Movimento Pela Criação do Alerta Amber no Brasil

em 25 de maio de 2009


Ao clicar no cartaz, conheça um pouco do blog Diga não à erotização infantil e saiba mais sobre a criação do Alerta Amber no Brasil.

"No Brasil não existem dados oficiais que determinem a quantidade de crianças e adolescentes desaparecidos anualmente, contudo, dos casos registrados, um percentual de 10 a 15% permanecem sem solução por um longo período de tempo, e, às vezes, jamais são resolvidos. Visando dar visibilidade a esta problemática a Secretaria Especial de Direitos Humanos, desde 2002, constituiu uma rede nacional de identificação e localização de crianças e adolescentes desaparecidos, com o objetivo de criar e articular serviços especializados de atendimento ao público e coordenar um esforço coletivo e de âmbito nacional para busca e localização dos desaparecidos. Hoje temos cadastrados no site da ReDesap 1.247 casos de crianças e adolescentes desaparecidos no país. Desde sua criação já foram solucionados 725 casos, sendo que se constatou que uma das causas mais comuns de desaparecimento é a fuga do lar por conflito familiar."

O texto acima foi retirado do site
http://www.desaparecidos.mj.gov.br/Desaparecidos/. Lá você pode obter uma lista das crianças desaparecidas separadas por estado.

E quais os motivos que levam uma criança a fugir de casa? E como prevenir o desaparecimento de uma criança pequena? Vou contar duas estórias:

Em 2005 a minha irmã fretou um ônibus para uma viagem à Aparecida do Norte, cidade muito conhecida no Brasil todo por abrigar o maior Santuário Mariano do mundo. Quem já visitou a cidade sabe o quanto ela fica lotada de turistas. Pois bem, minha irmão reuniu a família e muitos amigos e foi-se para Aparecida. Antes da saída do ônibus , dias antes aliás, eu pedi a ela que não levasse as crianças, de 5 e 4 anos. Eu estava com um pressentimento ruim. Mas como iam os pais, avós, tios e primos(menos eu) eles riram e disseram não ter problema nenhum. E foram. Pouco antes de virem embora minha irmã saiu para dar uma última volta pela feira e deixou as crianças com o pai e os avós e duas tias dentro de ônibus. Meu sobrinho dormiu mas a Ana Laura saiu sem que ninguém visse. Saiu, não viu a mamãe e foi procurar. Após algum tempo minha irmã voltou e cadê Ana Laura? Foi o caos...Mais de 40 pessoas procurando, e nada. Minha irmã conta que só fazia pensar em mim e no que eu havia dito: "Se você perder meus sobrinhos, nem se dê ao trabalho de voltar prá casa, hein!" Enquanto isso, eu em casa com o coração apertado, e mesmo sem saber do sumiço da pequena, rezando por todo mundo. Então, depois de muito desespero e mais de 3 horas depois a Ana Laura foi encontrada. Na verdade ela encontrou um posto de apoio ao romeiro e disse que tinha se perdido. Ficou sentadinha, sozinha, esperando. A graça de Deus foi que ela sabia falar o próprio nome, o nome da mãe, a cidade de onde veio...E todos ouviram pelos auto-falantes. Minha irmã voou e chegou até o posto de apoio antes de todo mundo e viu a pequena ali, sozinha. Para encurtar nunca mais ela deixou de levar a sério o que eu digo e a experiência ensinou muito. Com crianças pequenas o cuidado tem que ser constante; basta um segundo e cadê a criança?

Em meados dos anos 80 eu conheci um garoto vindo do Mato Grosso. Ele tinha 19 anos e trabalhava como servente de pedreiro. Muito bonito, de belos olhos azuis e com uma pele clarinha ele parecia menino criado no iogurte, sabe? Falava bem, tinha um jeito refinado e não falava da família. Naquela época não existia esse papo de ficar, a gente namorava ou não. Começamos a namorar. Ele então me contou que fugira de casa de carona, que vivia na fazenda do pai, que era bem de vida. O garoto era inclusive aprendiz de piloto, em fase de tirar brevê e tudo. Queria ser piloto da Aeronáutica e o pai queria que ele tocasse a fazenda. O clima foi piorando, ele fugiu. Veio parar aqui e para se manter trabalhou no que apareceu primeiro. Cerca de 2 meses depois que nos conhecemos ele decidiu voltar para casa. Estava arrependido. Lembro da última vez que o vi: era Festa da Lapa (festa tradicional aqui) e ele estava de mala pronta. Iria de carona num caminhão pois queria fazer surpresa. Depois de me beijar ele disse: "Vou levar a lembrança de uma gatinha paulista". E 1 mês depois ele me escreveu, dizendo que estava com saudades mas eu já estava de namorado novo então...Soube que ele havia sido aceito na Aeronáutica. Tão bonito, o garoto. Mas eu tinha 15 anos, gente? Como ir para o Mato Grosso? Mas ele voltou para casa e tudo se acertou. Mas poderia ter sido diferente, né?

Penso que só existe um modo de evitar que pessoas que amamos sumam de repente: Amando, conversando, entendendo, apoiando. Adolescentes fogem da violência nas famílias, crianças também. E denunciar maus tratos é dever de cada um. Em se tratando de agressão, tortura e violência doméstica não pode existir isso de cada um com seus problemas. Vivemos em sociedade e o mal que atinge o vizinho pode chegar até você.
Caso tenha notícia de alguma criança ou adolescente desaparecido, ligue 100. E se desconfiar de que uma criança tenha sido sequestrada, denuncie.

Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

11 comentários , comente também!

  1. Oi amiga, muito bonito divulgar essa causa
    bjs boa semana

    ResponderExcluir
  2. Oi Amiga,
    Também estou participando dessa blogagem!
    Bonito tezto! É mesmo, a gente não pode desgrudar o olho uma vez de criança pequena que ela some!!!
    mas Deus protege as crianças sempre!
    Vale a pena divulgar essa causa!!!
    Boa semana prá vc!!!
    bjs

    ResponderExcluir
  3. ahh essa realidade é tão triste... spo de pensar q existem coisas desse tipo bate uma tristeza!!! beijos e boa semana!

    ResponderExcluir
  4. OI lindona,
    morro de medo qdo saio com o meu filho, nem no mercado deixo ele sair do meu lado, fico fula da vida.
    O problema não é ele se perder, e sim algum mladoso pegá-lo e levá-lo longe de mim, por Deus, não sei como seria, aff...
    Adorei o post,
    E que susto com sua sobrinha hein?
    Acho que eu desmaiaria e não conseguiria me mover, rs...
    Um beijo grande e tenha uma semana abençoada

    ResponderExcluir
  5. Elaine, vim retribuir a visita e olha apaixonei pelo seu cantinho!!! Coração mais nobre e bem humorada!!! Voltarei sempre aki!
    Me visite tb, será sempre bem-vinda!

    bjokas mil

    =^.^=

    ResponderExcluir
  6. Oi amiga!
    Não estou conseguindo ser sua seguidora.
    Tentei e não deu certo. Outro dia vou tentar de novo.
    Quanto ao texto muito legal. Também estou participando na blogagem coletiva. No dia 18 já postei uma bem legal, inclusive com o trabalho de um grupo de alunos, da ex-escola que trabalhava.
    Um bj
    Sandra

    ResponderExcluir
  7. O seu comentário complementou meu post com uma importante informação, obrigado. Quanto a este post seu vou entrar nesta campanha.
    Conte comigo!
    regis@copperfield

    ResponderExcluir
  8. Elaine, falta amor nos lares que as crianças queiram fugir. Os adultos tendem a dizer que as crianças são fantasiosas e sabemos, não é bem assim!
    Parabéns pelo enriquecimento do texto com um relato particular. Sim, poderia ser diferente! Até pensei que esse garoto bonito pudesse se perder, no sentido dúbio no meio do caminho!
    Boa blogagem! Beijus

    ResponderExcluir
  9. Oi Elaine,
    Bgd querida pelo seu carinho...
    Como é bom ter pessoas tao abençoadas que participam do nosso dia a dia...carinho e atençao sao tao importantes quando estamos passando por momentos dificeis nao é mesmo? Saiba que seu carinho me fez sentir tão bem...
    Muito legal voce colocar esse assunto no blog, pois as familias hoje em dia estao com valores tao invertidos que chega a ser cruel...
    É preciso que o amor familiar volte a acontecer nos lares novamente.
    Bjs e fica com Deus
    Marcia
    Perth Amboy - NJ

    ResponderExcluir
  10. Oi Elaine,

    Super apoio a causa!

    Um beijão e boa semana,

    Bela

    ResponderExcluir
  11. Quero ser pássaro com penas azuis
    Atirar as penas à verdadeira alegria
    Voar sempre na procura do sul com norte
    Num secreto caminho sem estrela guia

    Quero ser barco que foge ao farol
    Quero que o vento dance nos brandais
    Quero ser viagem de rumo incerto
    Quero ser a descoberta na procura do mais


    Uma boa semana


    Mágico beijo

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…