Fim de blog

em 21 de maio de 2009


Ontem eu soube que um blog do qual eu gostava muito está desativado. Trata-se do Esterança, da Ester. Se você não lembra qual blog é, foi o blog vencedor do 1º concurso que eu promovi: "Qual seu blog preferido?". Clique aqui para relembrar.

Pois bem, a Ester desativou o blog e parece que foi definitivamente...Mandei um email para ela e soube que a decisão foi bem pensada pois a dedicação ao Esterança estava ocupando-a demais e de certa forma tirando-lhe o tempo que agora ela dedica à profissão, à família e sobretudo à vida espiritual dela. E eu fiquei pensando...

Há mesmo o risco de que um blog ou essas redes sociais nos tirem da realidade? Como disse a Gaby em um comentário no post anterior a este, "temos vida além dos blogs". E será possível que o fato de editar um blog interfira em nossa vida dita "real"? Serão os blogs e afins a televisão do século XXI?

Fico pensando em mim mesma, claro. E vejo que há sim a possibilidade de a Internet roubar a gente do convívio da família e dos amigos. E manter um blog requer tempo e dedicação, por mais que se leve sem pretensões...E muitas vezes a gente se refugia neste mundo virtual.

Mas penso também que um blog nos dá amigos. E no meu caso me abre um mundo desconhecido e fascinante. E penso que deve ser feito por prazer e nunca por obrigação, que de obrigação o dia a dia já é cheio demais, né? Eu trato, ou pelo menos tento, tratar o blog como um hobby e não deixar que ele me consuma ou me tire a paz. Mas no começo ficava checando os comentários e emails compulsivamente e isso é ruim, ao menos para mim foi. E não é bom deixar-se abalar por coisas que escrevem nos comentários; eu já aprendi a filtrar e como diz a Bíblia, abraçar apenas o que é bom. Bom para mim, ok?

No post anterior a este eu recebi um retorno inimaginável e a maioria das pessoas disseram uma coisa com a qual eu concordo: blog é para ser divertido e para fazer amigos. Não iria querer um blog que me angustiasse de forma alguma. Mas sei também que hoje sou mais aberta e, por que não dizer, mais feliz por conta do Um pouco de mim. Criei-o em um momento de depressão (mas outro dia conto como foi) e ele me ajudou sim, e muito. E a verdade é que eu gosto demais do meu bloguinho!

Agora, diz aí você: o que te faria deixar de blogar?

Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

11 comentários , comente também!

  1. novamente suas palavras são as minhas...
    meu blog no começo era um diario da minha vida ,vontade de expressar num momemto muito dificil,mas quando ouve o primeiro comentario me dando alto estima fiquei muito feliz!
    passei tbm poe essa faze composiva que vc descreve e mesmo doente(tenho reumatismo)ñ comseguia parar de me preocupar com isso
    foi ai que tive umacrise violenta que me afastou do blog
    e percebvi o quanto tava cega com isso,mas comecei refer as prioridades e fiquei procurando melhor cuidar mais da casa e meu jardim que fico abandonado
    até mesmo meu blog espiritual caminhos eu ñ tinha tempo então assim que voltei ele foi minha prioridade,agora a prioridade e a vida real depois o blog,pararia de postar se vira-se obrigação isso ta por fora
    mais os amigos que encontrei aqui são muito importantes pra mi m e foi o blog que me deu tbm amo ser blogueira ,mas a muito preconceito,masainda ñ entendi porque?acho que me empolguei este texto da pra muita postagem kkk!
    bjos.marcia!

    ResponderExcluir
  2. só ficaria sem blogar sem acesso permanente a internet. meus blogues são importantes para a minha vida real, justamente por ela ter sido o motivo ao qual os criei. e sim, blogue é para ser divertido e fazer contatos. e viva a blogosfera!

    ResponderExcluir
  3. Gente eu sou novata na blogosfera,mas confesso q ja estou super viciada, como em jogo de cassino, e possivel ficar hooked na primeira tentativa. Well,nao tenho blog, mas sou visitante, e ai dos meus favorites se algum dia forem desativados, vou ficar mt triste. Eles sao como partes da gente, amigos q nos identificamos, e tenho certeza nunca vamos ver, e talvez se vissemos sera q ficariamos mt decepcionados com o pacote real? Acho essa coisa de blog fantastica, a forma como as pessoas se comunicam, qndo passeio pelos blogs e vejo la nomes conhecidos de outros blogs, nossa, fico super feliz, q coisa mais ridicula hein? kkkkkkkk
    Elaine, espero q vc cuide do seu com mt carinho e nunca, mas nunca msm pense em desativar.

    ResponderExcluir
  4. Querida Elaine,

    Mais um excelente texto introspectivo e com o qual me identifico em muitos aspectos.
    Não comecei o meu por estar especialmente doente (o meu problema de saúde é crónico e já aprendi a "viver" com ele) mas porque me desafiei a mim própria. Por doença, tive que largar a minha carreira e reinventar-me porque eu ainda tinha muito para dar à vida. Foi duro (é duro) mas é um dia de cada vez e o Sol nasce todos os dias!!!
    O que me fazia deixar de ter blog? Talvez não esteja muito longe o dia porque a filhota está cada vez mais grávida e a precisar do meu apoio, os outros filhos ainda estão em casa e o pequeno ainda só vai fazer 10 anos mas só "nasceu" para nós há 2 anos e 3 meses, tenho as minhas cadelinhas, os meus pais, principalmente a mãe que adora estar e conversar comigo, o marido, cheio de trabalho e apreciando a minha companhia sempre que podemos, os amigos não blogueiros... Já pensei muito e acho que quando a Beatriz nascer vai ser muito complicado manter o blog porque vou tomar conta da menina. Mas só o amor pela família me fará tomar essa decisão!!!
    Quanto ao seu comentário no meu blog, obrigada. Relativamente à pergunta que deixou, acho que a partir dos 40 anos, se não houver nada suspeito é quando aconselham a fazer a 1ª mamografia aqui em Portugal (eu fiz mais cedo porque tive uns problemas depois de amamentar o meu filho do meio, mas tudo benigno) e agora faço anualmente mas tenho 50 anos! De qualquer forma, nada como aconselhar-se com o seu médico ou médica, na minha opinião de leiga.

    Um beijo grande e desculpe este texto enorme.

    ResponderExcluir
  5. Nossa... Elaine vc escreve coisas q eu nem paro pra pensar...

    No meu caso criei o blog quando esta pós operada, em casa, sem fazer nda e eu já visitava blogs anos e anos antes de criar o meu, quando fiquei em casa me recuperando pensei: Taí, vou criar um pra mim, falar da minha verdade, coisas q pessoas do mundo real nem param pra ouvir o verdadeiro sentido das lutas q passo. Como minha net é banda larga, 24 hrs no ar, não me vicio no meu bloguinho, estipulei em postar 3X por semana, e só posto quando tá tudo em ordem aqui em casa e na faculdade; e ás vezes no final de semana quando não tiver nda para fazer, agora sou viciada em LER os blogs dos amigos que aqui ganhei e vcs são como plantas temos q regá-los todos os dias... Agora vai da forma como cada um lidar com o blog.

    Lamentável a Ester ter cancelado, só pq já estava me viciando hehehe

    Bjokas =*

    Kariny

    ResponderExcluir
  6. Olá, Elaine!

    Mais um excelente texto que você proporciona a todo o mundo que a lê!

    Você nasceu, para além de outras coisas, ser dona de blog!

    Mais uma vez parabéns!

    Beijinho,

    Renato

    ResponderExcluir
  7. Que bom ter vindo aqui ( não lembro como vim parar aqui )
    O meu Blog e a Internet me trazem muito afeto, e ampliam os meus horizontes...
    Só tenho um pouco de medo da L.E.R, e por isso faço alongamento e exercícios...

    ResponderExcluir
  8. eu pararia de blogar se ficasse equilibrada...mas não corro esse risco...gosto de ter o blog, porque me parece um grande livro de recortes e às vezes um complemento da minha terapia.
    E eu tenho o blog a dois anos e tem poucos meses que descobri as amigas maravilhosas que eu posso encontrar por aqui.

    ResponderExcluir
  9. O que me faria deixar de blogar? Se eu recebesse muita mensagens negativas, que me deixassem mal. Felizmente é o contrário.
    Ainda que eu fique sem computador, volto e escrevo depois de 01 mês. Se ficar sem assunto, pego emprestado de outros blogs e sites.

    ResponderExcluir
  10. Escrever um blog é uma esperiencia sem igual, sei lá, os seres humanos paressem ter necessidade de comunicar o que sentem, de registrar e o blog oferece essa possibilidade mágica que nós temos desde os tempos das cavernas, dos papiros, das peles de animais, do papel... enfim... o blog é a evolução de tudo isso!!!

    Eu sou apoixonada pelo meu caro blog, tenho ela a um tempinho, mas confesso que só esse ano comecei a postar com mais frequencia, a seguir com mais regularidade a ser uma blogueira de verdade e isso está sendo muito bom... Essa esperiencia de narrar o que vivo, de viver o que narro é maravilhosa.

    E o que não podemos deixar de fazer é viver, não podemos deixar de viver para narrar, se tomamos esse cuidado a experiencia virtual é sempre boa, o problema é quando nos esquecemos de viver... ai a coisa fica seria e então é hora de parar de narrar e viver a narrativa!!!

    Beijos, adorei esse post!!!

    ResponderExcluir
  11. Eu so posso falar por mim, e meu blog me ajuda a economizar tempo. Como moro no exterior ha 10 anos, era um tal de escrever e mails e mais e mails, muitos repetitivos, para mandar noticias para todo mundo, nos paises onde eu morei.

    Depois vieram os e mails coletivos, o yahoo e o hotmail me bloqueando e me chamando de spammer...

    entao o blog salva a minha pele e nao entope caixa postal de ninguem. so sabe das minhas auto fofocas quem quiser....

    :-)


    Eu deixaria de blogar se perdesse o tesao pelo meu blog. Na minha opiniao, o blog tem que ser e trazer prazer. Nao e, nao traz? RUUUUAAAAA!!!!!

    www.inaier.blogspot.com

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…