Aqui o texto que desejar Aqui o texto que desejar
1 2 3

Sobre a vida, e sobre decisões da vida

no dia 24 de outubro de 2014

Estava planejando escrever esse post no começo do próximo mês, mas sabe quando as palavras parece que ganham urgência dentro da gente?
Então, ando assim esses dias, e achei melhor deixar as palavras nascerem...
Senta que a conversa será longa...

Há alguns dias comentei no Facebook que numa ida ao HC (Hospital das Clínicas, me perguntam se é essa a sigla) para fazer pulsoterapia os médicos perceberam uma alteração grande em um dos exames de urina do meu marido.
A pulso foi adiada, ele tomou antibiótico por 7 dias porque a infecção na urina estava tão alta que ameaçava um dos rins. Foram dias de apreensão e medo.
Esta semana voltamos lá.
Exames refeitos, longas horas de espera, e a infecção cedeu.
Não está normal, mas baixou bem, e a pulsoterapia foi feita.

Não foi preciso trocar a medicação da EM, embora seja ela que baixa tanto as defesas que faz com que as infecções e outros problemas surjam.
Mas como ele não pode ficar sem a medicação pois isso aumenta exponencialmente o risco de novo surto o jeito é ir administrando os efeitos colaterais conforme surgirem.
Em novembro acabam as sessões de pulsoterapia que já duram 1 ano. Espero que 2015 não passe de novo dentro daquele lugar...

Ele está bem, no geral.
Andou perdendo as unhas, que enfraqueceram e caíram, mas estão nascendo de novo. Essas coisas acontecem porque a medicação é imunossupressora, ou seja: baixa a imunidade para que o organismo dele pare de atacar a mielina e com isso a EM fique sob controle. Só que com imunidade baixa todo o organismo sofre e as unhas são o reflexo do que ocorre no organismo, sabia? Mas não tem jeito, então...

Atualmente ele anda fora de casa de bengala (ele a batizou de Brigite rsrsrs) porque sente mais estabilidade, já que ficou com sequelas dos surtos anteriores. Fica bonitinho e charmoso como o Doutor House... embora ganhe das pessoas olhares que variam do espanto intenso (de quem não o via faz tempo) à pena estampada (de quem o vê sempre, sabe da doença mas não espera a bengala).
Na verdade ele não precisa nem de espanto, nem pena. Ele está bem, e de tudo que tenho lido e visto no HC ele tem relativamente poucas sequelas, de verdade.
Vi gente lá, durante esta semana, que foi parando de andar, de enxergar e finalmente de entender as coisas. Em casos mais avançados a pessoa tem a capacidade cognitiva bem comprometida, e a fala também. É assustador como visão de futuro.

Mas também vi pessoas muito bem.
Conheci na terça-feira uma mulher que foi diagnostica aos 37 anos, e hoje tem 55 anos.
Foi uma das primeiras pacientes do HC e passou 10 anos sem ter surto algum.
Teve um este ano, mas ela é saudável, tem poucas sequelas, é bonita, unhas feitas, divertida... gostei de conhecê-la e de ver alguém com tanta experiência com a EM, e que consegue levar a vida apesar da doença. Inspiração.

Já falei algumas vezes que detesto esses dias passados no HC. A gente vê muita coisa ruim lá.
Fico fragilizada, cansaço extremo, mas tem esse lado bom, de conhecer pessoas. Conheci uma representante da Novartis, que fechou com o Ministério da Saúde a compra de um medicamento recém-aprovado para o tratamento da Em, a Gylenia. Medicamento via oral, será o fim das injeções para muitos pacientes.

O novo remédio foi aprovado em julho e a primeira compra será feita este ano.
A Novartis enviou a moça pra conversar com pacientes do HC que vão ser os primeiros a receber os comprimidos. Conversamos, ela me explicou algumas coisas. Fiquei pasma com os efeitos colaterais desse novo medicamento... eu, hein...
Falei com uma médica especialista em Em também, enchi a doutora de perguntas, perguntei coisas que li em estudos, em artigos que traduzi... acho que nunca mais quer me ver rsrsr

Enfim... assim foi a semana.
E já que são longas horas de espera, eu li. Um livro (4 no caso) é boa companhia sempre, né?
E além de ler tomei algumas decisões.
A mais importante delas diz respeito ao meu trabalho.

Depois de muito refletir decidi, com o coração partido, que minha agenda de trabalho este ano está fechada.
Não vou agendar mais nenhum trabalho para 2014, somente para começar à partir de 20 de janeiro de 2015.
Vou cumprir, claro, todos os trabalhos já agendados, ou cujas conversas foram iniciadas, mas novos trabalhos somente ano que vem. Essa data pode ser revista para mais tarde caso eu tenha algum contratempo. Aprendi que contratempos acontecem o tempo todo...

Vou manter também os trabalhos que faço para os clientes fixos de assessoria, que hoje são 14, eles são minha prioridade total. Na verdade estou planejando um trabalho mais ativo ainda, estou montando um ebook específico para esses clientes, além de começar um trabalho mais aprofundado de SEO nos blogs deles.
E quero ter, no ano que vem, uma loja de templates para pronta entrega. Tenho alguns quase prontos, lindos!

Então, agenda fechada até ano que vem.
Foco total em entregar todos os trabalhos já agendados, e que estão bem atrasados, eu sei. Quero focar nisso, de verdade.
Quero entrar 2015 organizada, sem acúmulo de trabalho, com horários mais racionais, fazendo só o que realmente dou conta. Quero diminuir o tempo de espera de quem me procura. Quero poder atender todo mundo, responder os emails em tempo hábil. E para isso preciso pôr o pé no freio agora e me organizar.

O medo de ficar sem dinheiro faz a gente assumir mais coisas do que dá conta, e isso estava me matando. Não quero mais esse desespero de ter medo de abrir email, medo de não dar conta, medo de frustrar as pessoas...  Isso não é vida, e está me deixando doente de aflição.
É hora de ter mais disciplina, mais foco e mais organização.
E mais sabedoria, né?

Muito obrigada por ler tudo.
Quando eu coloco as coisas em palavras elas ganham vida e isso me faz bem, sempre fez.
Esse é o motivo original do blog existir...

http://www.tupperwarecia.com.br/

Crianças, machucadinhos e curativos, ou sobre como ser uma criança linda e feliz...

no dia 23 de outubro de 2014

No dia das crianças deste ano nós demos uma bicicleta para o Luís Otávio.
Em dezembro ele faz 5 aninhos, já era hora de ganhar uma bike.
Na verdade é sua segunda bicicleta pois ganhou uma daquelas bem pequenas quando tinha só 1 aninho.
O resultado é que ele sabe uma coisa que eu nunca aprendi: andar de bicicleta.
Acho muito importante isso, é algo que me fez falta na vida.
Quando finalmente eu, com 16 anos, tive acesso a uma bicicleta, era velha demais, e medrosa demais pra conseguir aprender.
Tentei uma vez, caí, me ralei, e o medo venceu.

Criança, ao contrário, não tem medo de cair, de se ralar, de arrancar fora a cabeça do dedão, de ralar a carinha, os cotovelos, as pernas...
Acho isso incrível porque a gente (eu, ao menos) depois que fica mais velho perde a coragem natural das crianças.
Tenho pavor de me machucar, de cair. Qualquer ferimento me assusta...
Sou meio covarde mesmo rsrsrsr
Mas criança não... ao menos Luís Otávio não tem medo algum...

Quando levei a bicicleta levei junto um monte de curativos by Cotton Line.
Bem lúdicos, enfeitados, olha só as embalagens:

Curativos Dragon Rangers

Na linha Dragon Rangers os personagens, desenvolvidos com exclusividade e com inspiração nos animes, são Doragon (Dragão) para os meninos e Midori (Verde) para as meninas.

Curativos horripilantes

Os novos curativos antissépticos Horripilantes são perfeitos para os machucadinhos e arranhões do dia a dia, protegendo e ajudando na cicatrização.
Além disso, são super divertidos, com os monstros mais fofos e engraçados que as crianças e os adultos vão adorar!

Não deu outra: bicicleta nova, dodói à vista. Um mini-dodói, na verdade.
Mas olha a pose com os curativos Horripilantes e Dragon Rangers ("dos super-heróis, madrinha!")



Esse mini-dodói... Será que era só pra usar os curativos?


Garoto-propaganda mais lindo do mundo! Quer contratar, Cottom Line?


Esse machucadinho de nada no nariguinho também teve curativo Horripilante. No dia da foto já tinha saído...



Sabia que os curativos ajudam a manter a pele protegida de agentes externos? Isso ajuda na cicatrização.
Nas crianças ela é naturalmente mais rápida, mas sempre é bom ajudar com o curativinho, né?
Sempre que a sua criança se ferir, cortar, furar, ralar, arrancar um pedaço do dedão (tá, parei) lembre de lavar bem, retirando todo e qualquer corpo estranho e sujeira. Depois seque bem e coloque o curativo para proteção e aceleração da cicatrização.
Ah, vale dar o famoso "beijinho pra sarar"...
Até madrinha beija ferimentos, sabia? rsrsr


Este é um post patrocinado.
Isso significa que os produtos mostrados foram enviados pela empresa parceira Cottom Line.
Mas, claro, jamais estariam aqui se não fossem bons, se eu (e Luís Otávio, estrela do post rsrsr) não usássemos de fato.
Uso, e por isso recomendo.

Cotton Line é Higie Topp, há 16 anos no mercado, levando Carinho e Proteção para toda a família.

Corretivo: como escolher e como usar

no dia 22 de outubro de 2014

Depois de falarmos sobre as escolhas da base ( se não viu clique aqui ), trago um post bem parecido que lhe auxiliará na escolha de um corretivo.
Nos meus cursos recebo sempre a pergunta:
- É obrigatório o uso do corretivo?
A resposta é você mesma quem vai me dar. Na maquiagem nada é regra, tudo pode! Claro que o bom senso e o estilo de maquiagem que deseja contam muitos pontos na decisão do quê usar.

Se você tem uma pele que não precisa de muitas correções ( função do corretivo ), obviamente não fará uso deste produto, consequentemente terá uma pele menos carregada.
Mas se você ( assim como eu, abafa rsrs ) precisa de correções de manchinhas, ou olheiras, ou marcas de acne, ou até mesmo iluminar, não exite, siga em frente neste post!!! ;)

Escolhendo a textura do corretivo

Primeiro precisamos definir qual a cobertura que precisamos e saber o nosso tipo de pele, para então escolher a textura.
O corretivo assim como a base, pode ser de cobertura, leve, média e alta.
Os corretivos hidratantes, geralmente possuem uma cobertura extremamente leve, sendo utilizados somente para uma hidratação intensa na região abaixo dos olhos e não pode ser usado no restante do rosto.
Eles evitam e muito o efeito craquelado, que é ocasionado pela falta de hidratação da região ou pela textura do corretivo ser muito seca.
Mas não se engane, o corretivo muito oleoso também é vilão e pode acumular nas irritantes linhas finas de expressão!

Eu, particularmente, não indico, não gosto e não uso corretivo seco (aqueles compactos), dou preferência sempre para os líquidos e cremosos, que geralmente são de cobertura média a alta.

Abaixo da região dos olhos aplicamos sempre um corretivo 1 tom ( eu disse 1 tom somente meninas, para evitarmos o famoso efeito " panda invertido " rsrs ) mais claro que o tom da nossa base.

Por quê?
Porque desta forma criamos iluminação na região abaixo dos olhos, pois naturalmente é uma região mais "afundadinha" e tudo aquilo que iluminamos nós conseguimos um efeito de "trazer para frente", evidenciar...ou seja:  deixamos tudo no mesmo nível.
Mas existe uma forma correta de aplicação, que é em formato de triângulo invertido abaixo dos olhos, conforme foto abaixo!


Muito cuidado caso você tenha olheiras muito arroxeadas ou hiperpigmentação na região, pois pode deixar um efeito acinzentado.
Se este é seu caso, use corretivos colorido, para amenizar a coloração, base e só depois o corretivo para iluminar.

Corretivos coloridos?

Sim, eles são grandes aliados na uniformização do tom da nossa pele e para fazer a escolha certa, lembre-se sempre que o tom matriz da nossa pele é o marrom, então, utilizamos a regra de cores para encontrar o resultado perfeito.
Exemplo:
Para olheiras arroxeadas, utilizamos o corretivo amarelo...amarelo+roxo= marrom
Para manchas vermelhas, utilizamos o corretivo verde...vermelho+verde=marrom
Para manchas marrom, como melasma, vitiligo, usamos o corretivo lilás, pois ele quebra a coloração mais forte de marrom.

Opções em textura nos corretivos coloridos

Agora que já sabemos como utilizar os corretivos coloridos, vamos às opções que temos em textura.
A melhor opção é sempre testar na pele antes de comprar, mas os corretivos cremosos e líquidos, como citei acima, são os melhores por serem mais emolientes.

Gosto muito das versões Select CoverUp M.A.C, linha Velvet Contém 1G, ( coberturas média a alta ). Se optar por um corretivo em versão Pro Longwear ( para durar mais ), não esqueça que eles depois que secam oxidam, logo, eles escurecem!
Quer uma versão com cobertura altíssima? Full Cover - Make Up For Ever, como o próprio nome diz, cobre tudo rsrs, mas cuidado, pois é espesso, concentrado e pode marcar até as linhas que ainda estão para aparecer!!



O corretivo é aconselhável utilizar sempre depois da base pois assim ele só faz o serviço que a base não cumpriu, ou seja, você vai aplicar pontualmente onde ainda tem correções a serem feitas, manchinhas que ficaram evidentes.

Dica da Elaine para economizar na compra de corretivos e maquiagem em geral

Claro que a gente ama uma comprinha, e se ela vier com desconto, melhor ainda, né?
Experimente a loja Época Cosméticos.
Acesse aqui:
http://www.cupom.org/epocacosmeticos.com.br/
O site Cupom.org sempre oferece cupons com descontos que variam e podem chegar a 15% do valor total da compra.
E tem mais: além dos cupons de desconto (que podem chegar a 15%) tem brindes (como por exemplo uma mala Ralph Lauren grátis nas compras acima de 249 reais).
Navegue pelos cupons e divirta-se!


Espero que este post auxilie na escolha do seu próximo corretivo, caso tenha algo a acrescentar, ou queira dividir conosco o produto que usa e que recomenda, deixe nos comentários, vamos adorar saber!

Beijos