Sozinha

em 27 de outubro de 2008



Não é que ás vezes a gente se sente mesmo presa num redemoinho incontrolável?
Outro dia eu ouvi que desgraça é igual banana:quando dá , dá de cacho.
Ando numa maré de dificuldades sem fim.
E a verdade é que isso só piora o estado das minhas emoções.
Venho me sentindo assim como se eu fosse quebrar de repente,como se meus nervos fossem feitos de papel de seda,finos e frágeis.
Qualquer coisa me faz chorar,uma palavra, um gesto, um olhar.
Acho que perdi a minha fibra,minha garra.
E para piorar tudo eu estou sem trabalho.
E Deus sabe o quanto eu preciso trabalhar.Me sinto inútil,abjecta,infeliz e ainda mais sozinha do que nunca.
Principalmente quando penso que todas as fábricas estão trabalhando e eu não,aí é pior ainda.
Por que a rosa da foto?
Ando tão triste que pensei em me dar de presente.
Não é o cúmulo da solidão?

Alguém que escreve. Especialista em si mesma. Leitora que lê muito menos do que gostaria. Blogueira por paixão e profissão. Propriedade da Princesa e da Menininha, e de um cachorrinho muito levado chamado Bloguinho. Tentando viver. Sempre.

2 comentários , comente também!

  1. Estava xeretando aqui e me deparei com esse post.
    Espero que vc tenha já se fortalecido.
    Eu te amo, viu? Bjok.

    ResponderExcluir
  2. Que desgraça dá em cacho eu nunca tinha ouvido falar, não. Mas até que faz sentido, sabia?

    ResponderExcluir

Olá! Muito obrigada por ler meu blog e obrigada também por se dispor a comentar meus posts. Seja muito bem-vindo(a)!

Importante!
Devido à falta de tempo hábil eu não me comprometo a responder perguntas referentes aos tutoriais postados neste blog.
Pedidos de ajuda individual serão respondidos conforme o meu tempo e disponibilidade permitirem.
Por favor, entenda: comentários sem relação alguma com o post não serão liberados e nem respondidos.

Para saber mais sobre a melhor forma de utilizar este blog leia Termos de uso do blog.



Muito obrigada, fique à vontade para interagir.
Mas lembre-se:
Gentileza, educação e boas maneiras servem também para a vida nos blogs…