Janeiro 2009 - * Blog Elaine Gaspareto *

Você quer pornografia?

em 31/01/2009

Nos tempos que vivemos...Não, pára tudo. Não é de hoje que a mídia tem apelado para pornografia, isso é muito antigo.Mas é que esse século novo está carregando nas tintas.
Mulheres-fruta, mulheres-carne, mulher-planta...
Na ânsia de liberar-se, as mulheres ficaram, de novo, com a parte pior.
BBB(argh!) que declara o "sonho" de posar nua. Meu Deus!
Acho que não era esse o sonho das primeiras mulheres que lutaram por direitos iguais...Não sei quanto a você, mas a mim me agride. Ando fugindo da televisão. Especialmente programas tipo Superpop e Pânico, que realmente me enojam. Pensei em postar uma imagem que exprimisse o que eu quero dizer...Mas achei melhor não. É tanta exposição, tanta mulher pelada, rebolando como se não houvesse amanhã que eu não vou contribuir com essa coisa toda.
A cara do gatinho é mais eloquente(sem trema, que esquisito...)


Sou antiquada? Sou. Sou moralista? Sim. Não me agrada, na verdade me deixa arrepiada de nojo ver cenas como a que eu vi outro dia de uma dançarina de funk rebolando toda empinada enquanto um mané qualquer passava um cartão de crédito na bunda dela. Pelo amor de Deus, eu fico pensando o que é que passa pela cabeça da pessoa prá fazer um negócio desses. Será que sou só eu que penso assim?
QUERO LER O POST COMPLETO

Crianças, animais e a arte de viver em paz

em 30/01/2009

Você tem filhos?
Eu não tenho, mas tenho vizinhos e sobrinhos.
Meus sobrinhos foram ensinados desde bebês a amar e respeitar cada bichinho que cruzasse a vidinha deles. Minha sobrinha Ana Laura aprendeu a andar agarrada ao pelo de um fila de 50 quilos, o Baldock. E o irmão dela vive querendo dar comida e levar para casa cada cachorrinho, gatinho, passarinho, até galinha que ele encontra.




Mas como eu disse, eu tenho vizinhos. Poucos, graças a Deus, mas terríveis.
Dois desses "anjinhos" colocaram alçapão em frente a minha casa para capturar pássaros. Até tucano tem por essas bandas, então sempre tem um espírito de porco armando para pegar algum. O que eu fiz? Chamei a polícia.

Na rua detrás outro filhinho de mamãe pegou um gatinho e tentou botar num buraco na areia, prá ver quanto tempo ele iria aquentar. O que eu fiz? Chamei a mãe. O que ela fez? Disse que criança é assim mesmo, que ele só estava brincando. Daí roubei o gatinho, que foi abandonado na rua e mal tinha aprendido a andar, e dei para uma amiga que tem três filhos adultos. E para as mães e pais que têm essa mesma opinião, cuide-se. Crianças que praticam crueldade com animais tendem a repetir o comportamento quando adultas. E com pessoas.
A crueldade com animais é tipo assim, um treino macabro.


QUERO LER O POST COMPLETO

Mousse de limão

em 29/01/2009



Como eu pude viver 36 anos sem saber fazer mousse de limão?
Sabe uma coisa gostosa?
Então...
Doce na medida certa, do jeito que eu gosto, meio azedinho...
E pode ser usado como recheio de torta.
E mais simples, impossível:

1 lata de leite condensado
1 lata de creme de leite
suco de 5 limões(grandes)

Bata o leite condensado com o creme de leite, depois misture aos poucos o suco de limão. Daí, geladeira.
Depois me conta.
QUERO LER O POST COMPLETO

Paisagem

em 28/01/2009

Sempre quis postar essas fotos aqui. Sabe de onde são?
De frente à minha casa. Não tenho vizinho de frente, então é tipo uma mata, na verdade o que sobrou do sítio que foi desapropriado para a construção do bairro. E é lindo demais, é só abrir o portão...Quando estou trabalhando é essa a minha visão panorâmica.A casinha no cantinho é o Centro Comunitário do bairro.





Essa é uma aroeira branca; tinha muitas mas com a derrubada só restou essa, que é meu xodó.


Em toda a extensão da rua a calçada que circunda a "mata" é cheia de árvores variadas.





Aqui em outra direção...descendo a rua, indo para a via Anhanguera.
My home...

QUERO LER O POST COMPLETO

Be happy???


Eu trabalho desde os 11 anos de idade. Calma, há 25 anos atrás isso não era crime e nem eu fiquei traumatizada por isso. Como venho de uma família muito pobre (meu pai era bóia-fria) tive que trabalhar cedo. E também, creio eu, que por uma questão de convicção da parte dos meus pais já que eles próprios foram para a roça aos 7, 8 anos. Mas eu não fui para a roça, não. Eu fui trabalhar de babá, doméstica, caixa de supermercado. Então descobri a profissão que iria exercer por mais de 20 anos, que é fazer sapato. Na verdade, sapato, bota, sandália, tamanco, e tudo o mais que a sua imaginação mandar! Sou o que na linguagem das fábricas se chama pespontadeira, ou costureira. Daí que eu não trabalho mais em uma fábrica mas sim em casa. Minha garagem comporta atualmente uma máquina de costura industrial, mesas, máquinas de rebite e ilhós, caixas de linha de costura e mais um monte de tudo o que é preciso para a costura de calçados.

A vida é boa, eu trabalho em casa, sem ter que pegar condução, o serviço vem na porta, ganha-se um pouco mais do que no sistema tradicional, faço meus horários e ainda dou serviço para duas ou, dependendo da ocasião, mais pessoas.Tudo perfeito, então. Certo? Errado.Estou, na verdade estamos, eu e a fábrica para a qual eu presto serviço,sem trabalho desde outubro do ano passado.Efeitos da crise, me diz o patrão. Que aliás já demitiu metade dos funcionários que tinha.E não adianta procurar serviço em outra fábrica pois estão todas em compasso de espera.

Daí que eu agora levo uma vida glamourosa, de dona de casa que só cuida do lar e precisa pedir dinheiro ao marido para tudo.Gente, estou enlouquecendo...Não nasci para isso não!!!Estou com dor nas costas, nas pernas, na cabeça. Ando mais cansada do que quando trabalho 16 horas por dia,sem contar que agora dei para querer faxinar a casa todo dia. Até o marido diz que eu tô endoidecendo...Pensei em mudar de profissão, mas eu gosto mesmo do que eu sei fazer.

E eu, que sempre fui híper-independente, agora sou tipo assim, uma teúda e manteúda. Credo, essas palavras me arrepiam.
QUERO LER O POST COMPLETO

Jabuticabas

em 27/01/2009




O velho estava cuidando da planta com todo o carinho. O jovem aproximou-se e perguntou:


-Que planta é esta que o senhor está cuidando?


-É uma jabuticabeira, respondeu o velho.


-E ela demora quanto tempo para dar frutos?


-Pelo menos uns quinze anos, informou o velho


-E o senhor espera viver tanto tempo assim?


-Não, não creio que viva mais tempo, pois já estou no fim da minha jornada, disse o ancião.


-Então, que vantagem você leva com isso, meu velho?


-Nenhuma, exceto a vantagem de saber que ninguém colheria jabuticabas, se todos pensassem como você.




"Não importa se teremos tempo suficiente para ver mudadas as coisas e pessoas pelas quais lutamos, mas sim, que façamos a nossa parte, de modo que tudo se transforme a seu tempo”


Copiei de Recanto do anjo
QUERO LER O POST COMPLETO

São Francisco na porta do céu

em 26/01/2009


São Pedro tirou férias e São Francisco o substituiu, por bem conhecer a alma humana. Após alguns dias, no entanto, notou-se que menos pessoas estavam entrando no céu.
Um anjo curioso foi ver se descobria porque e ficou a observar São Francisco.
O próximo da fila era um homem bem apessoado, de aparência até nobre. Qual não foi o espanto do anjo quando viu que, enquanto o homem se aproximava de São Francisco, pulou no colo do Santo um belo pastor alemão.
- Feroz, aí está o seu antigo senhor. O que me dizes? – perguntou o Santo ao cão.
- São Francisco, ele me deixou preso a uma corrente minha vida inteira, fizesse sol ou chuva, e me chutava e me batia todo o tempo. Até que um dia não resisti e estou aqui!
Ao homem, São Francisco fechou as portas do céu.
Então, foi a vez de uma senhora de aparência bondosa. No colo do Santo, uma gata persa que disse:
- São Francisco, ela me mostrava aos amigos que chegavam e passeava comigo no shopping. Mas em casa, me esquecia num canto e viajava sem me deixar água ou comida suficiente. Quando adoeci, sem ao menos tentar me salvar, ela mandou me sacrificar e comprou outro pobre animal. São Francisco também lhe fechou as portas do céu.
Chegou então uma jovem. Uma gatinha novinha logo pulou no colo do santo. A jovem disse assustada:
- Mas nunca tive filhotes! Somente um gato macho que ainda vive!
A gatinha miou baixinho:
- Eu sou um dos filhotinhos que seu gato gerou na rua e que, abandonados, desnutridos, morreram doentes poucos dias depois de nascidos. Tudo porque você não queria castrá-lo nem deixá-lo em casa.
Essa jovem também não entrou no céu.
Finalmente, chegou a vez de um senhor idoso. Mas, quando ele chegou a São Francisco, nenhum animal apareceu. O Santo perguntou:
-Nunca tiveste um bicho de estimação?

O senhor respondeu:
-Não! Porque não quis animais de estimação.
Verificadas outras pendências, São Francisco abriu as portas do céu para o homem.
O anjo, surpreso, perguntou:
- Mas ele desgostava tanto dos bichos que nem os tinha!
São Francisco respondeu:
- Não ter bichos não é pecado. Os homens que dizem gostar e os têm e os tratam mal, como se fossem bibelôs ou brinquedos, se esquecem que seus animais de estimação não são suas criaturas, mas criaturas de Deus aos homens confiadas para alegrar suas vidas. Esses sim, prestarão contas de como cuidaram dos animais sob sua responsabilidade.

* Texto de Suzane de Castro – advogada - Publicado na Revista "Pulo do GATO" – Edição nº 12
QUERO LER O POST COMPLETO

10 pedidos de um cão


1- Minha vida dura apenas uma parte de sua vida e qualquer separação de você significa sofrimento para mim.Pense muito nisso antes de me adotar.

2 - Tenha paciência e me dê um tempo para que eu possa compreender o que você espera de mim.Você também nem sempre entende imediatamente as coisas.

3 - Deposite sua confiança em mim, pois eu vivo disso e vou compensá-lo por isso mais que ninguém.

4 - Nunca guarde rancor de mim se eu aprontar alguma e não me prenda "de castigo".Você tem outros amigos além de mim, tem seu trabalho e seu lazer, mas eu só tenho você!

5 - Converse comigo.Eu não entendo todas as palavras, mas me faz bem ouvir sua voz falando só pra mim.

6 - Pense bem como você, seus amigos e visitas me tratam.Eu jamais esqueço.

7 - Também pense, quando você quiser me bater, que eu poderia facilmente quebrar os ossos da mão que me machuca, mas que eu não lanço mão desse recurso.

8 - Se alguma vez você não estiver satisfeito comigo porque estou de mau humor, preguiçoso ou desobediente, imagine que talvez a minha comida não esteja me fazendo bem ou que tenho estado muito exposto ao sol, ou que meu coração já está um pouco cansado e fraco.

9 - Por favor, tenha compreensão comigo quando eu envelhecer.Não pense logo em me abandonar para adotar um cãozinho novo e bonitinho.Você também envelhece.

10 - E quando chegar meu último e mais difícil momento, fique comigo.Não diga "não posso ver isso".Com sua presença tudo fica mais fácil pra mim.A fidelidade de toda minha vida deveria compensar esse momento de dor...

Ulrich Klever, zoólogo.

Tradução: Christa Kurmeier
Também encontrei algo muito parecido no Recanto do Anjo, vá lá conferir.
QUERO LER O POST COMPLETO

Blog maneiro!

em 25/01/2009

Ganhei este selo da Renata, do blog Vem ni mim lili demorada.É o primeiro selo que eu ganho(ueba!) que vem agregado a um prêmio. O prêmio em questão é uma caricatura em preto e branco que vai ser feita pelo blog Olha que Maneiro. Os indicados têm que cumprir as regras para que haja a premiação.Aqui estão as regras:

1- Exiba a imagem do selo “Olha Que Blog Maneiro”. (logo abaixo)

2- Poste o link do blog que te indicou. (logo acima)

3- Indique 10 blogs de sua preferência e os avise. (avisarei)

4-Publique as regras. (eis aqui)
5- Confira se os blogs indicados repassaram o selo e as regras. (conferirei)

6- Envie sua foto ou de um(a) amigo(a) para olhaquemaneiro@gmail.com juntamente com os 10 links dos blogs indicados para vericação. Caso os blogs tenham repassado o selo e as regras corretamente, dentro de alguns dias você receberá 1 caricatura em P&B. (enviarei)

7- Só vale se todas as regras acima forem seguidas. (ajudem, pessoas queridas que eu passo agora a indicar)

Porém, preste atenção: só vale até 31 de janeiro.

E eu indico:



  1. Karin Juliana

  2. Bel

  3. Simone
  4. Lila

  5. Elaine Crespo

  6. Andrea

  7. Dani

  8. Helen Ariane

  9. Nice
  10. Susana






QUERO LER O POST COMPLETO

De volta ao passado


Ando numa fase de relembrar o passado, não sei bem porque.
Hoje, no grupo de oração, me peguei com uma vontade doida de chorar, com um aperto no coração, uma coisa estranhíssima. E chorei mesmo, muito.
A enxurrada de lembranças começou porque uma pessoa me perguntou, em tom de crítica, por que eu sou tão apegada a cachorro, gato, qualquer filhote que seja e sou tão pouco ligada a pessoas em geral.

Vou contar um episódio da minha infância.

Eu devia ter uns dez anos, talvez menos, quando meu pai trouxe para casa um filhote de cachorro, bem preto, não muito grande, lindo e bem mansinho.Chamava-se Leão.
Engraçado como eu lembro de cada detalhe, mesmo passados 26 anos. No fundo de casa havia um pé de caju e meu pai amarrou o bichinho lá. Imagine o quanto o pobrezinho não chorou, sozinho, no meio do quintal, com medo, frio e sei lá mais o que se passa na cabeça de um bichinho.


Aquilo para mim era uma tortura, mas o pior ainda estava por vir: para "ensinar" o cãozinho meu pai batia nele com pedaços de borracha, dessas de molhar jardim, sabe? Surrava o coitado tanto, mas tanto, que ao fim de um mês sendo surrado (como aliás os filhos também eram) o cachorrinho morreu. Morreu magrinho, quase um bebê ainda, amarrado e sem defesa. Nada que a gente dissesse adiantava mas eu lembro de ficar horas sentada no chão ao lado dele enquanto ele estava preso. Eu chorava muito quando via meu pai ir ao quintal "ver" o cachorro. Daí que o Leão morreu, e eu fiquei muito feliz, sabe? Aquilo não era vida...Lembro de temer a hora que meu pai chegaria em casa e esse sentimento perdurou mesmo após a morte do cachorro.


Não foi a única vez que eu presenciei maus tratos em casa, mas foi o que mais me marcou.
Então, hoje em dia, eu já perdi a conta das vezes que eu e minha irmã( e o marido, claro) cuidamos de ninhadas que são abandonadas na rua da minha casa. E sempre conseguimos adotantes para cada filhotinho... E já chamei a polícia quando consigo descobrir quem abandonou.

A verdade é que nem sempre a maçã cai perto da macieira e as atitudes cruéis do meu pai com animais geraram em mim atitudes 100% opostas.
Foi mais ou menos o que eu respondi ao amigo que me perguntou a razão do apego aos animais.
E como eu não gosto de ficar lembrando de quando eu era pequena, me dá essa vontade de chorar, mesmo agora enquanto eu escrevo. Mas é bom exorcizar o passado,né?

Falando nisso, este blog é mesmo uma terapia, consigo dizer aqui coisas que eu havia enterrado há anos...

Meu pai?
Continua o mesmo, pelo que sei. Hoje vive sozinho, depois de deixar a mulher com quem viveu por dez anos numa cadeira de rodas que, dizem, foi em função de uma surra que levou dele. Mas isso eu não posso afirmar, e nem quero saber.
QUERO LER O POST COMPLETO

Meu gatinho beijoqueiro

em 24/01/2009


Este é meu sobrinho de sete anos. Dia 19 ele fez uma cirurgia para extrair as amídalas. Anda meio amuadinho, sem poder se alimentar direito. Agora ele vai fazer outra para correção das orelhas de abano. Daí ele me diz:

-Tia, vou ficar um gato.

-Você já é meu gatinho- eu digo, mordendo e apertando ele;

-Com essas orelhas eu pareço um elefante.

-Claro que não.

-Na escola os meninos falam que sim.

-Você é lindo, um menininho inteligente e não deve dar bola para esses meninos que falam besteiras.

-Tá, mas quando eu operar, vou ficar mais gato, então.

-Então tá.

-Tia, eu beijei a Larissa.

-Quê? No rosto, né?

-Não, no pescoço e peguei na mão dela e a gente anda abraçado e é namorado.


Aqui acabam as minhas palavras...Definitivamente eu sou século 20 demais...
QUERO LER O POST COMPLETO

Prêmio Dardos( agora eu tenho um!)

em 23/01/2009

A Andrea, do blog Vidas caninas e histórias de vida me deu este selinho!! Muito obrigada, meu bem!Desde que comecei a blogar que vejo este selo pelos blogs aí afora e, juro, sempre quis um para mim e agora você me deu!

"Com o Prêmio Dardos reconhecem-se os valores que cada blogger, emprega ao transmitir valores culturais, éticos, literários, pessoais, etc., que, em suma, demonstram sua criatividade através do pensamento vivo que está e permanece intacto entre suas letras, entre suas palavras. Esses selos foram criados com a intenção de promover a confraternização entre os bloggers, uma forma de demonstrar carinho e reconhecimento por um trabalho que agregue valor à Web”.

Este Prêmio obedece a algumas regras:

1) Exibir a imagem do selo; (logo acima e também na coluna lateral)

2) Linkar o blog pelo qual se recebeu a indicação;(Ok)

3) Escolher outros blogs a quem entregar o Prêmio Dardos.(certo)

Como não está explícito o número de blogs a indicar, vou acompanhar a Andrea e indicar três:

Mata Hari e 007, onde a Pedrita faz comentários muito interessantes e pertinentes sobre filmes, livros, tv, etc.
Escreva Lola, escreva, da Lola Aronovich, indispensável para quem quer um texto bem escrito, com conteúdo e diversidade( sendo que o forte dela é cinema).
QUERO LER O POST COMPLETO

Tudo sobre minha mãe

em 22/01/2009


Tá, não é tudo , é só para dizer que a minha mãe me enlouquece.

Sabe sete horas da manhã de sábado? Então, ela liga. Para perguntar se eu já acordei.

Quando eu morava com ela não lembro de ter sido abraçada ou beijada, nem de ouvir que era amada. Agora ela me liga às 7 da manhã: A mãe te ama!

Ahan, tá, mãe!

Pareço fria?

Sou mesmo, um pouco.É que velhos hábitos custam a morrer.Eu tinha só 16 anos e ela jogou para mim a responsabilidade de sustentar ela, meu irmão de 12 anos e minha irmã de 9, isso além se dizer várias vezes que eu era culpada pelo meu pai ter se mandado.Passei a adolescência ouvindo isso.Eu era culpada??? Como assim? E por acaso o marido era meu?

Eu trabalhei duro desde então, meu irmão também, com 14 anos já era aprendiz de metalúrgico enquanto ela ficava em casa por que "eu não vou trabalhar, vocês que se virem, minha vida eu não quero mais mesmo..." E hoje em dia diz que sofreu para criar os filhos quando ficou sozinha, que trabalhou para sustentar a gente.Engraçado, minhas recordações são outras.

Nem conheci direito a minha avó paterna porque ela não gostava da sogra!

Hoje minha mãe é uma mulher sozinha porque quando a minha irmã mais precisou ela se recusou a recebê-la em casa:'Saiu sem filho nenhum e agora quer trazer dois meninos prá dentro da minha casa?Aqui não cabe não!"

Isso numa casa onda sempre moramos em cinco pessoas.Poderia estar com os netinhos agora. E olha que quase a minha irmã teve que ir para um abrigo com as crianças. Quando fui interceder ela me disse: Leva prá sua casa se está com pena dela e dos moleques. AFF!

Mas prefere reclamar de solidão. Tenho muita pena mas a gente colhe o que planta.

Desculpem o desabafo mas é que hoje eu não estou nos meus melhores dias.
E não é que eu não tenha afeto por ela, claro que tenho. E gratidão também, já que viver com um marido violento e alcólatra não foi nada fácil, mas penso que ela jogou uma responsabilidade sobre mim, e também sobre os meus irmãos que não era justa, isso de dizer que aguentava tudo por causa dos filhos. Cara, crescer ouvindo isso é cruel.
QUERO LER O POST COMPLETO

Três patinhas e muito amor...

em 21/01/2009


Lembra que eu falei que tenho 7 cachorros?

Então, esse é o Pudim.

Ele só tem três patinhas porque foi abandonado quando era um bebê com uma patinha sendo corroída por larvas de mosca varejeira. Quando ele apareceu em minha rua era bem pequeno, não tinha pelo no corpo de tantas feridas e a patinha era quase preta. O cheiro de carne podre era terrível mas minha irmã e eu pegávamos ele, fazíamos curativo, tirávamos as larvas enormes e colocávamos ataduras, isso duas vezes ao dia, por mais de um mês.Até que a ferida secou, o pelo começou a melhorar e então eu pude enfim fazer uma casinha para ele, que até então morava debaixo de uma arvore defronte minha casa(não podia pô-lo para dentro por causa do Snoop, o perigosão!).Hoje ele é um cachorro lindo, feroz com gente estranha mas um doce com os donos.E é portador de deficiência física, mas está vivo e não precisou ser sacrificado como um veterinário tosco me falou um dia...
QUERO LER O POST COMPLETO

Pérolas do Enem

  1. "O metro é a décima milionésima parte de um quarto do meridiano terrestre e pro cálculo dar certo arredondaram a Terra!”
  2. “O cérebro humano tem dois lados, um pra vigiar o outro.”
  3. “O cérebro tem uma capacidade tão espantosa que hoje em dia, praticamente, todo mundo tem um”
  4. “Quando o olho vê ele num sabe o que tá vendo, ele manda uma foto elétrica pro célebro que explica pra ele.”
  5. “Nosso sangue divide-se em glóbulos brancos, glóbulos vermelhos e até verdes!”
  6. “Nas olimpíadas a competição é tanta que só cinco atletas chegam entre os dez primeiros.”
  7. “O piloto que atravessa a barreira do som nem percebe, porque não escuta mais nada.”
  8. “O teste do carbono 14 nos permite saber se antigamente alguém morreu.”
  9. “Antes mesmo da guerra a mercedes já fabricava volkswagen.”
  10. “Pedofilia é o nome que se dá ao estudo dos pêlos.”
  11. “O pai de D. Pedro II era D. Pedro I e de D. Pedro I era D. Pedro 0″
  12. “Nos aviões, os passageiros da primeira classe sofrem menos acidentes que os da classe econômica.”
  13. “O índice de fecundidade deve ser igual a 2 pra garantir a reprodução das espécies pois precisa-se de um macho e uma fêmea pra fazer o bêbe. Pode até ser 3 ou 4, mas bastam 2.”
  14. “O homossexualismo ao contrário do que todos imaginam não é uma doença, mas ninguém quer pegar!”
  15. “Em 2020 a previdência não terá mais dinheiro pra pagar os aposentados graças à quantidade de velhos que se recusam a morrer.”
  16. “O verme conhecido como solitária é um molusco que mora no interior mas é muito sozinho.”
  17. “Na segunda guerra mundial toda a europa foi vítima da barbie (barbárie) nasista.”
  18. “Cada vez mais as pessoas querem conhecer sua família através da árvore ginecológica.”
  19. “O hipopótamo comanda o sistema digestivo e o hipotálamo é um bicho bem perigoso.”
  20. “A Terra se vira nela mesma, e esse difícil movimento denomina-se arrotação.”
  21. “Lenini e Stalone eram grandes figuras do comunismo na Rússia.”
  22. “Uma tonelada pesa pelo menos 100Kg de chumbo.”
  23. “Quando os egípcios viam a morte chegando se disfarçavam de múmia.”
  24. “Uma linha reta deixa de ser reta quando pega uma curva.”
  25. “O aço é um metal muito mais resistente que a madeira.”
  26. “O porco é assim chamado porque é nojento.”
  27. “A fundação do Titanic serve pra mostrar a agressividade dos ice-bergs.”
  28. “Pra fazer uma divisão basta multiplicar subtraindo.”
  29. “A água tem uma cor inodora.”
  30. “A idade da pedra começa com a invenção do Bronze.”
  31. “O sul foi colocado embaixo do norte pois é mais cômodo.”
  32. “Os rios podem escolher em desembocar no mar ou na montanha.”
  33. “A luta greco-romana causou a guerra entre esses dois países.”
  34. “Os escravos dos romanos eram fabricados na áfrica, mas não eram de boa qualidade.”
  35. “O tabaco é uma planta carnívora que se alimenta de pulmões.”
  36. “Na idade média os tratores eram puxados por bois, pois não tinham gasolina.”
  37. “A baleia é um peixe mamífero encontrado em abundância nos nossos rios.”
  38. “A maconha deve ser proibida quando há flagrante.”
  39. “Quando dois átomos se encontram, dá a maior merda.”
  40. “Princípio de Arquimedes: todo corpo mergulhado na água, sai completamente molhado.”
  41. “Newton foi um grande ginecologista e obstetra europeu que regulamentou a lei da gravidez e estudou os ciclos de Ogino-Knaus.”
  42. Pergunta: “Em quantas partes se divide a cabeça?” Resposta: “Depende da força da cacetada.”
  43. “Trompa de Eustáquio é o instrumento musical de sopro, inventado pelo grande músico belga Eustáquio, de Bruxelas.”
  44. “Parasitismo é o fato de um não trabalhar e vivendo a dar ‘mordidas’ nos outros, de dinheiro, cigarros e outros bens materiais.”
  45. “Ecologia é o estudo dos ecos, isto é, da ida e vinda dos sons.”
  46. “Biologia é o estudo da saúde. E para beneficiar a saúde é que o Dr.Fontoura inventou o biotônico.”
  47. “As constelações servem para esclarecer a noite.”
  48. “No começo os índios eram muito atrazados mas com o tempo foram se sifilizando.”
  49. “O Convento da Penha foi construído no céculo 16 mas só no céculo 17 foi levado definitivamente para o alto do morro.”
  50. “A História se divide em 4: Antiga, Média, Momentânea e Futura, a mais estudada hoje”
  51. “Bigamia era uma espécie de carroça dos gladiadores, puchada por dois cavalos.”
  52. “As aves tem na boca um dente chamado bico.”
  53. “A terra é um dos planetas mais conhecidos e habitados no mundo.”
Não sei quem compilou pois recebi por e-mail, mas com certeza seria cômico se não refletisse uma tragédia...
Em tempo: os meus preferidos são o 17,o 32 e o 42.
QUERO LER O POST COMPLETO

Enquanto eu viver

em 20/01/2009

Este outro desafio eu recebi da Karin Juliana e é bem divertido. Eis as regrinhas:
1-Comentar no Blog de quem nos convidou; OK!
2-Comentar no Blog de quem convidamos; OK!
3-Responder 8 coisas que gostaríamos de fazer antes de morrer. Vamos lá:


  1. aprender a nadar ( em caso de enchente/cair no rio ou mar se eu souber nadar já adia a morte mais um pouco)

  2. aprender a fazer pão ( gente, a massa fica pesada, faz anos que eu tento...)

  3. voltar a falar com meu pai ( acho que tem que ser antes dele morrer)

  4. ir à Roma (ver a Praça São Marcos e, lógico, o Papa)

  5. ver a minha cidade ter um abrigo para animais ( já está melhorando, agora tem uma lei municipal que impõe multa e prisão em caso de reincidência para quem abandona animais em via pública, mas é muito pouco)

  6. ver meu irmão deixar o cigarro, a bebida e ser feliz como ele merece

  7. ir ao Maracanã ( para assistir jogo de futebol, sim)

  8. melhorar com cristã ( assim, quando chegar a hora a minha alma vai de volta para o Pai)

No blog da Karin não diz quantos amigos eu devo indicar, então escolhi três:


Fiquem a vontade para declinar.

QUERO LER O POST COMPLETO

Desven(dando-me)

Recebi essas brincadeirinhas bloguísticas de duas queridas e, embora eu já tenha respondido uma vez, faço de conta que não e lá vou eu de novo.
Consiste no seguinte:

1-Linkar a pessoa que te indicou: foram a Andrea e a Karin Juliana, duas queridas, amantes de bichinhos;
2-Escrever as regras do mesmo em seu blog: OK, tá aqui;
3-Contar seis coisas aleatórias sobre você: logo abaixo;
4-Indicar mais seis pessoas e colocar os links no final do post; é só conferir ao final;
5-Deixar a pessoa saber que você a indicou, deixando um comentário para ela: Farei.
Então, bora lá:
  • atualmente sou coordenadora de um grupo de oração ligado á RCC;
  • tenho um irmão e uma irmã, ambos mais novos do que eu;
  • minha primeira festa de aniversário foi quando eu fiz 16 anos e foi organizada pelos meus amigos de escola;
  • meu primeiro beijo aconteceu quando eu tinha 11 anos e foi estranhíssimo;
  • quando casei, entrei sozinha, linda e sorridente na Igreja, surpreendendo todo mundo, foi o máximo!
  • morro de medo de agulha, não é só medo não, é como dizem os italianos: paúra, pavor de verdade.
E os indicados são:
1- Carla, do sensível Um mundo prá chamar de nosso
2-Renata, do imperdível Vem ni mim lili demorada
3-Alessandra, que se revela em O dia em que decidi me amar
E como eu sou de quebrar regras e romper correntes, são apenas esses três.
QUERO LER O POST COMPLETO

Renascer em Cristo

em 19/01/2009


Só quero deixar aqui a minha solidariedade às famílias de todos os mortos e feridos no desabamento do teto da igreja Renascer em Cristo.

Chorei, e ainda choro quando vejo, como agora no Jornal Nacional, reportagens sobre essa tragédia.

É a coisa mais triste do mundo que algo assim aconteça com pessoas que estavam ali para orar, para adorar a Deus!

Não só a comunidade evangélica está de luto, podem acreditar que nós, católicos, compartilhamos essa dor e lamentamos imensamente essa tragédia.

Que Nosso Senhor Jesus tenha compaixão de todos os que foram tocados por esse desabamento de algum modo.
QUERO LER O POST COMPLETO

Concorda?


"A coisa mais injusta sobre a vida é a maneira como ela termina. Eu acho que o verdadeiro ciclo da vida está todo de trás pra frente. Nós deveríamos morrer primeiro, nos livrar logo disso. Daí viver num asilo, até ser chutado pra fora de lá por estar muito novo. Ganhar um relógio de ouro e ir trabalhar. Então você trabalha 40 anos até ficar novo o bastante pra poder aproveitar sua aposentadoria. Aí você curte tudo, bebe bastante álcool, faz festas e se prepara pra faculdade. Você vai pro colégio, tem várias namoradas, vira criança, não tem nenhuma responsabilidade, se torna um bebezinho de colo, volta pro útero da mãe, passa seus últimos nove meses de vida flutuando.... E termina tudo com um ótimo orgasmo!!! Não seria perfeito?"

Charles Chaplin
QUERO LER O POST COMPLETO

Ana Laura

em 18/01/2009



Minha queridinha fez 9 anos...





Dei de presente o perfume que ela queria...

Definitivamente ficaram para trás as bonecas...
Que aliás ela nunca gostou muito, sempre preferiu jeans bordado com brilho...



Já é quase uma mocinha... Olha a pose com o irmão!


Já com nove anos e eu lembro da primeira roupinha, do carrinho de bebê, do álbum que marido comprou...
Ai meu Deus!
Daqui a pouco serão 15 anos!
É, sou meio exagerada mesmo...


Aqui minha Ana Laura com a irmãzinha Vitória

Parabéns querida sobrinha, afilhada, primeira criança que eu amei de verdade.
QUERO LER O POST COMPLETO

Rasteirinha

Eu sou muito desastrada. Já perdi a conta do número de vezes que eu caí, na rua, na chuva, só não caí na fazenda porque não fui lá, mas já caí no meio do quintal da casa da minha mãe, que dá quase no mesmo que cair numa fazenda...

E o pior não é a queda em si, que deixa o corpo doído que só,; o pior é a cara de quem te vê se estabacar igual jaca madura.

E ainda tem o agravante de ser gente que eu tenho que ver sempre.

É, eu caí de novo e inaugurei um novo espaço para quedas: a igreja.

Jesus, me segura!



Salto alto nunca mais, já quase não usava, agora acabou- se de vez. Melhor usar as minhas rasteirinhas do que levar uma rasteirinha por aí...


QUERO LER O POST COMPLETO

A morte devagar

em 17/01/2009



Morre lentamente quem não viaja, quem não lê, quem não ouve música, quem não encontra graça em si mesmo.

Morre lentamente quem destrói seu amor próprio, quem não se deixa ajudar.

Morre lentamente quem se transforma em escravo do hábito, repetindo todos os dias os mesmos trajetos, quem não muda de marca, não se arrisca a vestir uma nova cor ou não conversa com quem não conhece.

Morre lentamente quem evita uma paixão e seu redemoinho de emoções, justamente as que resgatam o brilho dos olhos e os corações aos tropeços.

Morre lentamente quem não vira a mesa quando está infeliz com o seu trabalho ou amor, quem não arrisca o certo pelo incerto para ir atrás de um sonho, quem não se permite, pelo menos uma vez na vida, fugir dos conselhos sensatos...

Viva hoje!

Arrisque hoje!

Faça hoje!Não se deixe morrer lentamente!


QUERO LER O POST COMPLETO

Bolo de chocolate

em 16/01/2009

Menininha com cara de "você tem que me amar"

Você gosta de chocolate?Bolo de chocolate?

Eu não.

Mas hoje eu fiz um bolo de chocolate que ficou perfeito: alto, fofo, lindo, delicioso. Marido comeu um pedaço, deixou o bolo on the table e daí adivinha? Menininha pôs as patinhas na cadeira, subiu, sentou e comeu tranquilamente o bolo, todinho.

Não tenho mais nada a dizer...Sem palavras.
QUERO LER O POST COMPLETO

Agradecendo a visita...

A caminho do visitante número 1000!

Quem diria que um diário íntimo e pessoal (e secreto) teria tantos leitores!

Quando iniciei esse blog eu nem sabia direito o era um blog, achava, pasmem, que era algo só meu. Tá, é ingenuidade demais mas leve em consideração que até poucos meses atrás eu sequer sabia digitar. Então um dia eu vi uma reportagem na tv sobre uma turma de meninas que estava lançando um novo livro e daí fui ao google pela primeira vez pesquisar o Grelo Falante. Pesquisa vai, pesquisa vem e eu topei com o primeiro blog da minha vida, justamente
O blog mais legal de todos.
Li quase todo e pensei: vou fazer um trem(moro perto do sul de Minas, gente!)desses para mim!
Fiz, meio sem saber o que estava fazendo, escrevi uma frase e tirei da cabeça. Ficou abandonado um mês, tadinho do bloguinho...
Então fiquei sem serviço, pirei, tive um comecinho de princípio de depressão e aí lembrei que sempre gostei de escrever. Voltei ao blog,conheci gente que também gosta de se expressar através das palavras, que ama os animais igual a mim,li mais um monte de outros blogs, ri muito com alguns, chorei com outros, comecei a falar de mim, mudei zilhões de vezes o template(ainda mudo), aprendi o basiquinho e viciei.A ameaça de depressão evaporou, fiz novos amigos,aprendo algo novo todo dia.Fiz o blog para mim, só para mim, nunca pensei que teria leitores(meus queridos!) e sobretudo, aqui é igual àquela música do Capital Inicial "... a vida(o blog) é minha, eu faço o que eu quiser..."
Não é o máximo? Um espaço só com aquilo que faz bem à gente?
Então, muito obrigada pelas visitas, pelos comentários, pelos presentes, pelas críticas, por tudo o que eu aprendo com cada um que passa por aqui.


Volte sempre, não esperava que você viesse, mas agora que veio, vá embora não!!!

Sabe o que mais o blog faz por mim? Me ensina a olhar para mim, como num espelho.
QUERO LER O POST COMPLETO

Conto de fadas para mulheres do século 21

Era uma vez, numa terra muito distante, uma linda princesa, independente e cheia de auto-estima que, enquanto contemplava a natureza e pensava em como o maravilhoso lago do seu castelo estava de acordo com as conformidades ecológicas, se deparou com uma rã. Então, a rã pulou para o seu colo e disse:
- Linda princesa, eu já fui um príncipe muito bonito. 

Mas, uma bruxa má lançou-me um encanto e eu transformei-me nesta rã asquerosa. Um beijo teu, no entanto, há de me transformar de novo num belo príncipe e poderemos casar e constituir um lar feliz no teu lindo castelo. 
A minha mãe poderia vir morar conosco e tu poderias preparar o meu jantar, lavarias as minhas roupas, criarias os nossos filhos e viveríamos felizes para sempre...
E então, naquela noite, enquanto saboreava as pernas da rã à sautée,acompanhadas de um cremoso molho acebolado e de um finíssimo vinho branco,a princesa sorria e pensava:
Nem pa-gan-do!
Luís Fernando Veríssimo
QUERO LER O POST COMPLETO

Pessoas que nos ensinam ou A arte de aprender a viver

em 15/01/2009

Em um outro post eu falei que tenho uma irmã e que eu e ela somos bem parecidas.Acontece que essa semelhança é só física mesmo, sabe?

Vou contar uma estória que explica o que eu quero dizer:

Há cerca de cinco anos ela vivia com um rapaz que é pai dos dois filhos dela. Conheceram-se bem jovens, ela engravidou e eles foram morar juntos, ele desempregado, , sem móveis, literalmente "seu amor e uma cabana(nesse caso, alugada)". Nasceu a primeira filha, apenas ela trabalhando e o tempo passou.Quando a minha sobrinha tinha cerca de quatro meses a minha irmã, provando que raio cai sim duas vezes no mesmo lugar, descobriu que estava grávida novamente. Acontece que desta vez foi beemm diferente, brincar de casinha não era tão divertido assim e o pai da criança se recusou a aceitar o segundo filho, dizendo a famosa frase" ou ele ou eu".

Pausa para comentar:

Não é o cúmulo do absurdo isso? Como assim, não quero o filho? Ainda me ferve o sangue...

Fim da pausa.

Para resumir a história, minha irmã, graças a Deus, foi fiel ás suas convicções e não acrescentou mais esse erro à sua vida ficando firme no propósito de não abortar. E, claro, o pai se mandou de casa, deixando-a com uma bebezinha nos braços e um bebê na barriga. Será que você consegue ter idéia do que ela passou?Só não foi pior porque o marido(meu) ajudava no que podia, eu ajudava, chorava junto, tinha vontade de pegar ela no colo e muitas vezes fiz isso mesmo...Bem daí o nenê nasceu e adivinhe?primeiro menino-homem na família do pai, foi um rebuliço e o tal quis voltar. Sem dinheiro, sozinha, emocionalmente abalada e com medo de criar os filhos sem pai ela topou e foram morar com os pais dele. Mais uma vez o tempo passou e as brigas se tornaram ainda mais constantes e cortantes, com faca de pão mas cortantes!

Daí que ele se envolveu com outra mulher, minha irmã descobriu e não tendo água nas veias mas sim sangue italiano/espanhol pôs o danado fora de casa. E aí você pensa:" seus problemas acabaram!" e eu digo:"ahn...não!"Vida dura criar dois filhos sem pai e sem pensão porque ele só paga quando ameaçado judicialmente.

O tempo passou, ela se casou com outro homem, (um querido esse meu cunhado) e o pai das crianças ficou com a mulher com quem ele já estava. Só que a tal mulher já tinha quatro filhos de relacionamentos anteriores e hoje tem mais dois do meu ex-cunhado. Passam um aperto daqueles, as meio-irmãs dos meus sobrinhos muitas vezes sem ter o básico que filhos dele nunca tiveram e agora que a mãe delas está sem poder ficar com as duas mandou a de dois aninhos passar uns dias...com a minha irmã! Que acolheu a pequena com tanto amor e carinho que eu não acreditei...

É aqui que eu chego no ponto em que afirmo que nossa semelhança é só física: gente, vocês não têm idéia do que ela passou, a tal mulher chegou a bater na minha mãe numa briga, ela quase passou fome com meus sobrinhos enquanto eles dois faziam churrasco todo fim de semana e agora isso!

Quetionei ela e sabe o que eu tive como resposta?

"Laine, ela é só uma criança, não tem culpa de nada e é irmã dos meus filhos. O que eu puder fazer prá ela não sofrer como meus meninos sofreram, eu vou fazer."

Então, ela é ou não é uma pessoa de ouro? Digo isso para dizer o quanto ela é melhor que eu...

Até por que se fosse comigo...





Nesta foto aí : Ela e o marido, quase um ano de casados!
QUERO LER O POST COMPLETO

Satisfação garantida

em 14/01/2009


Já reparou como tem gente que nunca nem jamais está satisfeita com a própria vida?

Reclama de tudo, do emprego ao cabelo, da casa, do amigo, do país, dos pais, de Deus.Parece que o sol nunca brilha inteiramente, sempre tem uma nuvenzinha estragando...
Sabe o que eu aprendi depois de muito sofrimento e muitas quebradas de cara na vida?

Nem sempre temos o que merecemos porque temos o que construimos.

Na vida é assim: aquele que planta vento...
QUERO LER O POST COMPLETO

Mulheres de verdade

"Desculpe, amor, mas eu prefiro mulher de verdade."

Lembra dessa música do Gabriel, O Pensador?

Então, não é só ele que pensa, eu também...

Li este post aqui e fiquei concordando inteiramente com a Elisa(olha a intimidade, blog causa isso!) e com o ponto de vista dela. A mídia é mestre em nos bombardear com imagens falsas, e a imposição de um (odeio!) padrão de beleza/comportamento/pensamento é muito cruel.Gente, fala sério, quem acredita que seja possível ser saudável pesando 40 quilos e medindo 1,70?
Fala sério...Daí que eu tenho uma sobrinha de nove anos(A moreninha maior aí da foto, minha querida!) que cismou em fazer dieta porque, segundo ela, não quer ficar gordinha, que o bonito é ser beeemm magrinha, igual à moça da novela...Nove anos...E magra que só!Só tirou a infeliz idéia da cabecinha quando eu sentei com ela e falei sériamente, com firmeza e autoridade de tia/madrinha.Nove anos e já sendo massacrada pelas idiotices da televisão.

Fala sério!!!
QUERO LER O POST COMPLETO

Selinho

em 13/01/2009

Adivinha?

Mais um selo para este humilde blog que vos fala!

Ganhei da Simone, uma querida que eu descobri por acaso. O blog dela é muito inspirador e tem algumas coisas a ensinar; vale a pena conhecer.
QUERO LER O POST COMPLETO

Se não fores um bom menino...

Olha o que pode te acontecer se não fores um bom menino:

QUERO LER O POST COMPLETO

Vírus e bactérias

em 12/01/2009


Hoje me disseram que criança ficar muito grudada com cachorro acaba ficando doente, que o bicho passa germes e bactérias para a criança, etc.

Cresci rodeada de cães e gatos, ás vezes comíamos na mesma vasilha, dormíamos junto, até banho era junto.
E nunca em minha vida eu tive qualquer doença, nem uminha sequer.
Mas fui contaminada com gripe, rubéola, cachumba, catapora e sarampo, sempre por gente...
QUERO LER O POST COMPLETO

Noite







Eu gosto da noite.
Talvez por eu detestar o calor não gosto do sol, então é á noite que eu fico mais feliz.
Á noite tudo é mais calmo, os pensamentos fluem com mais liberdade, tudo é menos intenso.
Sabe aquela horinha entre o fim da tarde e o cair da noite? Quando parece que tudo silencia?
É meu instante predileto. E á noite eu consigo ficar de fato sozinha, sem telefone tocando, sem campainha, sem correr o risco de alguém lembrar que eu existo bem numa hora em que eu quero não existir para ninguém... Dias de dor eu fico ainda mais introspectiva...
QUERO LER O POST COMPLETO

As dores do meu viver

em 11/01/2009


Paciência...isso definitivamente não me pertence...
Com gente lenta, então...
Com gente de um modo geral...
Cheguei ao dentista urrando de dor.
Pausa para comentar:
Já teve dor de dente? Gente, não existe nada mais...mais...sei lá, doído, doido de tão doído!
Fim de pausa:
Daí que eu chego, mais branca do que de costume, a cara inchada porque eu, a teimosia em forma de pessoa, deixei para ir quando já estava num estado alarmante, o dentista-amigo-do-marido já de pé à minha espera e a mocinha recepcionista:
Eu preciso que a senhora(senhora, eu???) preencha essa ficha para mim!
Eu:
Assim que o dentista me atender eu preencho, tá? Ou o marido preenche.
Mocinha:
Ah, sem ficha eu não posso te deixar passar...E tem que ser você(já virei você, perdeu o respeito), não pode ser outra pessoa.Se você está com preguiça de escrever eu escrevo para você; seu sobrenome é com dois tês?
Eu:Não pode me deixar passar, né? Tenta a sorte, quem sabe você não consegue me segurar...Experimenta ,que a minha dor eu descarrego toda em você!
E fui ser atendida pelo dentista-amigo-do-marido, um fofo que soltou uma gargalhada pela cara da mocinha recepcionista.
Dia seguinte o marido recebe um telefonema do plano de saúde que inclui o dentista pedindo desculpa pela "falta de tato" da mocinha recepcionista.É que na empresa onde o marido trabalha quem negocia com o planos de saúde e "aconselha" qual plano será adquirido pela empresa é justamente ...o marido!
Minha conclusão:
Eu, além de um ser dolorido e sem paciência agora sou também um ser dependente...


QUERO LER O POST COMPLETO

Um Selo... o primeiro


Recebi hoje o primeiro selo para este blog. Daí então que eu estou me contendo nas palavras mas o que eu queria dizer mesmo é:

UHUUU!MEU PRIMEIRO SELO!!!


Quem me indicou para este selo foi o Marcos Miorinni, do Janelas e travessias .E de acordo com as regras desta homenagem com a qual se reconhecem os valores criativos,éticos, culturais e preciosos de cada blog ,passo a indicar mais 15 blogues e seus respectivos links; como levo a sério a responsabilidade de indicar blogs vou quebrar esta regra e indicar apenas estes que seguem:








Muito agradecida pela homenagem. Em tempo: O Marcos possui mais estes dois blogs:

http://www.oficinadefragmentos.blogspot.com/

http://www.porentreletras.blogspot.com/

Super indico para quem gosta de um texto bem escrito.
QUERO LER O POST COMPLETO

TPM moral...só faltava essa!

em 10/01/2009

Já te aconteceu isso? Querer escrever e não saber por onde começar?
Não sei se eu já falei aqui mas eu tenho tpm. Tá, nada de demais mas é que a minha é só física, sem crises de choro nem alterações de humor. Até porque, como diz o marido, "se ficar mais brava eu tô perdido". Então, eu fico com dores em todos os pedaços do corpo, até dor de pé eu tenho...E agora estou desenvolvendo dor de consciência, onde já se viu? TPM moral...
Não, não dou conta de explicar...
QUERO LER O POST COMPLETO

Não é minha favorita...

em 09/01/2009




E tudo nas novelas é conduzido para que o adultério seja não só justificado como plenamente recomendado. Encontre nas novelas que estão no ar atualmente UMA, UMINHA SÓ em que haja um casal casado de fato que viva bem, feliz, sem um trair o outro.Envio por sedex um doce para quem encontrar. Não assisto novela mas o marido faz questão de me manter a par dos acontecimentos. E ele tem medo da Flora, . Quando morreu o Marcelo Silva(quem?) o marido disse: foi a Flora!
QUERO LER O POST COMPLETO

Para você...

em 08/01/2009

Você que tem blog:
  • não te dá um sustinho quando lá no contador diz que tem duas pessoas on line?
  • sua curiosidade natural/exageradamente grande não fica aguçada quando tem um leitor de, tipo, New York? Ou Poá? Ou Jardinópolis?
  • não fica alegrinho que só quando tem leitor que passa pelo blog todo dia?
Então, essa sou eu.
QUERO LER O POST COMPLETO

Terra Santa

Não sou judia, não sou muçulmana, não sou norte-americana( graças a Deus!). Sou brasileira, com um pouquinho de sangue italiano, moro numa cidadezinha interiorana e sou eu própria bem interiorana no meu jeito de viver e pensar. Mas não sou provinciana e vejo o mundo à minha volta. Portanto fico com o coração apertado quando leio ou vejo pela televisão notícias sobre o conflito na Faixa de Gaza. Fiquei pasma quando soube que a Faixa de Gaza é um território minúsculo, 40km. de comprimento por 10km. de largura.
Como é possível tanta dor e tantas mortes, bombas, ataques por terra, por ar e tanta intolerância por conta de uma "faixa" de território? E como se não bastasse toda a disputa histórica, que por si só é complicada ao extremo, ainda vem os EUA com mais um episódio de ingerência . Como se não bastasse ser diretamente responsável pelo início das disputas na região ao impor a criação de Israel em 1948!
Claro que eu sei que os sobreviventes do Holocausto têm o direito à uma pátria, mas não dá para ignorar que isso expulsou milhares de palestinos de seu território para que essa pátria fosse criada.Além do mais, muitos judeus que fixaram-se no Israel pós- guerra nunca havia pisado na Palestina; como poderiam então reclamar a terra como sua? Imagine o ódio que deve ter sido incutido nessas pessoas ao longo de décadas; uma vez eu li em algum lugar que as crianças palestinas são ensinadas, desde que aprendem a falar, a odiar os israelenses, fazendo com que o círculo de ódio não cesse nunca. Não vejo como esse impasse possa se resolver mas dói demais ver o saldo da gerra: a média de idade na Faixa de Gaza é de 17 anos, as mulheres são maioria já que os homens morrem cedo e pela quantidade de crianças mortas nos ataques desses últimos dias bem se vê que não existem civis numa guerra, só alvos...


E pensar que Jesus andou por estas terras.
QUERO LER O POST COMPLETO

Como assim?

em 07/01/2009


Santa inocência, ingenuidade ou criatividade?
São avisos fixados nas portas de uma igreja, todos eles reais, escritos com muito boa vontade e muito má redação.

• Para todos os que tenham filhos e não o saibam, temos na paróquia uma área especial para crianças.
• Quinta feira que vem, às cinco da tarde, haverá uma reunião do grupo de mães. Todas as senhoras que desejem fazer parte do grupo das mães, devem dirigir-se ao escritório do pároco.
• As reuniões do grupo de recuperação da autoconfiança são nas sextas feiras, às oito da noite. Por favor, entrem pela porta traseira.
• Na sexta feira às sete, os meninos do Oratório farão uma representação da obra “Hamlet” de Shakespeare, no salão da igreja. Toda a comunidade está convidada para tomar parte nesta tragédia.
• Prezadas senhoras, não esqueçam a próxima venda para beneficência. É uma boa ocasião para se livrar das coisas inúteis que há na sua casa. Tragam os seus maridos!
• Assunto da catequese de hoje: “Jesus caminha sobre as águas”
• Assunto da catequese de amanha: “Em busca de Jesus”
• O coro dos maiores de sessenta anos vai ser suspenso durante o verão, com o agradecimento de toda a paróquia.
• Lembrem em suas orações de todos os desesperados e cansados da nossa paróquia.
• O mês de novembro finalizará com uma missa cantada por todos os defuntos da paróquia.
• O torneio de basquete das paróquias vai continuar, com o jogo da próxima quarta feira.Venham nos aplaudir, vamos tentar derrotar o Cristo Rei!
• O preço do curso sobre “Oração e jejum” inclui as comidas.
• Por favor, coloquem suas esmolas no envelope, junto com os defuntos que desejem que sejam lembrados.
• Na próxima terça feira à noite haverá uma feijoada no salão paroquial. A seguir, terá lugar um concerto.
• Lembre-se que quinta feira começará a catequese para meninos e meninas de ambos os sexos.
QUERO LER O POST COMPLETO

Enlouquecendo...mas ainda dá para reverter

em 06/01/2009


Estou aqui, ouvindo a minha musiquinha, pensando que essa vida glamourosa que eu tenho levado, de dona-de-casa-que-só-cuida-do-lar, sem trabalho(remunerado, entenda bem) ainda vai me fazer infartar. Pode crer!

Quem trabalha com calçados(EU!) sabe que início de ano é fogo...Só que eu venho de um ano que, fala sério!
Certeza de uma coisa eu tenho: se ficar mais um mês sem serviço eu vou precisar de analista, e gratuito. Será que tem analista/terapeuta no SUS?
QUERO LER O POST COMPLETO

Aprender compaixão

em 04/01/2009


Todo mundo que me conhece, nem que seja só um pouquinho, já sabe que eu sou apaixonada por cachorro. Gosto do jeito de cada um deles, das carinhas, dos focinhos de picolé, do olhar tão meigo( já reparou que até os ferozes têm olhar tipo você tem que me amar?)e até do cheirinho deles. Tá, sou meio doida, pode falar, mas é isso aí. Não posso ver um cachorrinho abandonado, ou maltratado ,que eu quero logo cuidar. Na verdade não é só cachorrinho, mas gatinho, cavalo( que raiva das chicotadas!), até pardal me faz chorar, como diz o marido. Lembro de que quando eu tinha, sei lá, tipo uns 9 anos, eu morava numa casa que fazia fundos com outras casinhas que dividiam o mesmo quintal. Um dia, um maluco que vivia bêbado e morava numa dessas casinhas fez algo tão estúpido que nunca mais eu esqueci: pegou um saco desses de açúcar, grandes, de sacaria, sabe? Então, pegou um desses e colocou dentro, sabe Deus como, cinco gatos. Depois começou a bater com o saco de gatos no chão com toda a força, os miados eram terríveis, um horror. E o pior é que os adultos não se mexeram em momento algum, ainda mais que ele tinha fama de ser violento( fama só não, chegou a picar um cara com facão de cortar cana). Mas, eu, com 9 anos, quando vi o que ele estava fazendo, não deu outra: passei por cima de cerca e de mãe e de vizinha e só parei diante do sujeito. Imagina a cena: uma menininha de menos de um metro de altura, com o dedinho apontado para o nariz do marmanjo, aos prantos e aos gritos de 'pára agora, solta eles já ou eu vou chamar a polícia prá te prender e fazer com você o que tá fazendo com eles".
E talvez pelo inusitado da situação, não é que funcionou? Ele, caindo de bêbado, deixou os bichinhos irem embora livres, feridos mas vivos e livres, afinal. Daí que, comprovando a minha tese de que quem maltrata animais não pode ser boa bisca, uns meses depois ele foi preso por picar o tal cara com o facão de cortar cana. Esse episódio foi marcante para a menininha de 9 anos e ajudou a formar a consciência que eu tenho hoje. Mas eu podia ter aprendido compaixão sem que os bichinhos fossem surrados daquele modo horrível...

Até quem faz a guerra pode aprender...
QUERO LER O POST COMPLETO

Meu lugar no mundo

em 03/01/2009



Quando me mudei para a casa onde moro hoje eu custei muito me adaptar. Estava casada há cinco anos e havia morado um ano e meio com minha sogra( nunca, mas nunca mesmo faça isso!) e os três anos e meio seguintes eu vivi numa casa de aluguel, no bairro onde havia sido criada.Acontece que o contrato havia vencido e nós queríamos tentar algo novo, aluguel era uma droga, e daí não renovamos o tal contrato e esperamos...Para resumir,meu cunhado pôs a casa dele à venda e nós, que não tínhamos um tostão no bolso resolvemos comprar.Foram três anos pagando o que inicialmente tinha sido combinado para ser pago em cinco anos, trabalhava até duas, três horas da manhã, de segunda a domingo. Mas eu quero falar é da dureza que foi me adaptar:não conhecia ninguém, não sabia nem pegar ônibus, me perdi duas vezes e eu não sou nenhuma lesada, não, era tudo desconhecido mesmo. A casa eu só vim a conhecer no dia em que me mudei( desligada de parentes,saca?). Até a mudança chegou antes de mim, eu vim por último com os cachorros.E eu, que vinha de uma casa com árvores e flores cheguei em outra que parecia um deserto, quintal enorme e seco, sem vestígio de verde.Pois bem, o tempo passou, eu me acostumei,certo?Errado, eu mudei a casa e ela agora é do meu jeito:as paredes bege(o-dei-o bege) iguais e sem "gramur" agora são de cores alegres e cada cômodo de uma cor, casinha de alvenaria para os cachorros(que no começo ficaram em cabanas improvisadas)e flores, especialmente samambaias( que eu amo!).Quis postar isso hoje porque ontem fiz geléia de acerola colhida na hora e o marido colheu uma sacola de manga para a mãe dele, além do pé de tangerina ponkan que resolveu que ia dar fruto assim, de repente, e tá lindo demais!O cajueiro também já carregou duas vezes essa ano e a pitangueira vai indo bem, obrigada.Hoje eu não trocaria minha casa por nada deste mundo!Ainda tem a frente dela, que parece um pedaço de fazenda: a via Anhanguera passa a uns 50 metros de casa e eu não tenho vizinho de frente, uma beleza!O Snoop corre feliz da vida nesse "pedaço de mata".

Esta samambaia eu salvei de ser levada pelo caminhão de lixo, era uma coisinha murcha e sem folha...agora tá linda! O "pedaço de mata"em frente de casa(não dá para ver por essa foto mas tem um angico branco bem em frente meu portão) O pé de acerola, carregadinho...lindo...a Loirinha adora!



A Loirinha! ( pensou que fosse uma poodle, né?)



QUERO LER O POST COMPLETO

Crônica de um amor (in)feliz

em 02/01/2009


Quando começaram a namorar ela tinha 16 e ele 18.
Mesmo círculo de amigos, foram fazendo planos de passar o resto(?) da vida juntos.

Ambos com famílias que dali a dois anos não seriam mais as mesmas, os pais separados, dor, traição paterna, encarar a vida cedo demais, irmãos mais novos e a realidade fez o amor adolescente mudar de um jeito que não foi nada bom. 

Juntos por cinco anos, ela achando que seria mesmo para sempre e ele apaixonado por outra,uma garota menos cobrada, mais menininha, como ela era quando começaram.
Traição, dor e a constatação que não olhavam mais na mesma direção. Móveis comprados, alianças, casamento com data escolhida...móveis vendidos, aliança dada para a outra como sinal de " compromisso", casamento desmarcado.

Choro dia e noite, gastrite, o corpo somatizando tudo...
E a dor de ser de novo abandonada...como o pai com que ela nunca mais falou...
Mas deve-se temer as pessoas que já foram feridas pela vida, elas são sobreviventes...
Dois meses depois as lágrimas dela secaram, a vida mudou de rumo, novo trabalho, o mundo era dela de novo. 
Então ele voltou...chorou...arrependido...

Tarde demais, já havia um sol novo brilhando nos olhos dela, alguém sem passado de família separada, sem grandes dores, mais jovem e mais puro que ela, e por isso mesmo capaz de amar com tanta entrega.
Daí então ele passou a insistir, vigiá-la, chantagear com palavras de cobrança: eu te amo, vou morrer, quero casar com você...
Não amava, não morreu e não casou com ela. Anos depois casou sim, mas com outra.

Ela casou, com o sol que entrou pela janela aberta depois que a porta foi fechada. 
Não foram felizes para sempre pois o sempre ainda não chegou, mas viveram juntos e sim, com dias bons s maus, mas juntos...
E ela acreditou de novo.

QUERO LER O POST COMPLETO

Filme Dança comigo?


Já assistiu Dança comigo?

A gente fica pensando o tempo todo que o Richard Gere vai largar a esposa e ficar com a J.Lo, mas no final o amor de 19 anos com a esposa vence o que foi uma tentação que pelo visto só existiu na nossa cabeça acostumada ao adultério no cinema ( e na vida). O filme é lindo, dá prá assistir sem susto. 
E às vezes temos a ilusão de que pelo fato de ser casado(a) não há solidão, ou que se há, é porque o amor não existe mais.Não é bem assim e o filme, ao menos para mim, toca nessa questão. 

Mesmo havendo amor, às vezes há solidão e necessidade de ter um tempo para ser feliz só consigo mesmo, buscar algo que nos faça mais inteiros.
Mas o filme vale uma espiadinha. Sem adultério só para variar...

QUERO LER O POST COMPLETO


Visualizações

Contando...

Dias online
Postagens
comentários