Título difícil...ou sem título que sirva.

em 2 de julho de 2009



Acabei de ler A cidade do sol. Li quase que num fôlego só, quase sem parar, quase sem querer que terminasse...Um relato pungente, doído e absolutamente estarrecedor que prende a gente desde o começo. Mas não é bem do livro em si que eu quero falar, e sim de uma fala específica que me fez pensar...

A certa altura do livro a personagem Nana diz algo para a pequena Mariam: "Aprenda isso de uma vez por todas, filha:assim como uma bússola precisa apontar para o norte, assim também o dedo acusador de um homem sempre encontra uma mulher à sua frente. Sempre. Nunca se esqueça disso."

Fiquei pensando:

Quantas e quantas vezes eu já ouvi relatos de violência contra a mulher! E quase sempre alguém pergunta:"Mas será que ela não deu motivo?". Quantas estórias de estupro eu conheço e sempre tem alguém dizendo: "Foi ela que provocou. Também, com essas roupas...". Isso que na maioria dos casos se tratava de meninas tão pequenas que só um idiota para julgá-las capazes de seduzir um homem feito...Em casos de traição masculina a culpa também recai sobre a mulher traída: "Se ele buscou fora é porque não tinha em casa." Se ela trai, é uma vadia, mas se é ele o infiel ela é uma esposa ruim... Quando um filho se envolve em confusão a culpa é de quem? Da mãe que não educou o filho e não foi uma mãe presente, que ficava fora de casa só pensando em trabalhar. E quando a família passa dificuldades econômicas a culpa é da preguiçosa que não sai para ajudar o pobre pai de família...Se ela reage à violência é uma louca, mal amada e masculinizada. Se não reage é uma pamonha, abjeta e inútil que não consegue se defender...

Que o mundo é injusto com as mulheres não é novidade alguma. Que algumas mulheres fazem eco à injustiça também não é novidade. Mas eu quero fazer parte da geração que não queimou sutiã, que não viveu a liberação do amor livre e não cresceu à sombra do feminismo e ainda assim fez a diferença! É uma tristeza que mulheres se posicionem contra mulheres, apontando esse "dedo acusador" de que falo no começo do post apenas por comodismo, ciúme ou competição... Não se trata de corporativismo mas sim de bom senso em ficar do lado em que, mesmo não vendo, todas estamos...
Atenção!!!
Continue votando nos posts relacionados logo abaixo! A votação vai até domingo!
Conto com a sua participação!

Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

28 comentários , comente também!

  1. Eu penso que em casos como violencia domestica, estupro, agressao psicologica e tantos outros, não se justificam por mal comportamento algum. Pior ainda é ver gente de cabeça pequena apontando o dedo pro lado errado.
    Beijos e boa semana!

    ResponderExcluir
  2. Menina, também li esse livro e amei!!!! Assim como amei O Caçador de Pipas. É demais, né?

    Tem selinho pra vc no meu blog!

    beijos!

    ResponderExcluir
  3. Sim, é muito triste a discriminação de mulher contra mulher. Se ela fica com o marido agressor é porque gosta de apanhar, se apanhou é porque provocou, se não trabalha é uma vagabunda, sim, o preconceito também está, e muito na boca da própria mulher. Se enfrenta e parte pro ataque é machona. Se grita é mal amada. A lista é grande.

    É preciso irmos nos conscientizando disso, muito bem lembrado.

    Elaine, peço desculpas por não estar comentando aqui como deveria, não estou tendo condições de ler os textos da sua promoção, porque estou completamente sem tempo, mas louvo a sua iniciativa. Prometo que vou me esforçar para ler todos, porque gostei dessa sua iniciativa, é que no momento não estou conseguindo mesmo.

    Um forte abraço.

    ResponderExcluir
  4. Belas, verdadeira, profundas e fortes palavras!!

    Viva a mulhereiras, tão guerreiras, mães, anjos, trabalhadoras que fazem tudo que um homem faz, mas de salto alto!!

    beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi, Elaine!

    Lembro-me bem dessa frase. É mesmo incrível como naquela cultura os homens são 'permitidos' à violência à mulher. Fecham-se os olhos e não há leis em defesa. Mas mesmo assim, num país como o nosso em que leis existem (apesar de não serem assim tão eficazes), há mulheres como sua prima que preferem viver no medo, na obscuridade à enfrentar uma mudança e tentar uma vida nova. Fico muito triste, mas ao mesmo tempo não me indigno, já que sei que é possível sair de situações de violência. Indignada fico com a situação de mulheres daquela cultura. Infelizmente até hoje as coisas são ainda obscuras por trás de casamentos arranjados.
    Um abraço,
    Talita.

    ResponderExcluir
  6. Eu não li este livro ainda. Vou ler assim que tiver disponivel na Biblioteca.
    Com carinho Monica

    OBS Pode votar de novo?

    ResponderExcluir
  7. Oi Elaine, este livro ainda não li, estou lendo a triologia de Eragon (bem melhor que o filme), mas seu post fez me pensar em quantas vezes eu não ouvi exatamente o que você escreveu... Triste, né. Beijos

    ResponderExcluir
  8. Linda, a
    dorei seu post de hj, nos faz pensare muito. Temos a mnina de acusaros outros por certas atitudes. No caso de uma traição, as vezes a mulher era uma pessoa bacana, e o outro que não foi honesto cem por cento, no caso do estupro, por mais que a mulher provoque não há motivos para isso, MAS, eu defendo uma tese, posso?
    Hj em dia as crianças deixaram de ser crianças, mal completam 9 anos, e já querem beijar na boca, desde pequena a mãe compra um sapatino de saltinho alto, e acha lindo a filha rebolardançando funk com sainhas e shorts micros. Pintura é normal entre as crianças, e eu lhe pergunto, isso é certo?
    Na minha opinião não, pois as mães dessas meninas desde criança estão ensinando a filha a ser sdutora e vulgar. Sou contra mãe que acha a filha linod rebolando dançando funk com uma letra de música vulgar e apelativa. Acho sim que as mães de hj tem culpa em fazer com que certos tarados olhem diferentes para crianças pequenas. Sum é uma doença de fato, mas hj cada dia mais cedo a menina aprende a seduzir, aprende a ser vulgar e deixa de ser criança. Hj as meninas menstruam aos 9 e não brincam mais de casinha, hj as crianças tem filhos cedo, e perdem a virgindade precocemente, e é culpa de quem?
    Da mãe sim Elaine. Mãe é para educar, colcoar o pé no chão da menina e dizer que ela não tem idade para vestir tal coisa, andarde sapatinho alto, se pintar e pintar unha de vermelho. Hj mãe tem que mostrar que a menina tem que brincar de boneca, fazer atividades física para a menstruação não vir tão cedo.
    Sabe minha linda, hj temos que pensar bastante antes de sair acusando esses doentes piscóticos que veem fazendo tanta maldade para nossas crianças, mas poderíamos acusá-los vendo que mães estão sendo mães e educando a sua filha a ser e se portar como uma criança e não como uma mini mulher.
    Aff falei muito, rs...
    Me emploguei ...
    Um beijo imenso em seu coração e me desculpe a empolgação

    ResponderExcluir
  9. Menina seu blog é muito legal, adoro passar por aqui, e sem duvida nenhuma, concordo com suas palavras, não li o livro, mais meu deu muita vontade de ler...bjs

    ResponderExcluir
  10. Concordo com você, mas não podemos esquecer que hoje as responsabilidades, assim como o respeito são iguais.

    Beijão do amigão

    ResponderExcluir
  11. Elaine, esse livro é maravilhoso!
    Deixa eu falar uma coisa...sei que você é exigente com seu blog, então preciso te avisar que ele está demorando demais pra carregar. Não seriam esses bichinhos?? :)
    É só uma dica tá? Obrigada pelo carinho de sempre!
    Renata

    ResponderExcluir
  12. Elaine...

    Como disse no comentário lá na sua entrevista, sempre admirei a forma sincera como vc se descreve e se mostra. Mas passei a admirá-la ainda mais quando vi que é capaz de refletir e mudar sua posição sobre algo e rever seus conceitos. Esse post, depois do livro e de nossas breves mensagens pode mostrar claramente essa sua capacidade. Mais essa né? rsrsrs

    Parabéns por ser quem vc é.

    Beijos

    Lygia

    ResponderExcluir
  13. Obrigada pela visitinha.
    Vou votar mais.
    Com carinho Monica

    ResponderExcluir
  14. Oii Elaine Amei o texto de hoje, é pra refletir muito... parabéns!

    obrigada pela visita e comentário no blog viu, seja bem vinda sempre!

    beijuss=^.^=

    ResponderExcluir
  15. Hey, sou o Jheison, criador do selo “Melhor Texto”...

    Bom, você me perguntou se nos conhecíamos, eu creio que Não...

    Sei que você não enviou nada para mim a respeito do selo...

    Digo-lhe que para ganhar este selo não é necessário fazer nada....
    Resumindo, você deve apenas escrever um texto e posta-lo em seu blog, se por acaso eu encontrar seu texto, ler e gostar, ele já estará concorrendo ao selo, no final de cada mês estarei divulgando os 5 textos vencedores( os melhores na minha opinião)...

    São ao todo 12 selos, já foram entregue 6 selos ate agora, cada mês é distribuído um... caso você queira estar “mais perto” de receber um outro selo, basta posta-lo em seu blog e me avisar por e-mail ou comentário no meu blog... Lembrando o próximo selo será do mês de Julho, portanto só será aceitos textos que forem postados no mês de julho, do dia 1º até o dia 5 de cada mês são divulgados os textos vencedores...

    Sei que é meio complicado, portanto qualquer duvida não existe em me perguntar, responderei com o maior prazer... ^^
    E você também me perguntou onde encontrei seu blog, eu o encontrei no blog da Tyna, ela tem uma postagem sobre você, que fala da “Promoção Venha ler este post!”

    Aliais, parabéns por esta promoção, é uma ótima iniciativa, que ajudara muitos blogueiros a divulgar seus post’s.
    Grande abraço, desculpe-me por escrever de mais, é que quando gosto de alguém acabo exagerando nas palavras...

    Gostei de você, você parece ser uma pessoa boa...

    ResponderExcluir
  16. quero ler esse livro.. ainda mais agora depois dos seus comments!!
    qnt ao q comentou lá no blog.. eu SUPER apoio! é uma coisa de amor que transborda!
    ;) só quem sente sabe!
    se quiser conversar sobre isso, ou qq outra coisa basta adicionar no msn: sedux@hotmail.com estarei a disposição!
    kisses querida!

    ResponderExcluir
  17. ja tem premiados no blog meus pensamentos

    ResponderExcluir
  18. Oi Elaine!!!
    Passando pra uma visitinha e deixando aqui o meu abraço.
    Angela

    ResponderExcluir
  19. Sempre ouvi falar que para cada dedo que aponta em uma direção, outros quatro são apontados em direção contrária. Deus te abençoe.
    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  20. Quando morava em NY...encontrei, durante um curso de artes que eu frequentava, uma senhora da Arábia Saudita. Ela me contou um pouco do que eu já sabia sobre a vida das mulheres por lá. Um horror!
    Mas o que me espantou mesmo...foi o fato dela ter notado que o machismo tb existia na Big Apple.
    Segundo ela (eu concordo), lá "nas ärabias"isso é fruto de ignorância, da falta de cultura... Mas e nos EUA e no resto do mundo???
    As mulheres se veem como ameaças iminentes e criam homens preconceituosos.
    So sad...
    Abraços, Karina www.olhaqueuachei.com.br

    ResponderExcluir
  21. Passando para conhecer o seu blog... Ele foi tao recomendado pela Lulu!

    Estou gostando muito do que estou vendo... ops... lendo!

    Um grade abraço

    ResponderExcluir
  22. Tenha um otimo fim de semana
    Sucesso!
    Monica

    ResponderExcluir
  23. eiiiii....
    menina eu já lí sobre esse livro em uma dica em outro blog... eu acho interessantissima a maineira q o assunto parece ser aborddo nele.. ainda quero ler! Acho q tem coisas q nunca serão mudadas, existe mtas vistas gossas e as vezes de nossa parte tbm! beijosss

    ResponderExcluir
  24. Oi.
    Culpar a vítima é um modo que a sociedade machista preconceituosa achou para não assumir seus erros e não ter que mudar.
    bjos

    ResponderExcluir
  25. É verdade, a mulher é muito injustiçada.Se o homem trai, é por instinto maculino.Se a mulher trai, é uma vadia, e por aí vai essa balança injusta onde homens podem tudo e mulheres nada.
    E quanto a competição entre mulheres, por pior q seja, vai sempre existir.

    VIVA AS MULHERES!!! VCS PODEM TUUUUDO.rsrsrs.

    bjão Laine.

    ResponderExcluir
  26. Infelizmente não é nenhuma novidade para nós, todas as mulheres já perceberam na pele que o mundo é mais difícil para nós...

    ResponderExcluir
  27. É engraçada a relação que a gente desenvolve com alguns blogs, com o passar do tempo acabamos aprendendo a ler alguns blogs como quem ler um livro extenso demais. O seu e alguns outros são assim, as vezes estou angustiada e começo a folear as suas paginas só para desestressar e encontro cada coisa!!!!

    Adorei essa passagem de "A cidade do Sol", ainda não li o livro, mas só por esse paragrafo deu vontade de ler, concordo com vc sobre a violência contra a mulher é uma das coisas que costumo dizer em nas rodas de debate que frequento e até aqui em casa entre os homens de minha família, entre meus visinhos, violência contra a mulher é algo naturalizado nas comunidades populares de Recife, a cidade onde os indices de violência contra a mulher são gigantescos, os maiores do Brasil!!!

    As pessoas, homens e mulheres, agem como se fosse normal, essas frases que vc citou recorrente demais e quem fala algo a respeito é tido por chato/chata.

    Sou chata com orgulho, não me calo de jeito nenhum, que silêncio é omissão e quem cala consente, prefiro ser chata!!! Nada justifica um ato de violência, absolutamente NADA... Hoje, depois de quatro anos de prática pedagogica com crianças começo a ser contra até as palmadas nas crianças, pq persebo em meu dia-a-dia que um olhar e um tom de voz já é suficiente quanto a exemplar...

    Enfim, ta vendo como é bom folear seu livro/blog, em três tempos começo a pensar em outras coisas nada haver com minhas angustias... Isso deve ser o que a Tânia do "Xô Depressão" chama de blogterapia!!!

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…