Umas confissões...

em 20 de abril de 2009


Não é fácil viver pela fé. Eu sei. Eu tento todos os dias.

Tenho vivido uma época muito difícil em minha vida. Tenho fé, Deus sabe que há muito tempo minha oração mais constante tem sido: "Senhor, sabes que te amo! Apesar de tudo, sabes que te amo." Mas, por mais que isso seja verdade, tem momentos em que eu vacilo. Tem momentos em que eu duvido muito, muito mesmo e isso é bem ruim. E não é uma duvidazinha qualquer não, é coisa de duvidar que Deus esteja mesmo comigo, de duvidar que Ele realmente exista...Tenho passado por algumas dores bem doídas e isso está me abalando muito. Ao mesmo tempo eu me sinto uma ingrata, pois sei que tem gente passando coisa muito pior. E quando penso nisso, aí sim que a dúvida vem...Penso se tudo isso de fé não é uma invenção humana...Veja bem, racionalmente eu sei que Deus existe mas é que eu não tenho conseguido crer, sabe? E isso é muito perturbador. Crise de fé, primeira vez que vivo.

E o pior é que eu não sei viver assim. Ao mesmo tempo que todos esses questionamentos enchem minha cabeça e o meu coração, eu não sei viver sem Deus. Me falta o ar, me falta o chão. E viver assim é como estar perdida, sem direção, sem rumo.Acho que estou sofrendo de decepção. Tem gente que acha que o sofrimento é purificador; eu não concordo. Para mim sofrimento é ruim e eu não gosto nem compreendo. E não entendo porque Deus permite. Por isso a crise de fé.

Sei que vai passar; nada pode apagar o que eu já vivi e o que eu já experimentei de Deus, mas é que neste momento eu só consigo ter dúvidas...E quem disser que nunca as teve que atire a primeira pedra.

Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

13 comentários , comente também!

  1. Eu entendo, Elaine. E nessas horas a única coisa que consigo pedir em oração é: "tem misericórdia de mim, Pai! E não deixa que eu perca a fé em Ti."

    Que Ele te abençoe!

    ResponderExcluir
  2. bem vinda mais uma vez... tenho essas crises constantemente... sei como é... mas passa... como tudo passa na vida e só o amor de Deus permanece...

    ResponderExcluir
  3. Mas vc nao precisa viver sem Deus! É normal duvidar, é normal parar um pouco de orar, é normal dar um tempo na igreja.. nao sou religiosa sabe Elaine? mas acredito em Deus, em sua existencia. oro antes de dormir, e agradeco e falo com Deus a todo instante. Isso me traz certa tranquilidade. Mts vezes, é essa fe qe me mantem em pé. Se eu perdesse isso,nao sei o que seria de mim, mais uma folha ao vento, ressecada por amarguras. nao quero ser isso. e me mantenho na minha fé discreta, porque isso me faz bem.

    Deus conhece o coracao de cada um e sabe das fraquezas de seus filhos.

    nao se aborreca com sua pouca fé, faz parte do que somos.

    ResponderExcluir
  4. Oi, moça!

    Já tive muitas e muitas dúvidas. Mas, o que realmente acaba me consolando, é o fato de que as coisas ruins acontecem somente por causa dos homens. Deus é só amor e nunca desejaria o mal a seus filhos.

    Alguns dizem: "Isso é castigo de Deus!". Não, isso não acontece! Deus, Nosso Senhor, não é aquele pai que nós conhecemos, aquele bem terreno. É Luz, Sabedoria, Criador de tudo e todos. Nós, humanos, que com o modo em que vivemos, nos castigamos uns aos outros.

    Às vezes, achamos que perdemos o amor de Deus porque o que seria bom para nós, na nossa pequenina sabedoria, não acontece. Ocorre sempre o contrário. Devemos perceber que o "bom" não acontece porque Deus, em sua infinita sabedoria, sabe que aquilo que queríamos seria a nossa ruína e não deixa acontecer...

    Pense nisso...

    Muitos beijos!

    ResponderExcluir
  5. Elaine, nao sei se vc ja conhece ou ouviu falar no Pegadas na Areia, mas vou fazer publicar assim mesmo, aqui no seu blog, e tao lindo e te conforta inmensamente em momentos como esses q vc esta vivendo ai.
    Pegadas na Areia
    Uma noite eu tive um sonho...
    Sonhei q estava andando na praia, com o Senhor,
    e atraves do Ceu passavam cenas da minha vida.
    Para cada cena q se passava, percebi q eram deixados dois pares de pegadas na areia: um era o meu e o outro era do Senhor.
    Quando a ultima cena da minha vida passou diante de nos, olhei pra tras, para as pegadas na areia e notei q mtas vezes, no caminho da minha vida havia apenas um par de pegadas na areia.
    Notei tbm, q isso aconteceu nos momentos mais dificeis e angustiosos do meu viver. Isso entristeceu-me deveras, e perguntei entao ao Senhor:
    "Senhor, Tu me dissestes que , uma vez q eu resolvi Te seguir, Tu andarias sempre comigo todo o caminho mas, notei que durante as maiores atribulacoes do meu viver havia na areia dos caminhos da vida, apenas um par de pegadas. Nao compreendo por que, nas horas que eu mais necessitava de Ti, Tu me deixastes.".
    O Senhor me respondeu:
    "Meu precioso filho, Eu te amo e jamais te deixaria nas horas da tua prova e do teu sofrimento. Quando vistes na areia apenas um par de pegadas, foi exatamente ai que Eu, nos bracos... te carreguei.

    ResponderExcluir
  6. Oi querida..
    li seu post ontem, mas precisei pensar antes de responder.
    Eu só passei por isso uma vez, de questionar a existência de Deus, faz pouco tempo e foi numa sequência de questionamentos.
    Mas no final só Ele pode dar sentido a minha vida, um sentido nisso tudo que existe a nossa volta, por mais que às vezes seja doloroso e quase impossível de compreender a lógica.
    Como vc sabe eu sou espírita, então eu vejo o sofrimento de forma diferente, mas isso não me impede de questionar e de sofrer.
    Escrevi isso tudo só pra dizer que eu sei o que vc está passando e que só a oração resolve nessas horas. E o colega aí que colocou o conto das pegadas na areia lembrou exatamente o que me veio a cabeça ontem quando li o post.
    Força!!!

    ResponderExcluir
  7. Olá linda...

    Agradeço seu carinho deixado em meu jardim!

    Minha querida seguir a fé é para muitos muito complicado é dificil mas não impossível!

    Deus nos da as armas e lutamos, Deus nos capacita em tudo...

    Uma boa semana pra ti
    muitos beijinhos carinhosos
    da rosa amiga
    Iana!!!

    ResponderExcluir
  8. Deus é uma luz que temos dentro de nós e que fica mais forte quando compartilhamos. Elaine você faz isso todos os dias, quando compartilha conosco sua vida de uma forma tão sincera e aberta. Ter dúvidas é o que nos faz buscar as respostas, talvez Deus esteja respondendo as perguntas que seu coração já fez mas que sua boca ainda não proferiu. Beijos, paz de Cristo.

    ResponderExcluir
  9. Elaine, sou movida à dúvidas, elas fazem parte de mim e espero que jamais morram. Quando a gente pára de duvidar, de se questionar, é porque tudo que a gente já evoluiu perdeu todo o sentido e nada mais nos resta.

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Elaine, o versículo bíblico que de longe é o meu favorito é: "Eu creio, Senhor, ajuda a minha falta de fé..."

    Jesus conhece todas as nossas dúvidas, e eu não tenho medo de assumir nenhuma perante Ele. Deus é meu Pai, me aceita com minha cabecinha torta.

    Tem dias que sou como você: estou plena de fé. No outro, o medo, a dúvida, a confusão me assaltam. Mas sei que Deus me aceita como eu sou. Isso não quer dizer que não lute contra isso, luto sim. Mas tem hora que não dá.

    ResponderExcluir
  11. Huuummm... precisamos conversar a respeito... Acho que posso ajudar. Beijo!

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…