa vc!

    Bjão

    ResponderExcluir
  25. Oi Elaine! Eu concordo que religião não é assunto passível de discussão e argumentos. A crença de cada indivíduo é pessoal e intransferível, e graças a Deus, vivemos num país abençoado aonde preconceito religioso também é crime.

    Concordo com você no que se refere a pessoas boas e más, independente da religião que elas seguem ou acreditam. O bem e o mal, moram dentro de nós, e nossas decisões é que fazem a diferença.

    Obs.: tem um selo para você no meu blog, espero que goste! =^^=

    Bjinhu

    ResponderExcluir
  26. Oie!


    Então linda, o meu outro blog é esse aqui
    http://meuladocontido.blogspot.com/


    Beijos...

    ResponderExcluir
  27. Sou católica, mas não frequento igreja há um bom tempo, com uma exceção: meus filhos sempre estudaram no Colégio Marista São Francisco, aqui de Rio Grande e sempre fui às missas de encerramento do ano letivo. Ah, também fui à missa de formatura da minha filha e pretendo ir, no próximo ano, à de meu filho.
    Respeito todas as religiões e aqueles que as professam, mas cheguei à conclusão de que não precisamos de intermediários para comunicarmo-nos com Deus. Não costumo falar em religião, pois é um assunto que geralmente gera polêmicas, mas acredito que, havendo respeito às diferenças, não há motivo para que isso aconteça. Senti-me à vontade aqui para falar, graças às tuas palavras e dos demais que aqui se manifestaram. Beijos

    ResponderExcluir
  28. Elaine querida, não costumo professar minha fé, ainda mais aqui na blogosfera. Tenho problemas sérios com a intolerância alheia, detesto gente querendo me converter, não suporto preconceito. Qualquer comentário sobre a religião de outrem que não for respeitoso é uma agressão e um despropósito sem fim. Sou radical neste ponto. Sua religião não determina quem vc é, seus atos sim. Existem pessoas boas e más de qualquer cor, raça e religião. É só o que preciso saber para estabelecer minhas relações sociais.
    Como sempre, seus posts me fazem refletir,
    Bj

    ResponderExcluir
  29. "Se alguém entre vós cuida ser religioso, e não refreia a sua língua, antes engana o seu coração, a religião desse é vã." Tiago 1: 26

    Lendo os comentários a cima fiquei pensando em qual seria o motivo, a razão, que leva cada um a ter uma vida religiosa, seguir esta ou aquela religião.

    Abraço!!

    ResponderExcluir
  30. O que importa nesta vida é a fé, a roupagem é mero detalhes.
    Sem fé não temos nortes, caminhos a trilhar.
    Deus é uno!

    ResponderExcluir
  31. Olá Elaine,

    Desculpe a confusão...
    Eu (Tyna) que na verdade me chamo Silvia Cristina, criei uma nova conta e um novo blog. rs. Fiquei indecisa em excluir ou não o meu lado contido... Enfim, e no novo blog uso meu nome mesmo, já nesse (meu lado contido) us esse pseudonimo, que nada mais é que um apelido para meu segundo nome... Desculpa mesmo, então os dois blogs tem uma mesma dona, essa doida que criou essa confusão em sua cabeça....

    Beijos

    ResponderExcluir
  32. Olá minha querida! Eu sou católica, minha família tbém.O reli-gare é infinitamente importante para mim, tem momentos em que sozinho não podemos, não conseguimos seguir...
    Seja qual for a religião, se houver honestidade e respeito, só tem a acrescentar. Esse é um comentário da pessoa atrás da Madrasta entende?
    Agora Madrasta mode ON: Detesto discutir religião, tenho meus conceitos e não vou mudar, além de tudo é xatuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu pra kcete!hahahaha Bjinhos da Madrasta!

    ResponderExcluir
  33. Linda, já postei minha carta!

    bjkas

    ResponderExcluir
  34. Eu sou católica, aliás no meu blog isso aparece logo no início. Sou católica por cultura, por educação...por formação.
    Mas na verdade sou também uma pessoa espiritual, por isso convivo bem com estas coisas de religiões diferentes. Para mim o que interessa é o bem comum e cada um tentar superar as suas faltas e todos os dias ser uma pessoa melhor.
    Discutir religião, no sentido de querer provar qual é a melhor ou ficar a expor todos os problemas de uma crença, é para mim, pura perda de tempo e falta do que fazer.
    E por isso mantenho o catolicismo e o meu habibi o islamismo.

    ResponderExcluir
  35. amiga te mando um sim,mas ficou tao feio me passa o endereço,que vou te dar de presente beijaoooo

    ResponderExcluir
  36. Bom dia!!!
    venho por indicação de um amigo.. Fulvio Ribeiro (http://fulviocandido.blogspot.com/)
    Muito legal seu blog.. bastante motivante e interatividade total!

    Parabens!

    Conheça o meu blog (http://raphaelrodriguez.wordpress.com/)

    Um grande abraõ e espero podermos trocar muitas experiências..

    @RaphaelRodrigues

    ResponderExcluir
  37. Querida, minha opinião bate quase integralmente com a sua, religião é acima de tudo, ou pelo menos deveria ser amor a Deus, nisto envolve-se principalmente o amor ao próximo. O que ocorre no entanto, como todos podemos observar, é intolerância por todos os lados. As pessoas não se conscientizaram e talvez isto não aconteça, de que independentemente da religião praticada, somos todos irmãos e estamos no mesmo barco da expiação. Voce é minha irmã, o muçulmano é meu irmão, o espíritualista é meu irmão, o evangélico, também é meu irmão, e assim por diante.
    Quanto a intolerância que comentei, pessoas realmentes tementes ao Criador, seja lá o nome que Lhe dê, sabem que um dia terão fatalmente que prestar contas a Ele de seus atos e aí, saberão que a verdadeira FÉ é aquela baseada na PIEDADE e na COMPAIXÃO.
    Veja bem, esta é apenas a minha humilde opinião.
    Gostaria de lhe convidar a visitar e participar de meu blog: sampaio.blogspot.com
    Beijocas fraternais.

    ResponderExcluir
  38. Muito boa a sua colocação, gostei! Realmente o importante é respeitar cada um... mas pra mim quem estraga as religiões, todas elas, são ALGUNS SERES HUMANOS, Deus definitivamente nada tem com isso... beijo, beijo! She

    ResponderExcluir
  39. Sou Católica e não tenho nada contra Religião ou Crença de ninguém,
    respeito a todos e acho que Fé não se discute.
    Simplesmente perfeita sua colocação!
    Era tudo o que eu gostaria de dizer.
    bjs de luz no seu coração.

    ResponderExcluir
  40. Gostei muito de sua colocação,realmente o que falta a muitos é respeitar o Sagrado de cada um.
    Sou Católica e vejo o quanto somos vítimas de ataques de pessoas maldosas,é triste!Religião,seja qual for,leva sempre ao mesmo Pai,então não vejo razão pra discutir.Será que Deus gosta de ver seus filhos nessas discórdias?
    Somos filhos do mesmo Pai!
    Que Deus abençoe a todos!beijos.

    ResponderExcluir
  41. Eu sou evangélica!!!
    Eu aprendi na Palavra de Deus, a Bíblia, em Romanos 11:36, que "Dele, por Ele, e para Ele (CRISTO), são todas as coisas; glórias pois a Ele, eternamente. AMÉM!
    Então eu não discuto religião, EU VIVO CRISTO.
    Amo o pecador e rejeito o pecado.
    Que Deus, na sua infinita misericórdia, nos abençoe a todos. Bjs.

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…