Rasteirinha

em 18 de janeiro de 2009

Eu sou muito desastrada. Já perdi a conta do número de vezes que eu caí, na rua, na chuva, só não caí na fazenda porque não fui lá, mas já caí no meio do quintal da casa da minha mãe, que dá quase no mesmo que cair numa fazenda...

E o pior não é a queda em si, que deixa o corpo doído que só,; o pior é a cara de quem te vê se estabacar igual jaca madura.

E ainda tem o agravante de ser gente que eu tenho que ver sempre.

É, eu caí de novo e inaugurei um novo espaço para quedas: a igreja.

Jesus, me segura!



Salto alto nunca mais, já quase não usava, agora acabou- se de vez. Melhor usar as minhas rasteirinhas do que levar uma rasteirinha por aí...


Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

4 comentários , comente também!

  1. Elaine!

    realmente este é um mal nosso!
    Caio por brincadeira! Lá em porto cai nos arrecifes quando fui ver os peixinhos !
    Uma Ótima semana!

    beijos
    Elaine

    ResponderExcluir
  2. As coisas não estão mal, calha da inspiração vir e da necessidade vir de momentos mais complicados. Boa semana para vocÊ também!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. kkkk.guria, que sarro...
    sou assim tbém.
    Veja aqui:
    http://diariodoamanha.blogspot.com/2009/06/nao-perca-cabeca.html

    E já escorreguei na Igreja, num dia que estava lotada, com o Padre falando, bem ao lado dele.
    Ele me ajudou a levantar,maior mico, uahuaihaiha.

    ResponderExcluir
  4. Difícil pra mim te entender. Não consigo andar direito sem salto. Nem manter a coluna ereta.

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…