Dia de fúria

em 25 de agosto de 2009




Eu não gosto de sentir raiva, sabe? De jeito nenhum. Mas isso não quer dizer que eu consiga sempre ser boa e paciente. E tenho momentos de raiva intensa. Mas eu acredito que os sentimentos por si só não são bons nem ruins. Bom ou ruim é o que fazemos a partir dos sentimentos. Eu posso amar profundamente mas se meu amor não me move sequer a sorrir para a pessoa de que vale esse amor? O mesmo com a raiva; por si só ela não faz bem nem mal. O problema está em saber controlar a raiva. Pois raiva descontrolada gera maldade. E é isso que eu não gosto. Não gosto em mim, não gosto quando vejo nos outros...


Hoje eu comecei o dia com raiva. Muita. A ponto de perder a voz. Pode parecer exagero mas passei o dia sem dizer uma palavra, de tanta raiva. E raiva é muito debilitante.


Uma pessoa de quem eu gosto muito, mas muito mesmo, precisou fazer uma reforma urgente na casa dela; ela não tinha dinheiro e está com o nome sujo. Marido tem crédito em uma loja de materiais para construção e emprestou o próprio cadastro para a pessoa. A meu pedido. Ele foi na loja, negociou as parcelas e fez tudo o que podia. Semana passada venceu a 1ª parcela. Jacaré pagou? Nem a pessoa. Que teve a cara de pau de ir até a loja com metade do valor da parcela e dizer que exigia uma nova negociação pois não tinha conseguido guardar todo o valor. Marido recebeu uma ligação hoje dando conta do fato. Ele, que é um gentleman, nada me disse. Nem precisa, né? E tem mais: um cheque dele voltou por causa dessa mesma pessoa, que foi ao supermercado e disse que buscaria o cheque pré-datado um dia antes do vencimento. Você foi? Nem ela. O cheque foi devolvido pois marido não imaginava que ele seria depositado. Ele resolveu facilmente com a gerente do banco mas imagina só o transtorno? E de novo fui eu que intercedi... Se arrependimento matasse...
Mas agora, só de contar em palavras eu me sinto melhor... Blog-terapia rsrsrs

Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

28 comentários , comente também!

  1. A gente sente raiva não de fatos como este,em si.Pelo menos para mim o que me enfurece é outros imaginarem que podem nos fazer de idiotas,de mentir e nos enganar sem sequer uma explicação!

    Sua raiva é mais do que justificada até porque apenas a sentiu sem cometer nenhum ato violento por ela,e bem que seria merecido!

    Um beijo!Sonia Regina.

    ResponderExcluir
  2. Oi flor isso é triste e acredito que essa pessoa seja capaz de quebrar a amizade com vc por conta disso, ja me aconteceu mais de uma vez, agora so confio em Deus o restante que paguem a vista.

    A gente sempre acaba ficando com pena e ajudando e sobra sempre pros bonzinhos pagarem as contas.

    Bjos

    E sorte

    ResponderExcluir
  3. Oi Elaine, qto tempo!

    Ai menina, não tem quem não passe por isso... Nós seres humanos, por mais que desconfie da maioria das pessoas, não tem como não confiar em ninguém.

    O que eu acho pior nessas situações, é quando a pessoa não tem nem a consideração de te procurar para dar satisfação. Se chegasse em vc e explicasse que não teria o dinheiro no dia, a coisa poderia ter sido resolvida de outra forma, não é mesmo?

    Mas olha, ninguém tem sangue de barata, é muito difícil não ficar com raiva e pior ainda é que depois vem a mágoa. Porque dó quando a gente se importa com a pessoa, e ela trata a gente sem a consideração com a qual ela é tratada.

    Entrega na mão de Deus (ou de quem você acredita) que a Lei do Retorno existe para todos nós.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  4. Querida:
    Minha Mãe sempre diz que tem coisa que a gente não empresta nem para irmãos... calcinha, escova de dente e NOME... rs
    Aprendi levando tbém, pq nunca ouvimos os conselhos das mães :(
    Mas tente conversar com a "amiga" para que ela pelo menos pague, pq se brigar feio ela poderá usar como desculpa para não honrar o compromisso!
    Boa sorte!
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Já perdi bons amigos por causa disso. E quase perco a amizade de irmão mais velho por ter atitude como a sua. Aprendi a lição: dinheiro só se empresta pra pai e mãe.

    ResponderExcluir
  6. Olha Elaine,
    uma coisa eu já aprendi na minha vida,se uma pessoa não consegue manter o nome dela limpo ela não vai se preocupar com o nome dos outros, mesmo sendo amiga da gente.
    Como eu aprendi? Quebrando a cara como vc.
    Bjs e bola pra frente porque atrás sempre vem gente.

    ResponderExcluir
  7. Elaine, falta de bom senso total né?
    Eu herdei do ex-casamento, dívidas e mais dívidas, ainda não consegui saldá-las, mas sempre que preciso se crédito, recorro à mãe, não tem jeito, mas religiosamente, pago as parcelas em dia, afinal quem paga bem, tem crédito sempre nem que seja com a mãe, até eu conseguir quitar tudo!
    Beijos e fica bem tá?

    ResponderExcluir
  8. Ahhhh Elaine....isso é para ficar com muita, mas muita raiva mesmo.
    Que cara-de-pau!! Que feio. Pior que ficar com o nome sujo, é se comportar assim e ficar sem amigo, sem ter a quem recorrer.
    Não fique muda de raiva não, não engole isso pq só faz mal, para o corpo e para alma. Põe para fora (o blog realmente ajuda)!!
    Um beijo,
    Alê

    ResponderExcluir
  9. Nossa Elaine, que chato... mas, pode ter certeza, que isto já aconteceu ou vai acontecer com todo mundo... tinha um "amigo" que pediu um cheque ao meu marido, na época ainda meu namorado, prá pagar o conserto do carro (ele tinha filho pequeno doente, sabe como é, ficamos com o coração apertado e ajudamos...)Resumindo: o cheque voltou em uma cidade bem longe da nossa e ainda tive que dar meu jeito de ir lá resgatar o tal cheque... aff... mas a gente aprende assim mesmo...

    Sei que à vezes a raiva é incontrolável. Mas procure pensar em outras coisas (boas, de preferência, rs).

    Ah! Lembrei de vc este final de semana! Achei um cachorrinho na rua e cuidei dele! Depois vou contar a história lá no blog.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. O segredo é:se me pedem eu dou, nunca empresto. Não passo raiva nunca pois dei de bom grado.Emprestar? De jeito nenhum.A vantagem de dar é que sempre há a possibilidade de receber de volta.

    Beijão do amigão!

    ResponderExcluir
  11. Menina, já passei por isso VÁRIAS vezes. Por isso aprendi que, por maior que seja a amizade, não dá pra enmvolver dinheiro. Hoje em dia não misturo as coisas jamais. Até com familiares eu penso mil vezes.

    ResponderExcluir
  12. Nossa que situação mais chata, realmente dá raiva, bate aquele arrependimento...
    Nome da gente é muito importante, emprestar cheque, cartão às vezes é uma grande furada!!

    Que Deus te mostre o caminho para solucionar seu problema e se precisar, conte comigo!

    E viva o blog terapia!

    bjks

    ResponderExcluir
  13. O que mais essa pessoa precisará fazer para "marido" perceber que esse cidadão não é alguem confiável...
    E que teriam menos problemas se o tirassem do meio de vcs?

    Amizade, ok!
    Abuso, nunca!

    Compartilho de sua raiva.. odeio quem não cumpre!
    Quem acha que amizade é mão única!

    bj

    ResponderExcluir
  14. bah... ninguém merece gente assim! muita cara de pau! espero q tudo se resolva. bjos

    ResponderExcluir
  15. xii amiga isso é muito chato mesmo,nao tem dinheiro e querem fazer obras e gastar o que não teêm e depois vão pedir aos amigos quando não teêm também para lhes pagar,se fosse mesmo dado agora só emprestado,assim não dá e ainda usou o teu nome puxa.
    É de ficar um bocado furiosa sim,mas ainda bem que desabafaste e te sentes melhor,também isso há-de se resolver.
    beijinhos

    ResponderExcluir
  16. Olha amiga, já cai neste papo, fui parar no Serasa, fiquei com muita raiva e disse a mim mesma que nunca mais! Pelamor, tem gente que não se toca, por isso que não tem crédito em nenhum lugar! Calma, tá? Um beijo!

    ResponderExcluir
  17. Menina isso é um horror!!!
    Depois a gente não empresta e somos as erradas!
    Falta de vergonha na cara né?

    Em relação a promoção do blog, eu tb nunca ganho, mas quem sabe vc dá sorte??

    Adorei dar comida pra sua cachorrinha! rs

    bjkas

    ResponderExcluir
  18. raiva é um sentimento normal e infelizmente essa corrente de auto ajuda fica negando esse sentimento o q é péssimo. é como a febre, é pra mostrar q algo não está bem. e para refletirmos ou pr anos defendermos. claro, não é pq temos raiva q vamos agredir, descontar em alguém, mas é sinal de q algo saiu do compasso e às vezes colocar os pingos nos iii é importante. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  19. O que lhe digo?
    Respire fundo porque o mundo está cheio de gente assim, infelizmente.
    Com carinho Monica
    Mas não deixe como está.

    ResponderExcluir
  20. Elaine,

    Me identifiquei demais com o teu desabafo!!!!!!!!
    E quando essas coisas acontecem dentro da família? É de enlouquecer...

    Beijos

    P.S. Teu blog é lindo.

    ResponderExcluir
  21. Ao contrário do que vc disse, a emoção ruim se manifestou em vc através da não fala.
    Sei que vc só quis desabafar mas ao emprestar o dinheiro tinha a possibilidade dessa pessoa não ter condições de te pagar, enfim...dá próxima vez coloque essa possibilidade na conta.
    Fica bem!
    Um grande abraço!
    bj

    ResponderExcluir
  22. Nossa, Elaine!
    Tenho o maior medo dessas coisas. Corro a 1.000 km/h dessas amizades que são aproveitadoras da nossa boa vontade.

    Espero, sinceramente, que tudo se resolva. ;)

    ...
    Conheço e acompanho o trabalho no seu blog de indicar blogs que você gosta. Fico lisinjeada e agradecida pela homenagem, viu? Foi muito bom e gratificante ver o Bicha Fêmea ser indicado por aqui. :)
    Muitíssmo obrigada! Já vou colocar o selinho meigo que você fez para o Bicha no meu espaço criado especialmente para isso.
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  23. Oie, tem um selinho mãe blogueira para vc... bjs

    ResponderExcluir
  24. Ai meu Deus...
    Olha, eu sei que tu já sabes, mas deves ser daquelas pessoas de coração de manteiga, mas essas coisas a gente não faz pra ninguém não... Eu acho que só faria pra minha mãe. Uma vez meu irmao veio aqui me visitar e pediu pra eu alugar um carro pra ele. Fiz tudo no meu nome e entreguei a chave pra ele. Moral: ele foi multado por estacionar em lugar proibido, nunca me disse nada, e eu só soube quando a multa veio no meu cartão de crédito que a locadora cobrou... Mana, jurei nunca mais. Não faça não... Nem vc, nem seu marido...
    Beijo.

    ResponderExcluir
  25. Ah Elaine! Eu entendo perfeitamente sua raiva, pois já passei por isto.
    E te digo uma coisa nunca mais faço um favor deste nível, a não ser que seja caso de vida ou morte, tipo para pagar um hospital, sei lá, tem que ser muito grave.
    Porque as pessoas não tem a mínima consideração e se duvidar, você vai reclamar e ela ainda diz que está certa e vc é que está errada. Não faça mais este tipo de favor, não vale a pena. Quer dizer até que vale no sentido de que fircamos sabendo que estas pessoas não são confiáveis e nem sequer servem para ser nossos amigos, lamentavelmente as pessoas se aproveitam de nosso coração derretido para fazer estas sacanagens.
    Beijos amiga e não faça mais isto!!!
    Só em caso de vida ou morte, rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  26. Tbém prefiro ficar quieta qdo estou com muita raiva, pq se eu falo,acabo me arrependendo depois.
    Gostei muito dessa parte que fala que não importa o que a gente sente, mas o que a faz com o sentimento.
    Concordo. Pensamentos não podem ser controlados (alguns, né, acredito que muitos podem), mas atitudes sim.
    E já tive probelmas assim tbém, gente cara de pau mesmo.
    bjos

    ResponderExcluir
  27. Infelizmente é cada vez mais comum nos oferecermos pra ajudar ao próximo e nos darmos mal por causa disso!

    ResponderExcluir
  28. Infelizmente é cada vez mais comum nos oferecermos pra ajudar ao próximo e nos darmos mal por causa disso!

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…