Beleza de verdade.

em 24 de novembro de 2009

Não lembro bem a data mas há algum tempo atrás a Dove colocou no ar, em todos os canais de televisão, uma institucional chamada Campanha pela real beleza. Na campanha a empresa veiculou esta e outras fotos:



A campanha visava enaltecer os vários tipos de beleza e era bem feita, lembra?
Pois bem, eu tenho pensado muito nessa estória de beleza e mais especificamente na questão das mulheres gordinhas.
Não é segredo para ninguém que o mundo é para os magros. E isso é um paradoxo incompreensível pois a maioria da população está de alguma forma insatisfeita com o próprio corpo. Quando eu vejo essas modelos magras de dar dó eu fico me perguntando para onde vai a comida que elas comem. Mas não comem, né? Sem contar aquelas famosas que dizem comer de tudo e não engordar: isso é mentira, gente! E a verdade é que comer engorda e ponto. Ainda que a genética favoreça...
Desde a adolescência eu sou gordinha. Um pouco genética(ascendência italiana, massas, mamma, entende?) e muito estilo de vida mesmo. Mas nunca nem jamais fui encanada. Jamais fico escrava da dieta, criei meu próprio jeito de me vestir, e cuido para não ter doenças como diabetes e hipertensão. Aliás, quando fui ao médico pela última vez fazer exames para uma cirurgia a minha pressão estava baixa, colesterol normal, tireóide idem e ainda assim o tal doutor, antes mesmo de me examinar foi dizendo: "Você precisa emagrecer." Eu respondi que achava ser ele um cirurgião de cabeça e pescoço e não um endocrinologista. Acabou ali e eu sei o quanto isso é comum. Quantas vezes eu não ouvi a pérola:"Seu rosto é tão bonito! Se emagrecesse ficaria linda!" ou "Você não pensa em fazer regime?". Acontece que eu aprendi a lidar com esse tipo de coisa bem cedo e minha auto confiança é alta, sabe? E ser inteligente, gostar de ler, e ser de personalidade forte ajudam a compor minha identidade.
O mundo meio que obriga a gente a ser padronizado, e aquele que sai do padrão de beleza é logo chamado de feio e ponto final. Acontece que cada um tem a sua beleza, e bonita mesmo é a mulher que sabe viver e deixar os outros viverem.


E não é só o peso que vira motivo de opressão,idade também. Então calcule uma mulher acima do peso e já passando dos 40, 50... Mas a beleza está lá, é só olhar. Para quem é muito jovem e magra e sem celulite(oi? alguém?) pode parecer que a vida seja mais fácil. Mas não é, já que a pressão é imensa e o medo de "decair" impera. Além do mais, encucar com a aparência só piora e a pessoa corre o risco de nunca estar satisfeita.
Então, na boa: cuide da pele, do cabelo, das unhas, malhe se quiser, ou não malhe, faça dieta ou não , mas FAÇA POR VOCÊ!!! E não para ser aceita ou amada ou o que quer que seja.Importante mesmo é a saúde. E dá para ser feliz sendo diferente da maioria.
E não há nada mais bonito do que uma pessoa feliz!
Republicação

Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

24 comentários , comente também!

  1. o mundo hj é dos magros. era antigamente dos gordinhos. na década de 70 o mundo era das mulheres com pouco ou quase nenhum peito, hj é das mulheres com muito peito. hj a moda é nariz no estilo europeu que é considerado bonito. o corpo acompanha a moda. um dia vai mudar. então virar escravo da moda e não se aceitar em frente ao espelho. ou fazer inúmeras plásticas e se deformar, mas continuar se achando velha. nada disso funciona. o q funciona mesmo é fazermos as pazes com o espelho. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  2. Falooooou mana!

    E quer saber: se todos fossem mais gordos, o mundo seria mais unido.

    ResponderExcluir
  3. Bem vinda ao time das gordinhas, tb sempre estive acima do peso "ideal", lembro-me que de tanto pegarem no meu pé fiz um tratamento para emagrecer e emagreci 36kg, já estava pele e osso e médico dizendo que precisava perder mais, detalhe tenho ossos grandes e nunca vou ser magerrima. Depois disso cheguei a conclusão que se eu gostava de mim, tudo estava bem. Hoje faço RA, mas porque estou chegando aos 4.0 e preciso tomar muito cuidado com minha saúde. Gosto de mim e não sou encanada com meu peso. Beijos.
    Como está a Lolita? Esqueci de responder mas a Flavia disse que pode ser branco 36/37.

    ResponderExcluir
  4. se o único problema fosse ser magra... mas se somos magras, não podemos ter celulite ou estrias. A bunda não pode ser grande e a perna não pode ser grossa (nenhum homem entende isso). O peito tem que ser no padrão americano (os homens amanham de todo jeito, até os que nem estão assim tão em alta. O nariz tem que ser fino, o cabelo de chapinha, loiro se possível. Enfim, se a mulher não se parece com a Barbie, é feia (na visão comercial do que é ser bonita).
    Ah! E se você é linda, lembre-se de ser famosa, rica e inteligente.

    Ainda está respirando?

    Beijo.

    ResponderExcluir
  5. Adorei a frase "não há nada mais bonito que uma pessoa feliz"!

    Eu tô de dieta, mas não pra vestir 38 e sim pra voltar a me sentir bem disposta.

    bjs

    ResponderExcluir
  6. Oi Elaine, está é a primeira vez que visito seu blog, e achei ele lindo demais...
    Adorei as postagens em especial está Beleza de verdade. As pessoas estão muito preocupadas com que os outros irão pensar e se esquecem de pensar em si mesmas. O que realmente importa é ser feliz entre todas as diferenças. Somos seres humanos e ser diferente é um presente de Deus. Pois cada um tem suas próprias características o que os tornam especiais. Não para todo mundo, mas especiais para quem realmente importa.
    Grande abraço!!

    Pamela

    ResponderExcluir
  7. OLá Elaine é sempre bom estar aqui. Muito oportuna a sua postagem, mesmo porque nos ajudar a policiarmos um pouco a nossa pressão sobre os filhos gordinhos. Minha filha mais velha está com 92 kilos e minha preocupação é porque ela começou a ficar doente, é neste sentido que pressiono e cobro a sáude. Mas as cobranças que ela sofre de outras pessoas pelos motivos aqui expostos a faz descarregar sobre mim toda a fúria e o descompasso se instala. Vou indicar esta postagem para que ela leia e sinta-se melhor. Abraços.

    ResponderExcluir
  8. Elaine, este é um assunto que vira e mexe está em pauta no Bicha Fêmea. Costumo dizer que está bem longe de mim fazer apologia ao "embarangamento", mas a ditadura da beleza me cansa e chateia. De verdade.

    Bom mesmo é ter equilíbro, em tudo...

    ResponderExcluir
  9. Faça por você, é isso mesmo!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  10. Bom Dia,
    É verdade que vivemos em uma sociedade meio que pre-conceituosa em certos aspectos em vários aspectos eu diria sabe já escrevi sobre isso no meu blog um tempo atrás acho que beleza mesmo não se mede por padrões como ser magra, ser alta, ser loira ou morena mas sim pelo que a pessoa é. Todos esquecem que um dia ficarão velhos e a tal "beleza" que eles mistificam vai embora uma hora ou outra. Então na minha visão beleza mesmo não vem de fora e sim de dentro e aquela velha conversa da beleza interior que muitos falam mas poucos entendem. Nunca fui muito ligada nesse lance de ser linda, ser rainha de escola ser a mais bela da turma acredito que o que levamos daqui para melhor é muito mais que um rostinho bonito sabe, está dentro da cabeça e da alma da gente isso sim é beleza! Beijos

    ResponderExcluir
  11. Mandou bem, querida!
    Preciso aprender, e parar de encanar...

    Mas, de fato as pessoas nos perseguem... isso incomoda muito! Parabéns por vc ser tão pra cima,eu te admiro cada vez mais!


    Beijo enorme de coração

    ResponderExcluir
  12. Eu acho feio mulher muito magra , com cara doente.Eu malho para desestressar, e para ficar gostosa mesmo, dentro do que posso conseguir na minha idade de 34 anos.
    Malhar me ajudou a parar de fumar, foi fundamental (vou escrever um post sobre isso).
    Mas vivemos num mundo de imagem, fato. Se eu pudesse escolher como me vestir, usaria roupas mais confortaveis que scarpin e terno, mas preciso usar por causa do trabalho.Entao nao sou tao livre como parece.
    Eu ja fui gordinha na adolescencia e cresci bem encanada com isso, pq ja sofri na pele o preconceito.
    Tenho raiva qdo vejo gordinhas sendo espezinhadas, pq sei o qto dói.
    Mas essa cobrança sobre a mulher não é so na questao na aparencia, é em tudo.
    Morro de preguiça de me ajustar aos padroes. Hoje gosto muito mais de mim do que qdo tinha 20 anos, mas minha auto-estima ainda pode melhorar.
    Uma das coisas que tenho raiva é ver um bando de homem bagulho, barrigudo, e pricipalmente, mal-educados, sentados em mesa de boteco avaliando a mulherada que passa.Sabe, como se fossem o Mr. Universo. Se acham superiores so pq tem um p** no meio das pernas.
    Nem se fossem um Jonnhy Deep poderiam agir assim.Odeio, tenho nojo disso.

    Bom ver que tem gente mto bem resolvida como vc, menina Elaine. Estou longe disso.
    3 kilos a mais ou a menos ainda tem o condão de me levar ao inferno ou ao paraíso.
    bjos

    ResponderExcluir
  13. amiga
    a-d-o-r-e-i
    assino embaixo...
    beijao

    ResponderExcluir
  14. Êêêêhhh! Aplausos para a Elaine!

    Esse texto foi maravilhoso, aplaudo mesmo e assino em baixo! ;)

    Bjs...

    ResponderExcluir
  15. Menina
    Faz um tempão que não passo por aqui, não é mesmo?! Pois é, estou numa correria sem fim nesse final de ano.

    Sobre a campanha da beleza, sempre a achei maravilhosa, pela sua identidade visual e pelo seu propósito. Sou totalmente contra os esteriótipos e a ditadura da magreza.

    Sou gordinha, sou peituda, meu cabelo não é liso escorrido e uso aparelho nos dentes. Sou assim, verdadeira e muito feliz!!!

    Bjs mil

    ResponderExcluir
  16. Assino embaixo (ainda bem que temos o mesmo nome!)Também sou do time das gordinhas, mas convivo muito bem com isso, não tenho nenhum problema de autoestima e é engraçado que as pessoas acham que eu deveria ter, sempre escuto um: -calma, vc vai emagrecer! ou - Vc vive de regima, né? Isso me irrita, porque as pessoas acham que gordura e felicidade não combinam.
    Eu não faço apologia a nada não, ou melhor, faço à felicidade. Sempre!!

    ResponderExcluir
  17. Mas um texto muito eloquente.
    Eu tenho uma facilidade, tanto pra ganhar como pra perder peso.
    As fotos que você viu no blog... estamos muuuito diferente, ela principalmente.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  18. ...concordo...
    primeiro devemos gostar de nós, estarmos bem com nossos botões...

    a moda a midia modelos de beleza, figuras esqueleticas que ditam beleza [?}...escravizam...e a felicidade? essa para muitos tem manequim 38 no máximo 40, tudo o que passar disso é tido como fora do padrao estético...triste isso...

    gostei do texto...

    Beijos de Luz!

    ResponderExcluir
  19. Minha amiga vc esta espirada , todos seus textos estão otimos
    Vc esta certa amiga , eu sou gordinha , mas sou feliz e claro como voce eu me cuido , mas eu não pensava assim
    tive que aprender e da pior forma possivel , saindo de um depresãp olhei para o espelho e disse - sou uma pessoa , que quiser a minha companhia vai ter que gostar do jeito que eu sou , e fui a luta amiga
    hoje estou casada com um moreno lindo mais jovem que me ama do meu jeito , e ainda me chama de gostosa rsrsrsrs
    bjs

    ResponderExcluir
  20. Elaine, eu me gosto do jeito que sou...não encano com essa de estar gorda ou magra...me visto de forma a me sentir bem e cuido da saúde. Só. De resto sou feliz assim...
    Assino embaixo de tudo o que você escreveu e acho que devemos viver a vida sem neuras... simples assim
    Bjs carinhosos
    Marcia

    ResponderExcluir
  21. Estou muito acima do peso e não gosto de disso, não me gosto assim. Preciso perder peso pela minha saúde e por mim mesma também. Porque não me sinto feliz.

    Bjinhos
    Mah

    ResponderExcluir
  22. Concordo plenamente. Sou acima do peso "ideal", sou baixinha, lutei muito de uns anos pra cá, me anulei, me privei de vestir roupas alegres, fiz "de um tudo" pra viver insatisfeita...Agora só me preocupa estar bem de saúde. Bj

    ResponderExcluir
  23. Adorei esse post. Ponto pra você que não se deixa levar por um padrão inatingível imposto a todas nós mulheres!

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…