Maio 2009 - * Blog Elaine Gaspareto *

No distante ano de 1972...

em 30/05/2009


Quais músicas faziam sucesso quando você nasceu? Não sabe? Então clica aqui. Este é um site que lista as 100 músicas que estavam no topo das paradas no ano em que você nasceu. Eu nasci em 1972, então Elis Regina imperava.

E você, em que ano nasceu? Diga nos comentários para eu conhecer as músicas que tocavam por aí quando você veio iluminar o mundo...

Ah, a dica veio do blog da Ruiva Infinita.
QUERO LER O POST COMPLETO

Leia isto! Foi publicado para você!

em 29/05/2009

Ainda choro ao abrir o blog, choro com os comentários, choro até para respirar...
Mas a vida continua e é preciso seguir pois há outros 6 bebês precisando de mim. E há o marido, que chorou por 10 minutos seguidos pela perda da queridinha dele. Assim sendo, olha só a minha mensagem para este final de semana:


Dedico estas palavras a todos os amigos muito queridos que passaram um pouco de si para mim.
Então:
Bom fim de semana!!!
QUERO LER O POST COMPLETO

Luto


Gostaria de jamais escrever esta palavra aqui mas infelizmente minha Lolita faleceu hoje de manhã. Fui vê-la na clínica mas cheguei tarde demais, ela havia morrido minutos antes.

Agradeço demais tudo o que meus queridos amigos blogueiros disseram, e agradeço também gente que eu nem conhecia que parou aqui no blog para deixar uma palavra de conforto. E agradeço em especial a Ana: querida, você é mesmo um anjo.

Eu estou bem. Mais triste do que nunca, mas bem. E muito devido a cada comentário carinhoso.

"Lolita, eu vou te amar por todos os dias. E vou lembrar de você para sempre."
QUERO LER O POST COMPLETO
em 28/05/2009

Hoje sairam os resultados dos exames da minha Lolita e não poderia ser pior: os rins dela pararam de funcionar e ela acaba de ser internada pois o tratamento não pode ser feito em casa.
Ela está muito inchada, pálida e parou de comer. Estou triste como há muito tempo eu não ficava. O veterinário deu poucas expectativas, e disse que o quadro é muito grave. Ela já é considerada paciente de alto risco. Ah, meu Deus!

Up date:
Não sei como agradecer aos comentários tão carinhosos e reconfortantes. Já me sinto menos sozinha.
QUERO LER O POST COMPLETO

Queridos visitantes

em 27/05/2009


Esta é uma homenagem a todos os amigos blogueiros que acompanham(mais de 100!!!) ou apenas visitam este blog. Sinta-se à vontade para levar a rosa; ela é para você!

Por uma tela, os conheci...

Aprendi a amar, a rir e a chorar.

Aprendi a acreditar, pois deles só posso "ver" os sentimentos.

Aprendi a gostar sem saber cor, credo, classe social ou algo mais, coisas típicas de nossa sociedade material.

Doei...Um pouco de mim, um pouco de tempo.

E até de trabalho também!

Mas recebi muito mais.

Recebi calor humano, carinho e amor de pessoas que talvez, sem o computador, nem imaginasse existir.

Por força do hábito, os chamo de amigos virtuais.

Virtuais?

Que nada!

São tão reais quanto eu...

Ah...

Quem dera o mundo aprendesse essa lição, aprender a gostar sem julgar, sem buscar fatores externos ao amor e à compreensão.

Obrigada por vocês existirem!

Obrigada por serem simplesmente quem são!
QUERO LER O POST COMPLETO

Como escolher um marido (ou esposa, caso prefira).



Quando eu era solteira achava que nunca iria querer casar. O modelo de casamento lá em casa não era nada animador, sempre recheado de violência e sem amor nem respeito de parte a parte. Mas eu não tinha mesmo vocação para ser sozinha então resolvi namorar e daí começar a pensar em casar era um passo natural.

Mas, ao contrário do que a maioria faz, eu nunca acreditei muito nessa conversa de amor e uma cabana...Namorei muito, mas escolhi para casar alguém com quem eu pudesse ter uma vida harmoniosa e em paz. Explico.

Quando estamos apaixonadas tendemos a esquecer as coisas práticas da vida e acreditar realmente que o amor simplesmente pode vencer tudo. E nem sempre isso é verdade. O que a gente vê por aí é que as diferenças irreconciliáveis muitas vezes acabam com um relacionamento. Ao sentir o fogo da paixão esquecemos o que o dia a dia trará e então a realidade é um balde de água fria no amor e na paixão.

Assim, quando eu e marido decidimos nos casar...peraí, deixa eu contar antes que fui eu a pedir a mão dele em casamento. Então, eu pedi ele em casamento e ele aceitou, tanto o pedido quanto a inversão de papéis numa boa. Ponto prá ele. Como eu ia dizendo, quando decidimos casar eu pensei em tudo o que eu não aceitaria num casamento e ele também. Falamos francamente e a gente se acertou. Simples assim. Vou dar exemplos:

Não tolero cheiro de cigarro. Ele não fuma e disse que não iria fumar jamais pois detesta. Eu não conseguiria viver sem um cachorro por perto; ele topou, e hoje gosta quase tanto quanto eu.
Ele não gosta de pimenta então pimenta não entra em casa.
Ele é trabalhador, não bebe, não é de farra, é melhor filho do que eu e bom irmão.
Ele tem uma família bem estruturada e o exemplo dos pais é importante para ele. Parecem coisas bobas mas depois de 13 anos dividindo o mesmo teto eu digo que aquilo que a gente suporta num namoro no casamento fica insuportável, pois tudo fica com uma dimensão maior quando vivemos juntos. No namoro, se há uma discussão, cada um vai esfriar a cabeça na sua casa, na sua cama. No casamento a casa é a mesma e a cama também.

E os homens que escolhem sua mulher pelo tamanho da bunda ou pela firmeza do peito deveriam saber que bunda despenca e peito também. A gente trata, mas cedo ou tarde despenca. E beleza é muito passageira e relativa. E o que sobra? E ainda que se conserve a beleza, enfeite também enjoa.
E mulher que escolhe marido pela paixão que o bonitão desperta ou por que ele é bom de sexo saiba que após algum tempo nem o melhor sexo do mundo segura uma relação sem afinidade fora da cama.
Em tempo: tem suas vantagens casar com um bonitão que mede 1,80 e calça 43, e mais eu não digo pois sou moça discreta...
QUERO LER O POST COMPLETO
em 26/05/2009

" Oi!
Eu sou a Lolita. E minha mamãe está muito preocupada comigo pois eu estou muito doentinha, com dificuldade para andar e para respirar. O doutor Kadu vai me internar se eu não apresentar alguma melhora até 5ª feira e há a suspeita de que eu esteja com linfoma. Sou bem velhinha, tenho mais de 10 anos e vivo com a minha mamãe há 8 anos. Minha mamãe chora muito quando vê eu andar com tanta dor e não conseguir ser alegre como sempre. Estou inchada e com inflamação de pele. Vou para a clínica veterinária amanhã cedo e a mamãe vai ficar ainda mais preocupada comigo. Estou muito debilitada por causa dos remédios que eu estou tomando.
Peçam ao Papai do céu por mim, pois eu estou precisando e não quero ver a mamãe tão triste assim.
Tchau.
Lolita."
QUERO LER O POST COMPLETO

Vou te contar um segredo:


Seus amigos (e parentes) sabem que você é blogueiro(a)?

É assim: os meus não sabem. Apenas 2 amigos e o marido. Ah, e a irmã. E eu não sei ao certo por que...

Em princípio é porque eu comecei o blog para desabafar e não daria para soltar as feras e todo mundo saber; ia dar rolo com certeza e teria um monte(oi?) de gente magoada. Mas daí que eu nem solto fera nenhuma pois ando numa fase de paciência e calma que até assusta.

Depois eu não espalho o blog pela vida real para não me revelar demais e as pessoas saberem o quanto eu sou fácil de engabelar rsrsrs. Fama de brava, sabe? Eu bem que tento manter...

Mas o motivo mais forte é que eu tenho a sensação que ninguém bloga. Aqui na minha cidade eu não conheço ninguém, (só o Josimar) que leve um blog a sério. Além do mais noto que há um certo preconceito contra blogueiros e blogueiras. E parece que blog fica sendo coisa de gente esquisita, sabe? De mulheres solitárias e homens estranhos. E eu sei que na realidade não é essa a verdade, bem ao contrário! Encontrei nos blogs pessoas inteligentes, livres, meigas e gentis(ali do lado tem uns 101 assim, meus seguidores lindos rsrsrs).

Fico pensando ...
Preconceito, seja ele de que tipo for, só se quebra saindo do anonimato, saindo das sombras e vindo à luz. Então, se eu edito um blog(sim!), gosto disso(sim!)e não tenho nada a esconder(só um pouquinho...) por que não dizer? Assim, naturalmente. Afinal, nosso blog é parte da nossa vida, certo? E uma parte importante. Eu, por exemplo, passo parte do meu tempo livre ou postando, ou pensando em postar ou visitando blogs que eu gosto. Sei que quem não bloga não entende o quanto é divertido, nem acredita que fazemos amigos de verdade via blog. Mas a realidade é que blogar é um pouco de mim...
E aí:

Quem sabe que você é blogueira(o)?




QUERO LER O POST COMPLETO

Movimento Pela Criação do Alerta Amber no Brasil

em 25/05/2009


Ao clicar no cartaz, conheça um pouco do blog Diga não à erotização infantil e saiba mais sobre a criação do Alerta Amber no Brasil.

"No Brasil não existem dados oficiais que determinem a quantidade de crianças e adolescentes desaparecidos anualmente, contudo, dos casos registrados, um percentual de 10 a 15% permanecem sem solução por um longo período de tempo, e, às vezes, jamais são resolvidos. Visando dar visibilidade a esta problemática a Secretaria Especial de Direitos Humanos, desde 2002, constituiu uma rede nacional de identificação e localização de crianças e adolescentes desaparecidos, com o objetivo de criar e articular serviços especializados de atendimento ao público e coordenar um esforço coletivo e de âmbito nacional para busca e localização dos desaparecidos. Hoje temos cadastrados no site da ReDesap 1.247 casos de crianças e adolescentes desaparecidos no país. Desde sua criação já foram solucionados 725 casos, sendo que se constatou que uma das causas mais comuns de desaparecimento é a fuga do lar por conflito familiar."

O texto acima foi retirado do site
http://www.desaparecidos.mj.gov.br/Desaparecidos/. Lá você pode obter uma lista das crianças desaparecidas separadas por estado.

E quais os motivos que levam uma criança a fugir de casa? E como prevenir o desaparecimento de uma criança pequena? Vou contar duas estórias:

Em 2005 a minha irmã fretou um ônibus para uma viagem à Aparecida do Norte, cidade muito conhecida no Brasil todo por abrigar o maior Santuário Mariano do mundo. Quem já visitou a cidade sabe o quanto ela fica lotada de turistas. Pois bem, minha irmão reuniu a família e muitos amigos e foi-se para Aparecida. Antes da saída do ônibus , dias antes aliás, eu pedi a ela que não levasse as crianças, de 5 e 4 anos. Eu estava com um pressentimento ruim. Mas como iam os pais, avós, tios e primos(menos eu) eles riram e disseram não ter problema nenhum. E foram. Pouco antes de virem embora minha irmã saiu para dar uma última volta pela feira e deixou as crianças com o pai e os avós e duas tias dentro de ônibus. Meu sobrinho dormiu mas a Ana Laura saiu sem que ninguém visse. Saiu, não viu a mamãe e foi procurar. Após algum tempo minha irmã voltou e cadê Ana Laura? Foi o caos...Mais de 40 pessoas procurando, e nada. Minha irmã conta que só fazia pensar em mim e no que eu havia dito: "Se você perder meus sobrinhos, nem se dê ao trabalho de voltar prá casa, hein!" Enquanto isso, eu em casa com o coração apertado, e mesmo sem saber do sumiço da pequena, rezando por todo mundo. Então, depois de muito desespero e mais de 3 horas depois a Ana Laura foi encontrada. Na verdade ela encontrou um posto de apoio ao romeiro e disse que tinha se perdido. Ficou sentadinha, sozinha, esperando. A graça de Deus foi que ela sabia falar o próprio nome, o nome da mãe, a cidade de onde veio...E todos ouviram pelos auto-falantes. Minha irmã voou e chegou até o posto de apoio antes de todo mundo e viu a pequena ali, sozinha. Para encurtar nunca mais ela deixou de levar a sério o que eu digo e a experiência ensinou muito. Com crianças pequenas o cuidado tem que ser constante; basta um segundo e cadê a criança?

Em meados dos anos 80 eu conheci um garoto vindo do Mato Grosso. Ele tinha 19 anos e trabalhava como servente de pedreiro. Muito bonito, de belos olhos azuis e com uma pele clarinha ele parecia menino criado no iogurte, sabe? Falava bem, tinha um jeito refinado e não falava da família. Naquela época não existia esse papo de ficar, a gente namorava ou não. Começamos a namorar. Ele então me contou que fugira de casa de carona, que vivia na fazenda do pai, que era bem de vida. O garoto era inclusive aprendiz de piloto, em fase de tirar brevê e tudo. Queria ser piloto da Aeronáutica e o pai queria que ele tocasse a fazenda. O clima foi piorando, ele fugiu. Veio parar aqui e para se manter trabalhou no que apareceu primeiro. Cerca de 2 meses depois que nos conhecemos ele decidiu voltar para casa. Estava arrependido. Lembro da última vez que o vi: era Festa da Lapa (festa tradicional aqui) e ele estava de mala pronta. Iria de carona num caminhão pois queria fazer surpresa. Depois de me beijar ele disse: "Vou levar a lembrança de uma gatinha paulista". E 1 mês depois ele me escreveu, dizendo que estava com saudades mas eu já estava de namorado novo então...Soube que ele havia sido aceito na Aeronáutica. Tão bonito, o garoto. Mas eu tinha 15 anos, gente? Como ir para o Mato Grosso? Mas ele voltou para casa e tudo se acertou. Mas poderia ter sido diferente, né?

Penso que só existe um modo de evitar que pessoas que amamos sumam de repente: Amando, conversando, entendendo, apoiando. Adolescentes fogem da violência nas famílias, crianças também. E denunciar maus tratos é dever de cada um. Em se tratando de agressão, tortura e violência doméstica não pode existir isso de cada um com seus problemas. Vivemos em sociedade e o mal que atinge o vizinho pode chegar até você.
Caso tenha notícia de alguma criança ou adolescente desaparecido, ligue 100. E se desconfiar de que uma criança tenha sido sequestrada, denuncie.
QUERO LER O POST COMPLETO

O que me faz sorrir

em 24/05/2009



Recebi este selo do Luciano e o mimo vem agregado a uma brincadeira: listar 7 coisas que te fazem sorrir.





Então vamos lá:





  1. Um sorriso: já reparou como sempre sorrimos de volta?



  2. Meus sobrinhos: crianças inteligentes e espirituosas, sabe?



  3. Meu marido: ele tem umas tiradas que eu não sei de onde ele tira!



  4. Meus cachorros: não há irritação que subsista.



  5. Livros: até os ruins são bons!



  6. Blog: um dia ainda publico como post os comentários incríveis que me chegam!



  7. Minha personalidade: sou naturalmente bem humorada e sorrir é parte de mim; até de nervoso eu sorrio.




E agora os meus 7 indicados:


O que faz você sorrir?





  1. Giselle, a linda loira do Blog da Gi;


  2. Talita, a Dona Perfeitinha;


  3. Janna, do blog Livros: pura diversão


  4. Eliana, do divertido Feijão sem arroz não rola;


  5. Tyna, com seu sensual Meu lado incontido;


  6. Princesa, do poético Mar, sol e lua;


  7. Bete, do blog Farinha e azeite de uma viúva nem tão viúva nem tão de Sarepta assim.





E este veio do Blog da Gi. Visite a loira e pegue o seu!
QUERO LER O POST COMPLETO

Mensagem para um amigo (você que está lendo!!!)

em 23/05/2009


Para se segurar, use a cabeça;
Para segurar os outros, use o coração.
Ódio é mensagem de perigo.
Grandes mentes discutem idéias;
Mentes medianas discutem eventos;
Mentes pequenas discutem pessoas.
Aquele que perde um amigo, perde muito mais.
Aquele que perde a fé, perde tudo.
Aprenda com os erros dos outros:
Você não poderá viver o bastante para cometê-los todos por si só.
Amigos, eu e você...Você trouxe outro amigo...
E nós iniciamos um grupo... nosso círculo de amigos...
E como um círculo, não tem começo nem fim... E passeamos juntos ...
Eu de um lado, você do outro, neste mundão sem fim.


UM ÓTIMO FINAL DE SEMANA... E QUE DEUS ACOMPANHE SEMPRE OS SEUS PASSOS.
QUERO LER O POST COMPLETO

Não deixe de ler!!!E apoiar!!!

Foto daqui.
Já está pronto para ser votado, o projeto de lei 4548/98 do ex-deputado José Thomaz Nonô, que exclui os animais domésticos e domesticados do artigo 32 da lei 9605/98 de crimes ambientais...Se esse projeto de lei for aprovado, a farra do boi, rinhas etc deixarão de ser consideradas crimes. Cães, gatos, cavalos, e outros animais poderão ser tratados com toda crueldade que a polícia não tomará nenhuma providência.Precisamos que todos liguem, o mais breve possível, para a Câmara Federal no telefone gratuito 0800-619619, dizendo que são contra o projeto de lei 4548/98 do ex-deputado José Thomaz Nonô, que exclui os animais domésticos e domesticados do artigo 32 da lei 9605/98 de crimes ambientais...
VAMOS NOS MOBILIZAR!!! ISSO É MUITO SÉRIO!!PEÇA AOS SEUS AMIGOS PARA FAZEREM PARTE DESTA CORRENTE DE AJUDA AOS ANIMAIS !!!!!ESTE PROJETO DE LEI FEDERAL É UM ESCÁRNIO ÀS NOSSAS CONQUISTAS!!!!!!O SEU AUTOR É DEFENSOR DAS TOURADAS, RODEIOS E VAQUEJADAS!!!!
http://www.camara.gov.br/sileg/MostrarIntegra.asp?CodTeor=17943
Procedimento:
  1. - Ao ligar, teclar opção 1 para falar com a atendente que lhe pedirá nome completo e endereço.
  2. - Depois lhe dará opções para seu protesto ser encaminhado.
  3. - Uma delas é para os deputados de 3 estados ("quantidade" de parlamentares) a outra será de lideres dos partidos (ao total 21 - "qualidade") .
  4. - Na hora eu optei pela quantidade, mas, pensei depois que a qualidade seria mais apropriada. Porém, faça a opção que achar melhor.
  5. ANOTE O DIA QUE LIGOU PARA QUE POSSAMOS COBRAR LISURA NO RECEBIMENTO DOS NOSSOS PROTESTOS.A LIGAÇÃO É GRATUITA , VC SÓ PERDERÁ ALGUNS MINUTOS E ESTARÁ AJUDANDO TODOS OS ANIMAIS DOMÉSTICOS E DOMESTICADOS QUE PODERÃO SER MALTRATADOS E TORTURADOS...E OS RESPONSÁVEIS NÃO PODERÃO SER MAIS RESPONSABILIZADOS OU SOFRER QUALQUER PUNIÇÃO....

REPASSEM, POR FAVOR!

Indicação da Zezé, do blog Sem Censura. Visite.

QUERO LER O POST COMPLETO

24 ideias para posts do blog

em 22/05/2009


Tenho visto em muitos blogs gente reclamando de falta de inspiração para postar.
Se tem algo que eu tenho sobrando é inspiração.
Falta tempo, falta planejamento, falta hora no dia...mas inspiração eu tenho de sobra!
Tem dias em que as ideias ficam fervilhando na cabeça. Mas cadê tempo?!?
Se gasto meu tempo blogando, ficam coisas por fazer.
Se faço tudo o que preciso, não consigo refrear as ideias...
Olha só:

Blogando de A a Z


Achar um tempo para postar
Bolar textos em vez de dormir
Criar novos laços de amizade
Discutir questões relevantes e outras nem tanto
Entristecer quando blogs queridos acabam
Ficar horas lendo posts , quando deveria estar trabalhando
Garantir boas risadas
Horas e horas tentando entender as ferramentas do blogger
Imaginar o outro , o leitor
Jogar conversa fora no msn
Ler os comentários e tentar retribuí-los
Mil papéis com idéias pra posts espalhados por aí
Negar que blogar é vício
Ouvir e conhecer novas formas de se encarar a vida
Perder horas num post e deletar :"não gostei"
Questionar sempre
Reconhecer erros
Sentir falta de comentários
Trocar opiniões e experiências
Utilizar HTML
Viajar atrás das palavras , descrições dos posts
Xingar o computador quando tudo trava e vocês estava escrevendo um post
Zangar-se com quem não bloga.


Olha aí quanta ideia!
QUERO LER O POST COMPLETO

Par perfeito?

em 21/05/2009

QUERO LER O POST COMPLETO

Fim de blog


Ontem eu soube que um blog do qual eu gostava muito está desativado. Trata-se do Esterança, da Ester. Se você não lembra qual blog é, foi o blog vencedor do 1º concurso que eu promovi: "Qual seu blog preferido?". Clique aqui para relembrar.

Pois bem, a Ester desativou o blog e parece que foi definitivamente...Mandei um email para ela e soube que a decisão foi bem pensada pois a dedicação ao Esterança estava ocupando-a demais e de certa forma tirando-lhe o tempo que agora ela dedica à profissão, à família e sobretudo à vida espiritual dela. E eu fiquei pensando...

Há mesmo o risco de que um blog ou essas redes sociais nos tirem da realidade? Como disse a Gaby em um comentário no post anterior a este, "temos vida além dos blogs". E será possível que o fato de editar um blog interfira em nossa vida dita "real"? Serão os blogs e afins a televisão do século XXI?

Fico pensando em mim mesma, claro. E vejo que há sim a possibilidade de a Internet roubar a gente do convívio da família e dos amigos. E manter um blog requer tempo e dedicação, por mais que se leve sem pretensões...E muitas vezes a gente se refugia neste mundo virtual.

Mas penso também que um blog nos dá amigos. E no meu caso me abre um mundo desconhecido e fascinante. E penso que deve ser feito por prazer e nunca por obrigação, que de obrigação o dia a dia já é cheio demais, né? Eu trato, ou pelo menos tento, tratar o blog como um hobby e não deixar que ele me consuma ou me tire a paz. Mas no começo ficava checando os comentários e emails compulsivamente e isso é ruim, ao menos para mim foi. E não é bom deixar-se abalar por coisas que escrevem nos comentários; eu já aprendi a filtrar e como diz a Bíblia, abraçar apenas o que é bom. Bom para mim, ok?

No post anterior a este eu recebi um retorno inimaginável e a maioria das pessoas disseram uma coisa com a qual eu concordo: blog é para ser divertido e para fazer amigos. Não iria querer um blog que me angustiasse de forma alguma. Mas sei também que hoje sou mais aberta e, por que não dizer, mais feliz por conta do Um pouco de mim. Criei-o em um momento de depressão (mas outro dia conto como foi) e ele me ajudou sim, e muito. E a verdade é que eu gosto demais do meu bloguinho!

Agora, diz aí você: o que te faria deixar de blogar?
QUERO LER O POST COMPLETO

Como ter um blog de sucesso?





Desde que conheci o mundo dos blogs eu fico pensando o que faz um blog ter ou não sucesso. E em termos blogueiros, o que vem a ser sucesso? Serão as milhares de visitas? Os inúmeros comentários? Os "seguidores" do blog? O que, enfim, define um blog de sucesso?

Conheço muitos blogs, tantos que já perdi a conta. Muitos dos meus preferidos estão no meu blogroll, outros eu assino o feed e outros ainda eu salvei nos Favoritos. Mas meu conceito de blog bom é muito pessoal e nem sempre o que muitos amam eu aprecio. Então, que é um blog de sucesso?

Há muitos blogs que alcançam 1000, 2000 visitas diárias e são bons, divertidos e/ou úteis. Mas existem aqueles que tem um número grande de visitas e comentários e são um amontoado de baboseiras, além de não serem bem escritos. Conheço blogs maravilhosos, com texto primoroso e conteúdo interessante que jamais alcançam relevância, cujas visitas se resumem a 1 dígito e os comentários não passam de 2, 3 por postagem. Conheço blogs que existem há muito tempo e não "decolam" e outros que acabaram de nascer e já são notórios...Por que uns alcançam o sucesso e outros não?



Aqui no meu blog as visitas mantêm a média de 50, 60, 70 acessos/dia. E os comentários variam muito. Já postei textos elaborados, dos quais eu gostei muito e que não renderam feedbach enquanto às vezes uma imagem ou apenas uma frase rendem muitos comentários. Percebo que a maioria já não tem tempo para ler um texto mais longo e daí tudo vai ficando mais diluído, meio fast-food. Mas será que o número de comentários é indicador de qualidade para um blog? Se não, então qual seria esse indicador?

No meu caso, eu tenho um blog essencialmente pessoal, onde eu escrevo mesmo Um pouco de mim e não tenho a pretensão de ser famosa na blogosfera, bem ao contrário eu diria...Aliás comecei o blog como um diário e levei o maior susto quando recebi o 1º comentário pois achava que jamais alguém leria o que eu escrevo. E para mim foi mesmo uma maravilha conhecer este mundo de palavras e amigos que nunca me viram mas me conhecem tão bem...

E eu tenho um blog de sucesso pois fiz amigos, alguns tão queridos que chego a rezar por eles junto com os pedidos que faço para mim e minha família. Gente que é inteligente, sensível e de um coração de ouro puro... e aprendi a me expressar de um modo livre e destemido como nunca imaginei ser possível.

Então, diz aí: você é um(a) blogueiro(a) de sucesso? Por que?

QUERO LER O POST COMPLETO

Be happy

em 20/05/2009


Não se preocupe; seja feliz!
Bom Dia!!!!!!!!!!
Se você passar por aqui, diga bom dia! Deixe um "oi!"
Vai, não custa nada!
Faça uma blogueira feliz!
E saiba que o dia de hoje será maravilhoso!
Então...
Bom Dia!!!!!!!
QUERO LER O POST COMPLETO

Transitório

em 19/05/2009


Dizem que tudo passa.
Já vi tantas coisas passarem;
as ondas passam e não voltam,
as águas de um rio não voltam.
Já vi tantos
passarem, indo...
Nada perdura, nem ninguém.
Tudo passa.
Até as pessoas...
QUERO LER O POST COMPLETO

Dicas para ser boa de cama


Uhu!!! Post porno-sensual!!!

Sossegue que não é nada disso que você está pensando.

É só para dizer que ando com tanto sono que acordo de manhã já pensando na hora em que vou poder voltar para a minha caminha.

Estou com sono, cansada e com a garganta arranhando. Resfriado virando gripe. E muito serviço para fazer.

E sono, muito.

Vou ali cochilar e já volto.

Não sai daí; alguém tem que vigiar o blog.
QUERO LER O POST COMPLETO

Em defesa da infância

em 18/05/2009





Mesmo para quem não tem filhos como eu não é nada fácil falar em exploração e abuso infantil. Então decidi falar com o coração, e creio que com o coração a gente se entende...


Sexta-feira passada o Globo Repórter fez um programa inteiro sobre o tema. Nem preciso dizer o quanto a minha noite foi ruim; não dormi quase nada e quando dormia os rostos encobertos e as vozes das crianças entrevistadas ficavam ecoando em minha cabeça... E tendo assistido à reportagem eu posso dizer que ela até que foi branda, já que todo mundo sabe que a realidade pode ser ainda mais terrível. Se pensarmos que na maioria das vezes o agressor é justamente quem deveria proteger, então é ainda mais cruel.


Eu tenho 2 sobrinhos, uma menina de 9 anos e um garoto de 8. Fico pensando no que eu seria capaz de fazer com um desgraçado(ou desgraçada) que os molestasse...Lembro de um caso ocorrido numa cidade do interior paulista em que uma mãe matou com uma faca na jugular o menor de 16 anos que havia estuprado seu filhinho de 4 anos apenas. E ela fez isso dentro de uma delegacia...Penso que seria capaz de fazer a mesma coisa. Ainda que saiba tratar-se de uma doença ou distúrbio...


Vou contar duas coisas para você: a 1ª diz respeito a uma estória que eu vi acontecer :

Moravam o casal e a filhinha de 4 anos em frente à casa da minha mãe. Era o ano de 2003. Família pobre, ele cortador de cana, ela doméstica, e tudo parecia muito comum. Parecia. Um belo dia ela chega em casa mais cedo e flagra o marido com a filha nua, na cama. Ela grita, ele a espanca, ela o questiona e ele diz, tranquilamente, que a filha é dele e ele faz o que quiser com a menininha. Confessa que vem "fazendo carinho" nela há meses e diz que não vai parar. O que você acha que aconteceu? Nada.










A mulher engoliu o choro e foi fazer janta. Minha sobrinha estudou no jardim de infância(?) com a menininha em questão: ela era a coisinha mais triste do mundo, silenciosa, oprimida, nunca brincava e não conseguia aprender como as demais crianças. E viveram os 3, infelizes para sempre, já que quando os vizinhos denunciaram ao Conselho Tutelar a mãe negou veementemente tudo e no dia seguinte eles se mudaram. Nunca mais soube deles, me disseram que voltaram para o nordeste...Daí eu pergunto como é possível uma mãe ter este comportamento??? Parece coisa de novela mas a verdade louca e insana é que muitos homens acham que têm o direito de serem "os primeiros". E se não são os pais são irmãos, primos, padrastos, tios...


A 2ª coisa que eu quero contar diz respeito a mim.


Quando eu era criança fui vizinha de uma família por muitos e muitos anos. Inclusive a minha melhor amiga de infância era uma menina desta família. E a mãe dessa menina tinha um irmão que vivia sozinho, em outro bairro. Ele era muito bem de vida para os padrões aos quais estávamos acostumados e era também muito sedutor com todas as crianças. Gostava de trazer balas e doces quando vinha visitar a irmã e os sobrinhos eram doidos por ele. Consequentemente os amiguinhos dos sobrinhos viviam em torno dele. Ele nos convidava para passear, para lanchar, para ir à casa dele e ficar na piscina...Meus pais jamais deixaram. A criança que eu era achava os pais maus e cruéis, e queria de todo jeito ir com os coleguinhas. Nunca fui. O tempo passou e quando eu completei uns 12 anos fui escondido do meu pai à uma festa de aniversário na casa deste homem. Minha mãe deixou depois que a minha amiga implorara e eu fui. Era um domingo e a festa durou o dia todo. Muito churrasco, bebida e eu achando tudo muito estranho, tantas adolescentes, mulheres esquisitas, e minha amiga, apenas 1 ano mais velha que eu, se comportando de uma maneira que eu nunca vira antes. Em um certo momento eu entrei na casa e ouvi o seguinte: "Ih, essa daí é jogo duro, tio. Ela não vai querer, não." "Vai lá, fala prá ela assim: vai ser bom prá você, ele gosta de você. E se ela vier eu te dou o rádio que você quer." Pois é, para encurtar a estória a minha amiga era paga para convencer as demais meninas a fazerem sexo com o tio dela e eu era a "desejada" da vez. Como terminou a festa? Não sei pois fui embora sozinha, andei mais de 3 quilômetros e cheguei em casa muda. Meu pai quis saber onde eu estava, já que todo mundo ficou feito doido me procurando na tal festa e eu demorei muito para chegar em casa. Levei a melhor surra da minha vida. Nunca mais falei com o tal homem de novo e durante muito tempo eu tremia cada vez que o via. Nunca mais falei com a sobrinha dele e anos depois eu soube ter sido ela própria abusada por ele. E as 2 irmãs mais velhas também. E sabe Deus quantas meninas mais...Lamentavelmente ela hoje tem aids e eu não a vejo mais pois a doença a impede se sair de casa. Esta é a 1ª vez que toco neste assunto, e penso que este episódio me marcou muito. Mesmo sendo tão novinha eu comecei a relembrar todas as vezes em que o tal "tio" ficava sozinho com a sobrinha e ela insistia tanto comigo para ficar na casa dela, lembrava dos afagos dele e sentia nojo. Revia o olhar dele e me sentia muito mal, pois sabia que era algo que não deveria estar ali. Ele não chegou a me tocar de fato mas mesmo assim eu fiquei de certa forma marcada, e a minha meninice acabou mais cedo.


Então eu fico pensando no horror que estas crianças passam, no sentimento de medo e de inadequação que elas vivem. Sentem-se sujas e culpadas por causa de um pervertido.
Tenho uma amiga blogueira que diz que ela sempre pede ao marido para ficar de olho nela, enquanto ela faz o mesmo em relação à ele pois ambos têm uma bebezinha e, como a Laura diz, vai que um dos dois pira e faz algum mal para a Bebebedocinha deles...Mesmo que conscientemente eles jamais o fizessem. Então fica o pedido: olhe pela sua criança, mas olhe mesmo. Não confie demasiado em ninguém, seja pai, padrinho, tio, avô, amigo. E vigie o acesso da criança à Internet, pelo amor de Deus.











Pois o perigo está, muitas vezes, mais perto do que a gente pensa...
QUERO LER O POST COMPLETO

As aparências enganam...

em 17/05/2009

Nada é realmente o que parece, já percebeu? Enganamos e somos enganados pelas aparências.
QUERO LER O POST COMPLETO

Acerto de contas

em 16/05/2009

Ando tão atrasada para postar os selos que ganhei que daqui a pouco minhas amigas queridas vão deixar de me presentear!!! Please, tenham paciência que eu ando atarefada demais.
Mas enfim, vamos acertar nossas contas bloguísticas.

Este Prêmio Dardos 2009 quem me indicou foi a Cristiane Marino.

Reza a lenda que este prêmio é concedido a blogueiros/as que contribuem com seus textos para a qualidade do mundo dos blogs.

Eu indico o delicioso Esterança, da nossa querida Ester.

Este veio da Estela e pede para listar 8 coisas que eu gostaria de fazer antes de morrer. Então:
1-ter certeza de que eu vou para o céu; 2-ver meus sobrinhos criados e bem na vida; 3- conhecer a Itália; 4- construir um abrigo para animais maltratados; 5- aprender a tocar violão; 6- aderir ao vegetarianismo; 7-aprender a ser menos crédula; 8- perder o medo de água.
E eu indico a Kariny para o selo e para responder à brincadeira.

Mimo da fofa da Aline. E eu repasso para outra mega-querida: a Magda.

Presente da Nade.
E como assim que eu coloquei os olhos no selinho eu lembrei do lindo blog dela, esse vai para a Gi, do Blog da Gi.


Esta delicadeza veio da Ana.
Como é um selo muito delicado e todo feminino, eu indico a Nina.




Este é o selo do blog da Susana. Lindinho, né?
E já que o blog dela tem esse nome, este selo vai para a Cíntia.

Por enquanto chega, né?
E fica a dica de alguns blogs muito legais; caso não conheça algum, corre lá...
E para todas as premiadas com os selinhos, diz que fui eu que dei, tá? Faça uma blogueira(no caso eu) feliz!




QUERO LER O POST COMPLETO

Conto: A carta e a cruz

em 15/05/2009

Meus contos são baseados em vidas.
Quase sempre dos outros.
Este é inspirado em Ana Regina, uma amiga do passado.



Deixou que o corpo escorregasse lentamente até o chão. Não por conta de um excesso de dramaticidade mas porque as pernas não a sustentaram. Sentiu os joelhos fraquejarem e percebeu a iminência da queda. Sentou-se. As mãos começaram a tremer tanto que as duas folhas de papel finas e brancas pareciam ter adquirido vida própria. Os olhos marejaram, e grossas lágrimas jorraram: quentes, fartas, sentidas. Vou desmaiar, pensou.

Mas ela nunca desmaiara em toda a vida, então não iria ser agora que começaria. Tentou ler novamente mas as lágrimas impediam. Respirou fundo, e à maneira das crianças, secou um pouco os olhos com o dorso da mão e fitou a carta novamente. Tão familiar aquela caligrafia, a forma como ele juntava os esses e como ele terminava cada frase com um círculo à guisa de ponto final. Ponto final. Agora ela era definitivamente um ponto final.
Há 2 anos esperava que ele enviasse esta carta, e agora desejava ardentemente que a carta nunca houvesse sequer sido escrita, muito menos enviada. Melhor seria continuar esperando que ele um belo dia simplesmente chegasse, tão súbito quanto partira. Preferia agora não saber, continuar desconhecendo a verdade. "Mejor lo mallo conocido que lo bueno por conocer" costumava dizer sua mãe quando ainda era capaz de acreditar em algo. Mas também a sua mãe estava enganada; bem melhor continuar vivendo de esperança, de sonho, do que enfrentar agora a verdade. E a verdade é que ele jamais voltaria. Encontrara sua chama, sua Terra prometida e não voltaria. "Você vai ser muito feliz" ele escreve. Não, não seria. Como ser feliz com parte de seu coração batendo fora do seu corpo, em outro peito? "Encontrará um homem que a mereça"ele diz. Não. Pois não amamos quem nos mereça, o amor é talhado fora de nós e parece independer de nossa decisão e vontade."Rezarei por você para sempre". Já fala como padre, não é justo! Ela ainda sentia o cheiro dele, sentia o gosto do último beijo; como ele pudera esquecer? "Encontrei um amor maior do que qualquer outro que houvesse esperimentado antes. Espero que compreenda." Compreender ela compreendia, mas o coração é burro e cego e teimoso ...e esse não compreederia jamais.
Então ela viu, pela primeira vez percebeu, a fina corrente presa entre as duas folhas brancas de papel. E a pequena e delicada cruz pendendo dos seu dedos encharcados de lágrimas."Para você não me odiar." Não há ódio no amor que ela sentia, nunca haveria.

Olhou novamente a corrente tão fina e a cruz delicada e frágil; símbolo do amor maior que ele escolhera. Como competir com algo que era-lhe tão superior? Não havia comparação possível. E a decisão dele fora amadurecida durante tanto tempo.
Ali, sentada no chão e olhando a cruz delicada, ela deixou-o enfim seguir a luz ofuscante que o chamava há tanto tempo. Libertou-o, enfim. Sobreviveria. Já o fizera antes e sobreviveria novamente. E ele estaria rezando por ela, afinal.
QUERO LER O POST COMPLETO

Das diferenças...

em 14/05/2009


Ele: não vive sem televisão;
Ela: não consegue ficar mais de meia hora diante da t.v.;
Ele: adora batata frita, coxinha frita, frango frito, costelinha frita, e comeria alface se pudesse fritar;
Ela: não gosta de frituras e prefere legumes e verduras;
Ele: não consegue fazer uma refeição sem algum tipo de carne;
Ela: está pensando sériamente em ser vegetariana. E já reduziu o consumo de carne pela metade em 6 meses;


Ele: jamais leu um livro inteiro em toda a vida;
Ela: lê um livro por semana;
Ele: pisa na igreja apenas para casamentos;
Ela: coordena um grupo de oração;
Ele: é doido por orkut: acha que é a melhor coisa da internet;
Ela: quase todo dia acorda com a sanha assassina de deletar o tal orkut;
Ele: é capaz de viajar horas para curtir um parque aquático;
Ela: nunca usou biquini na vida, não sabe nadar e morre de medo de água;
Ele: conhece tanta gente e faz amigos com tanta facilidade que anda pela rua acenando de tantos conhecidos que tem;
Ela: conta nos dedos das mãos os amigos e é tão tímida e retraída que só consegue ser amistosa no blog que edita;
Ele: só consegue trabalhar com chefe, em empresa sólida e com direitos e deveres bem definidos;
Ela: gosta de ser independente e trabalha em casa pois não gosta de chefes;
Ele: gosta e acompanha todas as novelas;
Ela: abomina novela;
Ele: é fã declarado do Pânico na tv;
Ela: acha Pânico na tv o fim da picada;
Ele: não passa um domingo ser ir à casa dos pais;
Ela: só sai de casa em último caso;
Ele: dorme assim que fecha os olhos, às vezes até antes;
Ela: precisa de tempo para desacelerar;
Ele: gosta de Britney Spears, Rihana, Ivete;
Ela: curte mpb, jazz, blues(que aliás ele nem sabe o que venha a ser);
Ele: perde a calma por pouca coisa e esquece uma discussão minutos depois;
Ela: raramente se irrita mas demora dias para esquecer uma briga;
Ele: não bebe absolutamente nada alcoólico;
Ela: aprecia uma cervejinha e um bom tinto;
Ele: gosta de comédia romântica e filmes de ação;
Ela: prefere os clássicos e aprecia suspense;
Ele: mandou cimentar o quintal de casa;
Ela: ama verde, especialmente roseiras e samambaias;
Ele: é engraçado a ponto de fazê-la chorar de rir ce vive mandando emails engraçadinhos para ela;
Ela: detesta piada, especialmente se for de duplo sentido;
Ele: ama viajar e conhece um monte de lugares;
Ela: só de pensar em viajar ela já desiste;


Já chega, né?
E apesar de tantas diferenças, como podem estar juntos há 15 anos?????
QUERO LER O POST COMPLETO

Truques de beleza (não faça isso em casa!)



Sabe uma coisa que eu gostaria de ser? Vaidosa.

Mas não sou.



Mas queria.

Queria ser mais feminina, seja lá o que isso queira dizer.

Mas não consigo. Se tento me emperequetar toda, com brincos grandes, cabelo solto, salto...acabo chegando de volta da saída com os brincos na bolsa, os pés doendo e o cabelo preso com o que eu encontrar.

Ah, e bolsas. Não consigo amar bolsas como todamulhernormal. Tenho 3, todas ganhadas de minha sogra(que não desiste de fazer da norinha aqui uma lady) mas não uso nunca. Acho lindo aquelas bolsas enormes, mas...

E óculos de sol? Acho o máximo da chiqueza mas só tenho um e mesmo assim, ganhado.

Maquiagem? Não sei passar lápis e choro como se o mundo fosse acabar quando minha irmã tenta me ensinar. Aprendi a usar base e pó pois senão fico parecendo um fantasma de tão branquinha. Sem blush, sombra só em dia de festa e batom apenas para sair de casa. Ou seja, raramente.

Hidratante? Até tento, mas esqueço e quando lembro já estou pegando no sono. Creminhos anti rugas, anti idade, anti seilaoque? Piada. Mas a meu favor eu faço limpeza de pele, não bebo, não fumo, nunca passei nem perto de drogas e aos 36 anos minha grande alegria são 8 horas de sono.

E os cabelos, tadinhos...Tem época que é só shampoo , condicionador e Deus cuidando mesmo. Tenho alergia à cera e faço unhas apenas quando começam a incomodar(para desespero da manicure) e pinto apenas as unhas dos pés.

Ai, ai...
QUERO LER O POST COMPLETO

A Raposa e o Príncipe

em 13/05/2009



E foi então que apareceu a raposa:

__Bom dia,disse a raposa.

__Bom dia,respondeu polidamente o principezinho,que se voltou,mas não viu nada.

-Eu estou aqui,disse a voz,debaixo da macieira...

__Quem és tu?perguntou o principezinho.Tu és bem bonita...

__Sou uma raposa,disse a raposa.

__Vem brincar comigo,propôs o principezinho.Estou tão triste...

__Eu não posso brincar contigo,disse a raposa.Não me cativaste ainda.

__Ah!desculpa,disse o principezinho.

Após uma reflexão,acrescentou:

__Que quer dizer "cativar"?

__Tu não és daqui,disse a raposa.Que procuras?

__Procuro os homens,disse o principezinho.Que quer dizer "cativar"?

__Os homens,disse a raposa,têm fuzis e caçam.É bem incômodo!Criam galinhas também.É a única coisa interessante que eles fazem.Tu procuras galinhas?

__Não,disse o principezinho.Eu procuro amigos.Que quer dizer "cativar"?

__É uma coisa muito esquecida,disse a raposa.Significa "criar laços...".

__Criar laços?

__Exatamente,disse a raposa.Tu não és ainda para mim senão um garoto inteiramente igual a cem mil outros garotos.E eu não tenho necessidade de ti.E tu não tens necessidade de mim.Não passo a teus olhos de uma raposa igual a cem mil outras raposas.Mas se tu me cativas,nós teremos necessidade um do outro.Serás para mim único no mundo.E eu serei para ti única no mundo...

__Começo a compreender,disse o principezinho...Existe uma flor...eu creio que ela me cativou...

__É possível,disse a raposa.Vê-se tanta coisa na Terra...

__Oh!não foi na Terra,disse o principezinho.

A raposa pareceu intrigada:

__Num outro planeta?

__Sim.
__Há caçadores nesse planeta?

__Não.

__Que bom.E galinhas?

__Também não.

__Nada é perfeito,suspirou a raposa.

Mas a raposa voltou à sua idéia:

__Minha vida é monótona.Eu caço galinhas e os homens me caçam.Todas as galinhas se parecem e todos os homens se parecem também.E por isso me aborreço um pouco.Mas se tu me cativas,minha vida será como que cheia de sol.Conhecerei um barulho de passos que será diferente dos outros.Os outros passos me fazem entrar debaixo da terra.O teu me chamará para fora da toca,como se fosse música.E depois,olha!Vês lá longe,os campos de trigo?Eu não como pão.O trigo para mim é inútil.Os campos de trigo não me lembram coisa alguma.E isso é triste!Mas tu tens cabelos cor de ouro.Então será maravilhoso quando me tiveres cativado.O trigo,que é dourado,fará lembrar-me de ti.E eu amarei o barulho do vento no trigo...

A raposa calou-se e considerou por muito tempo o príncipe:

__Por favor...cativa-me!disse ela.

__Bem quisera,disse o principezinho,mas eu não tenho muito tempo.Tenho amigos a descobrir e muitas coisasa conhecer.

__A gente só conhece bem as coisas que cativou,disse a raposa.Os homens não têm mais tempo de conhecer coisa alguma.Compram tudo prontinho nas lojas.Mas como não existem lojas de amigos,os homens não têm mais amigos.Se tu queres um amigo,cativa-me!

__Que é preciso fazer?perguntou o principezinho.

__É preciso ser paciente,respondeu a raposa.Tu te sentarás primeiro um pouco longe de mim,assim,na relva.Eu te olhareipara o canto do olho e tu não dirás nada.A linguagem é uma fonte de mal-entendidos.Mas,cada dia,te sentarás mais perto...

No dia seguinte o principezinho voltou.

__Teria sido melhor voltares à mesma hora,disse a raposa.Se tu vens,por exemplo,às quatro da tarde,desde às três eu começarei a ser feliz.Quanto mais a hora for chegando,mais eu me sentirei feliz.Às quatro horas então,estarei inquieta e agitada:descobrirei o preço da felicidade!
Meu trecho favorito do livro; e postei aqui para dizer da importância de criar laços. É também um carinho para os blogueiros que Um pouco de mim já cativou. E para os que cativaram Um pouco de mim.
"Tu és eternamente responsável por aquilo que cativas." [Antoine de Saint-Exupéry]
QUERO LER O POST COMPLETO

Os olhos do coração.

em 12/05/2009




Se você é cristão/cristã com certeza conhece a palavra de Jesus que diz "onde está o seu tesouro, aí está seu coração.Mt. 6,21"
Você já pensou onde estão seus afetos, onde estão as coisas que realmente são importantes em sua vida?

Pois eu tenho pensado muito onde estão os meus afetos e os meus tesouros. e que quando acumulamos demais, não sobra espaço para o essencial...
E o essencial, como diria Antoine de Saint-Exupéry, é invisível aos olhos...pois só se vê bem com o coração.
"On ne voit bien qu'avec le coeur.L'essentiel est invisible pour les yeux."
QUERO LER O POST COMPLETO

"Mas eu tenho que manter a minha fama..."


Sabe, eu sou muito egoísta. Não egoísta de coisas, de bens materiais e de posses; não, não sou possessiva nem avarenta quando o assunto é propriedade. É pior: sou egoísta de mim, entende? Tenho muita dificuldade em me dar, em me abrir, em sair de mim ou em deixar que o outro entre na minha esfera. Como sou muito desconfiada, sempre fico com uma certa reserva com as pessoas. E também sou muito analítica. Tenho uma amiga que fiz há pouco tempo que diz que isso é coisa de virginiana. Mas eu não acredito em astrologia, então...


E os meus afetos estão, em sua imensa maioria, encalacrados apenas em meu coração. Não sou muito expansiva e tenho certa dificuldade em ser amorosa. Menos com os meus cachorros; esses eu beijo, abraço, falo com aquela linguagem tatibitati que as mães usam com as crianças pequenas...Mas com pessoas eu sou bem pouco terna. Não que não exista ternura em mim, existe e muito, mas a dificuldade está em colocar para fora. Tem pessoas que leêm meu blog que me conhecem muito mais intimamente do que outras que convivem comigo há anos. Acredito que isso aconteça porque escrevendo eu me revelo muito mais do que no dia a dia.


Seria surpreendente para quem me conhece pessoalmente ler este blog; minha fama de fria e brava iria derreter igual sorvete de morango no calor do meio-dia! Ai, que medo!!!
QUERO LER O POST COMPLETO

Alimentar a alma...

em 11/05/2009




Nossa alma precisa, tal e qual o nosso corpo, de alimento. E tem um ditado muito antigo que diz:
Para alimentar sua alma, a cada dia você precisa:

  1. Ler uma poesia, pois a poesia nos trás para dentro de nós mesmos e nos leva à reflexão;
  2. Ouvir uma boa música, pois a música alegra a vida;
  3. Fazer uma oração, pois a oração nos aproxima de Deus e ao ser humano próximo de Deus nada falta.
É, faz sentido...
Então, uma poesia:



Autopsicografia

O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente.
E os que leem o que escreve,
Na dor lida sentem bem,
Não as duas que ele teve,
Mas só a que eles não têm.
E assim nas calhas de roda
Gira a entreter a razão,
Esse comboio de corda
que se chama o coração.

Fernando Pessoa


E uma música:



Ah, e a oração?
Bem, essa fica por sua conta.
Experimente.
Uma palavrinha de louvor ao Deus da vida
pela semana linda e abençoada que você terá!
Bom dia!!!!!!
QUERO LER O POST COMPLETO
em 10/05/2009



Num mundo que se faz deserto, temos sede de encontrar um amigo.
E quem encontra um amigo, encontra um tesouro.
QUERO LER O POST COMPLETO

Para a mãe que há em cada mulher...


Todas nós carregamos em nosso coração um quê de mãe... Esse instinto de cuidar, de proteger, de zelar e de proteger quem amamos é bem coisa de mãe.
E para ser mãe não é imprescindível ter parido filhos. Indispensável mesmo é tê-los no coração e na alma! Professoras-mães, médicas-mães, tias-mães, amigas-mães...Todas mães à sua maneira.
Então, se você é mãe, tendo ou não gerado filhos em seu ventre, estas flores são para você.
QUERO LER O POST COMPLETO

A vingança dos Três Porquinhos

em 09/05/2009

QUERO LER O POST COMPLETO

Hoje é o dia...

em 08/05/2009



Um pouco de bom humor...

Afinal, hoje é sexta-feira!

E, vamos combinar que a vida é para ser levada com leveza e uma pitada de ironia senão a gente endoidece, né?

Tenha um dia iluminado, pessoa! Hoje é o dia! De ser mais feliz do que ontem.

Eu estou bem, obrigada aos amigos!

QUERO LER O POST COMPLETO

Das características do amor

em 06/05/2009




É isso aí. O verdadeiro amor é paciente. Com os erros. Com a demora. É capaz de suportar tudo. Por quê? Porque é o amor! Mas mesmo o amor precisa ser cuidado, ser regado. Assim como as plantas, também o amor precisa ser alimentado... Sempre.
Então, alimente seu amor.


QUERO LER O POST COMPLETO

Conto: Uma vida para recomeçar

em 05/05/2009

Desde a adolescência eu gosto muito de escrever. Mas nunca mostro a ninguém o que escrevo. Mas senti vontade de começar a publicar alguns contos meus. Vou tentar um por semana.Baseados em vidas. Quase sempre dos outros...


Ela sentou-se e ficou observando o vaivém das ondas...Tão bonitas, as ondas. E tão instáveis... Será mesmo que ele viria? E se houvesse mudado de ideia? E se o amor não fosse de dois, mas apenas dela? Quanta coisa deixara para trás. Quanto abandonara, de tudo abdicara por este homem! E se ele não viesse? Significaria que as palavras foram apenas palavras, não o abrir de corações que ela supunha. E se ele não viesse? O que ela faria, para onde iria, como manter a cabeça erguida se ele não vier? Duas horas de atraso, muito tempo de espera. Mas ela esperara 2 anos. Longos 2 anos esperando por esse homem, esperando que ele criasse a coragem que ela sempre tivera. E se ele não vier? Ela olha as ondas novamente. Tão instáveis, traiçoeiras. Será esta a natureza dele? Todos disseram, avisaram que ele é naturalmente avesso à fidelidade. Se não fosse assim, teria ele mantido o amor de ambos por tanto tempo oculto da esposa? Mas será mesmo que o amor fora de ambos? Ou fora apenas dela? Afinal, quem está de fato aqui, sozinha olhando o mar?

Quase 5 horas olhando as ondas. Anoitece Ele não vem. Deveria saber. Ele nunca planejou realmente vir. Por isso não veio, porque nunca imaginou-se vindo... E ela despedindo-se de todos, marido, filho, pai...Finalmente livre para dizer que estava indo viver o amor de uma existência! E agora, como voltar? Não voltaria, claro. Já não tem para onde nem para quem voltar. Gritou sua fuga, assumiu sua escolha, entregou tudo. E ele não vem. Olha pela derradeira vez as instáveis ondas...Tão bonitas. Chamativas. Convidativas. Fantasia saltar. Mas não. Queria viver, e muito!

Melhor de tudo fora ele não ter vindo. Como poderia viver a vida intensa que almeja ao lado de um homem covarde?
QUERO LER O POST COMPLETO

Aumentando o número de pessoas da família...

em 04/05/2009

Daí que eu tenho uma grande novidade para contar! Bem, mas bem grande mesmo!!! Na verdade ainda não está tão grande assim, deve ter apenas uns 10 centímetros...

Vou ganhar mais 1 sobrinho. Ou sobrinha. É que minha irmã está grávida! Soubemos há uma semana mas eu queria os resultados definitivos para falar aqui.

O mais doido é que ela já está entrando na 16ª semana e só descobriu porque foi ao médico fazer um hemograma. Tomando pílula, menstruando normalmente. Imagina o choque! Não dá para dizer que ela esteja 100% feliz pois foi inesperado e não-planejado.
E o marido dela está desempregado. E ela já tem 2 filhos. E ela está com pressão alta. E está com medo. Mas o marido está radiante...
Acontece que ele foi intimado a ceder material para um exame de DNA pois é o suposto pai de um garotinho de 5 anos, fruto de um relacionamento anterior à minha irmã. Então a hora não é a melhor para ambos terem um bebê.
Mas o bebê existe, está aí, nascerá talvez em setembro e eu já comprei esse sapatinho aí da foto. É uma tradição, sabe?
Uma amiga fica grávida, eu dou o 1º sapatinho.
Imagina a minha irmã!!! Mas apesar de todas as dificuldades que um neném inesperado, filho de papai desempregado e já com irmãozinhos pode acarretar, eu estou muito feliz. Mas sou prática acima de tudo, né?
Que venha o neném!

QUERO LER O POST COMPLETO

Como lidar com o sofrimento

em 02/05/2009


Acabo de ler na Veja desta semana a matéria sobre o câncer que acometeu a ministra Dilma. A chamada de capa diz : "A vergonhosa politização do drama pessoal da ministra". Lendo a reportagem, vi que a revista cita esta fala do presidente Lula, proferida durante visita à obras do Pac em Manaus: "A única coisa, Dilma, que eu te peço é que você olhe com atençao na cara desse povo. Esse povo não perde a esperança nunca. Se você não rezava toda noite, agora trate de rezar, porque esse povo vai precisar muito de você daqui para a frente. E você vai ter que fazer muita coisa por esse povo."

Fiquei triste com a postura adotada tanto por Dilma quanto pelo PT, expressa nas palavras de Lula. Para mim ficou claro a intenção eleitoreira por detrás das palavras. E lamento muito que eles queiram tirar proveito de um drama real da ministra. Quanto à ministra, ela tem um histórico de garra e força, daí que eu não compro essa de coitadinha de jeito nenhum. E creio que ela deu um passo em falso embarcando nessa de suscitar piedade. Até porque ela desfruta de um ótimo plano de saúde, está cercada de médicos muito bons e faz seu tratamento em hospitais muito bem equipados. Muito diferente, portanto, do tratamento que a maioria da população recebe nas filas do SUS. SUS que aliás o presidente diz ser quase perfeito. Ela quer mesmo criar empatia com o povo? Encare o tratamento via SUS. Talvez sentindo na pele ela entenda que o drama do câncer não é para fins eleitorais e que agindo assim ela talvez agrida quem também sofre as dores eo medo que a doença traz.

Mas isso me levou a pensar que muitas vezes nós agimos assim também. Vou explicar:

Estou falando de tentar conseguir a simpatia ,e por que não dizer, o amor das pessoas suscitando compaixão e/ou até mesmo pena. Eu pessoalmente tento de todo modo não fazer, jamais, chantagem emocional. Nem drama. Sei que tem vezes que eu incorro no erro de ir para o extremo oposto e me fechar com minhas dores e sofrimentos (físicos e emocionais) mas penso ser preferível isso do que ser aquela pessoa a quem perguntam, por educação, "tudo bem?" e a pessoa já vai desfiando um rosário de lamentações... E tem gente ainda pior, que usa as próprias desgraças para ser o centro das atenções. Deus me livre!

Sei que cada pessoa tem uma personalidade e sente as coisas com intensidade própria. Mas acho também que podemos ser mais fortes do que supomos. A questão é: Você quer ser forte ou quer ser a coitadinha? Quer dar conta e bancar sua vida e suas escolhas ou quer viver às custas da força dos outros?

Claro que todos nós temos momentos de fragilidade e nesses momentos precisamos de apoio e sim, precisamos de colo. Mas não dá para viver a vida no colo, ou nas costas, de alguém.
QUERO LER O POST COMPLETO

Bem resolvida na vida

em 01/05/2009



Recebi este selo lindinho da Nice e amei demais!!!

Vamos as regras:

1. Exibir a imagem do selo.

2. Postar o link do blog de quem recebi o selo.

3. Escolher 10 mulheres bem resolvidas e distribuir o selo.

4. Avisar as escolhidas.

Antes porém de listar as minhas escolhidas eu quero falar um pouco do que é, para mim, ser uma mulher bem resolvida.

Ser bem resolvida é ser livre de preconceitos e aberta para conhecer o mundo. Ainda que seja o mundo interior.

Ser bem resolvida é ser dona das próprias vontades e decisões. Mesmo que doa.

Ser bem resolvida é ser capaz de amar e viver as consequencias do amor. Todas. Sempre.

Ser bem resolvida é ser capaz de construir felicidade onde se vive. E de levar esta felicidade para onde for.

Ser bem resolvida, para finalizar, é ser artífice da própria vida, é ter nas mãos as rédeas do próprio destino. Mesmo que fosse mais cômodo ir seguindo ordens.

E eu indico as bem resolvidas:

Fran (Menina de Óculos)

Andréia (Devaneios do Cotidiano)

Dri Viaro (Mãe, esposa, dona de casa, trabalhadora)

Ruiva (Histórias e pensamentos de uma Ruiva Infinita)

Kariny (Menina Robô)

Magda (Ventania)

Nade (Orgulho de ser)

Cláudia Balsabino (Pensamentos que a vida trás)

Cristiane Marino ( Cristiane Marino)

Gerly ( Nadica demais)

Agora, ao comentar, por favorzinho me diga: o que é uma mulher bem resolvida para você?

QUERO LER O POST COMPLETO

Resultado final da promoção: Qual seu blog preferido?



Foram 255 votos únicos. Foram 8 dias para votar. Na 1ª fase foram 36 os blogs indicados. Nesta 2ª fase, os 5 mais votados na fase anterior entraram na enquete. E, depois de 4 dias de votação, de visitas lindas, conhecendo gente boa demais, blogs bons demais e ampliando as amizades, eis o resultado final:



Beco dos felinos(http://www.becodosfelinos.blogspot.com/)
39 (15%)

Para Francisco(http://www.parafrancisco.blogspot.com/)
8 (3%)

Esterança(http://www.esteranca.blogspot.com/)
112 (43%)

Sueli Fenixando(http://www.suelifenixando.blogspot.com/)
51 (20%)

Menina de Óculos(http://www.meninadeoculos.blogspot.com/)
45 (17%)

Então, com 43% dos votos computados, ou seja, 112 votos, a vencedora é:




Parabéns, Ester!


Envie para mim seu endereço e na 2ª feira eu envio seu livro!




E parabéns aos demais blogs! Se você ainda não conhece algum deles, corre lá! Cada um vale muito a pena!


Ah, o ingresso para assistir Divã vai para...


Minha querida Nice, que com o seu MeniNice foi a mais votada entre os blogs que não entraram na enquete.


QUERO LER O POST COMPLETO


Visualizações

Contando...

Dias online
Postagens
comentários